Procure no JP

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2006

Paulista Série A1: Juventus 0-1 São Caetano

Opa,

Depois de digitar pela terceira vez esse post, graças a erros irrecuperáveis no sistema, vamos ver se consigo escrever do mesmo jeito pela 4ª vez!!! Bom, vamos aqui com os posts do último fim-de-semana... no sábado, fomos até o templo da Rua Javari, ver um jogo que não rolava desde 2000: Juventus e São Caetano. Naquele ano, os dois times disputaram uma das semifinais da A2, e o jogo foi 3 a 1 para o Azulão, com dois gols do Adhemar e um do Túlio.

Depois disso muita coisa rolou nesses seis anos, e depois de tanto tempo as equipes voltaram a campo. O mais legal é que tivemos a estréia do Viola com a camisa grená. Genial! Porque mesmo ele não jogando direito, é uma grande força para atrair público nos jogos do Juve. Parabéns! Lá, além da minha pessoa, o Jurandyr, o David, o Mí­lton e o Seu Natal (que busca a oitava vaga no nosso Clube, já que o Estevan está quase jubilado do nosso quadro...hehe) presenciaram a pugna.


Jurandyr contando mais uma lorota por aí­ e o David fazendo pose de ator nas sociais no Conde Rodolfo Crespi. Fotos: Fernando Martinez.


As duas equipes entrando em campo. Fotos: Fernando Martinez.

O jogo prometia bastante, mas não foi nem sombra do que poderia ter sido. Os dois times fizeram um jogo truncado, centrado no meio de campo e sem muitas chances de gol. Na maioria, as chances foram para o Juventus, mas no final o Azulão se deu melhor.


Escanteio perigoso para o Juventus no primeiro tempo da partida. No lance: Viola, Ânderson Lima e Sí­lvio Luis. Foto: Fernando Martinez.

Nesse primeiro tempo o Juventus ainda conseguiu ter mais chances, mas todas sem sucesso. A melhor delas aconteceu no final da etapa, quando um atacante juventino apareceu cara-a-cara com o goleiro Sí­lvio Luí­s, mas demorou pra chutar e teve o lance cortado pelo zagueiro. Por um milésimo de segundo o Juventus não leva o jogo em vantagem para o intervalo.


Mais um escanteio para o Juventus, dessa vez sem tanto perigo assim. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo valeu pela animação da torcida com o Viola. Toda vez que ele pegava na bola (poucas, é verdade), todo mundo ia à loucura com o camisa 9 dos grenás. Esperamos que com o tempo ele possa, ao menos, lembrar aquele Viola clássico dos anos 90. Já no intervalo, com a Javari lotada, não conseguimos fazer muita coisa, a não ser ficar falando bobagens mesmo, já como de praxe.


O Viola fazendo as vezes de gandula e um monte de carteiros numa laje ao lado do Estádio. Cambau no trampo, enchendo o caneco e invasão da casa... É mole? Fotos: Fernando Martinez.

O segundo tempo foi mais truncado do que o primeiro. O São Caetano parecia que jogava pelo empate e o Juventus tinha mais domínio, mas sem nenhuma inspiração. Algumas boas chances foram perdidas. O perigo estava nos contra-ataques do Azulão, sempre perigosos graças à zaga juventina não estar em seus melhores dias.


Lance perigoso para o Juventus na segunda etapa em que o zagueirão chuta de bico. Foto: Fernando Martinez.

Sem nada de especial, o jogo se encaminhava para um modorrento 0 a 0. Foi quando a estrela do time do ABC brilhou: num contra-ataque rápido, o Azulão foi de pé em pé chegando na área juventina, e aos 44 minutos, o Ânderson Lima aproveitou a bobeira geral e marcou o gol do São Caetano. Muita frustração na Javari...


No finalzinho o Juventus ainda tentava o empate. Mas em vão... Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Juventus 0-1 São Caetano. Os grenás continuam com a sina de jogar mal na Javari. Como o próximo jogo é lá (sábado, contra o Guarani) mais sofrimento vem por aí­. O São Caetano saiu feliz da vida de lá, com mais dois pontos caídos do céu.

Daqui a pouco (se o editor de fotos do UOL permitir) tem os posts dos jogos de domingo. Um deles, com certeza um dos Top 10 da minha vida.

Até já!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário