Procure no JP

terça-feira, 7 de fevereiro de 2006

JP na semi-final da Taça Guanabara entre America e Cabofriense

Buenas!

Curtindo meu último dia de férias, fiz mais uma pequena loucura futebolesca. Resolvi ir ao Rio de Janeiro de ônibus para acompanhar uma das semifinais da Taça Guanabara, entre America e Cabofriense, em plena segunda-feira, num jogo que proporcionaria a volta ao estrelato do grande America. Não falo em ressurgimento como alguns veículos de imprensa estão dizendo, pois o America nunca desapareceu, falo sim em retomada da fases áureas.

Já com a grana bastante curta, o jeito foi mais uma vez encarar um busão. Na verdade eu até cutro viajar de ônibus, da pra curtir as belas paisagens:


A linda Serra das Araras no Rio de Janeiro. Fotos: Emerson Ortunho.

Já no Rio, foi super fácil chegar ao Maracanã. Agora uma reveleção: com todas minhas andanças por estádios do Brasil, eu nunca havia assistido um joguinho sequer no Maracanã. E minha estréia não poderia ser melhor, nada de Fla-Flu, etc., o legal mesmo é ver um America e Cabofriense.


Umas das entradas do Estádio Jornalista Mário Filho. Foto: Emerson Ortunho.


Rampa de acesso com estas fantásticas colunas. Foto: Emerson Ortunho.

Como o estádio e enorme, era claro que não iria lotar, mas a torcida do America foi chegando, foi chegando e começou a fazer uma grande festa. Foi muito legal, tava no ar um sentimento do renascimento do orgulho americano. Você via camisas antigas que não saiam do armário há muito tempo, desfilar pelo maraca. Pais e filhos, famílias inteiras, tava um clima muito legal.


Torcida do America que ocupou pelo menos 1/4 do Maracanã. Foto: Emerson Ortunho.


Equipe do America saldando a torcida, notem a tradicional multidão de gente que fica na beira do gramado. Foto: Emerson Ortunho.

O jogo começou num ritmo bem fraco. Nitidamente a Cabofriense veio com uma proposta de se defender e o America parecia meio tenso. Tanto que a equipe também chegava muito pouco ao gol adversário. Assim, num primeiro tempo sem muitas emoções o jogo acabou indo para o intervalo no 0 a 0 mesmo.


Meio na penumbra causada por minha máquina, um detalhe do primeiro tempo. Foto: Emerson Ortunho.


Cobrança de falta para o America. Foto: Emerson Ortunho.

No segundo tempo o America assumiu de vez o papel de grande na partida e começou a atacar com mais freqüência. Porém, a equipe rubra que tem uma boa defesa e um bom meio de campo, chefiado pelo veterano Válber, que realmente está comendo a bola, tem uma ataque de razoável pra ruim.

Tava difícil sair um golzinho, mas ele pintou, através do outro veterano Robert, que por sinal, não vinha bem na partida. Mas na hora do gol a experiência prevalesceu. Com 1 a 0 no placar, o esquema era segura o resultado, mas a Cabofriense, que também tem uma boa equipe foi pra cima, e logo conseguiu o empate. O America voltou a se arriscar de novo ao ataque mas o empate foi o placar final: America 1 x 1 Cabofriense. Veio então a tensa disputa de pênaltis:


Um pênalti convertido por cada equipe. Fotos: Emerson Ortunho.

Todo mundo foi convertendo as penalidades, até que a Cabofriense desperdiçou a sua última cobrança da série de cinco. Aí foi só festa alvi-rubra. O nome do técnico Jorginho foi entoado em agradecimento, legal, muito legal mesmo. Parabéns America! Tenho certeza que todos dos blogue estão muito felizes, principalmente o Jurandyr.


Mais uma vista da torcida. Na saída, as duas torcidas se encontraram na rampa, os torcedores da Cabofriense começaram a aplaudir e foi só festa, com abraços e troca de elogios. Confesso que fiquei surpreso, não podia ser sempre assim? O melhor venceu, palmas para ele. Fotos: Emerson Ortunho.

Depois do jogo voltei para rodoviária e rumei para São Paulo pela madrugada. Foi genial ter visto o America nessa situação, acho que está sendo um marco para o clube. E foi muito legal também a estada no Maracanã, teve horas que eu divagava na arquibancada pensando: aqui já teve final de Copa do Mundo, aqui já foi palco de tantas alegrias. Realmente mágico!

Abraços!

Emerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário