Procure no JP

quinta-feira, 9 de novembro de 2006

Despedida noturna na Série A

Fala povo!

Essa quarta-feira à noite marcou a despedida do JOGOS PERDIDOS em jogos noturno, agora do Campeonato Brasileiro da Série A. Eu e o Mílton enfrentamos um trânsito absurdo e sem nexo para chegar na cidade de São Caetano do Sul a tempo de acompanhar o jogo entre São Caetano e Figueirense. Num caminho que leva normalmente 20 minutos, demoramos mais de uma hora para chegar no Anacleto Campanella. Tudo para ver um dos últimos possíveis momentos do Azulão na primeira divisão. Sinceramente não queríamos que o time caísse, mas a situação está difícil.

Bom, e esse atraso nos fez entrar no jogo um pouquinho depois do seu início. Mas depois de tanto stress, fomos presenteados com um lance antológico logo aos 11 minutos de partida. Depois de um lançamento curto no meio de campo, o jogador colombiano Martin, bem em cima do círculo central, chutou com força e depois de uma viagem que demorou uma eternidade para os torcedores, a bola entrou no ângulo esquerdo do goleiro Andrey.

Em 30 anos de futebol em estádios o Mílton nunca tinha visto algo assim, e eu, no alto dos meus 1103 jogos e 3442 gols vistos in loco, nunca presenciei algo parecido. A torcida nas arquibancadas delirou com esse golaço, que com certeza é um dos Top 10 da minha vida.


Escanteio para o Figueirense no primeiro tempo de partida. Foto: Fernando Martinez.

Bom, esse gol balançou com o time do Figueirense. Mas aos poucos, o time foi se reencontrando. Aos 28 minutos, o time perdeu um jogador expulso e complicou sua situação. Mas mesmo assim, o time mostrava maior qualidade em comparação ao Azulão. Mas quem acabou chegando ao gol foi de novo o time do ABC. Em grande jogada do seu ataque, o camisa 11 Leandro Lima cortou e chutou de novo no ângulo.

Mas logo depois do gol, o Figueirense teve a chance de diminuir na cobrança de um pênalti. O goleiro Mauro começava ali uma partida fantástica. Sem se mexer, ele defendeu a cobrança e mesmo sofrendo o gol no rebote, o tento foi anulado pela invasão do jogador do Figueira. O jogo foi para o intervalo em 2 a 0.


Agora o escanteio é para o São Caetano, no segundo tempo de jogo. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo, vimos um Figueirense tomar conta do jogo durante os primeiros 25 minutos. O goleiro Mauro praticou pelo menos cinco milagres nesse tempo, mostrando reflexos apuradíssimos e grande estrela. Mas aos 20 minutos ele não conseguiu impedir o primeiro gol do Figueira: Cícero, de cabeça. Quando o jogo poderia complicar, e o Figueirense mostrava que tinha condições de empatar, o time catarinense perdeu mais um jogador com o cartão vermelho. Isso deixou o São Caetano com a mão na vitória. E ela foi selada aos 33 minutos, com um belo gol de fora da área do Anderson Lima.

Final de jogo: São Caetano 3-1 Figueirense. Um belíssimo jogo de futebol, como fazia tempo que não víamos no Anacleto. Ainda resta uma leve esperança para o São Caetano, que agora é obrigado a ganhar do Santa Cruz em Recife. Quem sabe não dê? A saída do estádio foi tranquila, como em todos os jogos por lá. Mas a satisfação de ver um gol do meio de campo não será esquecida tão cedo.

Nessa quinta completamos a trilogia "Séries A-B-C" da semana, fiquem ligados.

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário