Procure no JP

segunda-feira, 17 de outubro de 2005

Paulista sub-17: Portuguesa 1-4 Santos

Fala povo!

Vamos agora com os posts dos jogos do último final de semana! O sábado de manhã foi mais do que especial. No Canindé rolou uma rodada dupla de Portuguesa e Santos, pelos Paulistas sub-15 e sub-17. Como não tive o dom de acordar às 8 e meia, só fui no jogo do sub-17.

Esse jogo foi simplesmente o meu jogo de número 900 na vida! Isso mesmo, por ser o integrante do Clube dos Doentes com as estatísticas de jogos assistidos na vida mais próximas de 100% de acerto (eu diria que tenho 99% de acerto), posso dizer e comemorar essa marca! E mais uma foi alcançada nesse jogo, igualei o meu recorde de jogos num ano! Foi meu jogo número 161 em 2005, igualando o que vi no ano de 2002. Genial! Pelo primeiro ano depois de milênios, não será o Jurandyr o membro do Clube a ver mais jogos. Mas isso já é história para outro post que virá num futuro próximo.

Temperatura agradável, lugar tranqüilo, jogo bom, foi tudo conforme o script. Pena que o jogo foi bom, quase que exclusivamente por causa da equipe do Santos, já que a Portuguesa estava completamente sem inspiração. O primeiro tempo foi todo dominado pela equipe santista, que foi para o intervalo ganhando de 1 a 0 somente.


Visão geral do Canindé, num lance no segundo tempo do jogo. Foto: Fernando Martinez.

A segunda etapa foi praticamente uma cópia da primeira, com o agravante que o jogo foi muito mais tenso e nervoso, com as duas equipes um tanto quanto irritadas. A Portuguesa até tentou vir pra cima da equipe da baixada, mas não produziu nada de bom. Já o Santos foi explorando os contra-ataques e a incompetência da zaga lusitana. Nessas bobeadas, o Santos chegou fácil aos 4 a 0, com gols bonitos e bem trabalhados.


Falta para a Portuguesa que levou certo perigo ao gol santista. Foto: Fernando Martinez.

Fica só aqui o registro e uma nota 0 para o jogador número 5 do Santos (infelizmente não sei o nome). Completamente despreparado, foi expulso numa jogada em que deu uma paulada sem dó num atacante lusitano e ainda por cima chutou a bola de uma forma cruel no mesmo jogador que estava caído. Jogador que está começando a carreira não pode perder a cabeça desse jeito. Isso gerou uma enorme confusão no gramado do Canindé, e só depois de vários minutos o jogo pode continuar.


Tumulto generalizado no Canindé: depois de uma mancada do camisa 5 do Peixe, o pau quebra no gramado. Fotos: Fernando Martinez.

A briga ainda gerou bate-boca até na arquibancada, mas que acabou rapidinho. Nos acréscimos, ainda tivemos um belo gol de cobertura do número 15 do Santos, pena que contra seu próprio gol. Final de partida: Portuguesa 1-4 Santos, e a Lusa quase eliminada.

À tarde fui bater meu recorde de jogos num ano. Mas isso fica para o próximo post.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário