Procure no JP

quinta-feira, 6 de outubro de 2005

Torneio Octávio Pinto Guimarães: Nova Iguaçu 0-0 CFZ

Olá!

Fala pessoal! Ontem, quarta-feira, fiz mais uma rodadinha pelo Rio de Janeiro, novamente acompanhando o Torneio Octávio Pinto Guimarães, que é disputado pela categoria sub-20. E tive direito a rodada dupla, pena que o jogo da manhã não agradou muito e já explico o porquê.

Bom, o primeiro jogo foi Nova Iguaçu x CFZ do Rio, às 10:00 horas da manhã no CT do Nova Iguaçu, na cidade homônima. Chegando lá, fui buscar autorização para entrar no gramado. Bom, qual não foi a surpresa: um segurança uniformizado, no estilo daquele que barrou o Fernando no CT do Pão de Açúcar (ver post do jogo Juventus x Paulista pelo sub-20), perguntou se eu tinha agendado com a assessoria de imprensa.

Como eu não sabia que eles pensam que são o Real Madri, não tinha agendado nada. Tentei explicar para o cara que era para um site, assim, assado. Mas aquele ser, dotado de toda boa vontade e gentileza do mundo, mandou eu esperar que ele ia ver se encontrava o assessor de imprensa.

Resumindo: se eu tivesse esperado, estaria lá até agora. Como da onde eu estava dava para ver o campo, na hora em que o jogo começou e não havia mais chances de tirar as fotos das equipes, agradeci muito o segurança e fui assistir o jogo da arquibancada.

Pra melhorar o meu humor, o jogo foi sofrível, o pior do ano. Inacreditavelmente no primeiro tempo, não houve um chute a gol por parte das duas equipes. Na segunda etapa, o CFZ resolveu sair um pouquinho mais para o jogo e chegou algumas vezes, sem perigo algum, ao gol do time da casa. Com toda essa emoção, o final implacável foi: Nova Iguaçu 0 x 0 CFZ do Rio.


Jogada na linha de fundo no primeiro tempo da partida. Foto: Emerson Ortunho.


Jogador do Nova Iguaçu segura um jogador do CFZ dentro da área. Foto: Emerson Ortunho.

Antes de ir embora, ainda tive outra prova de que as coisas lá são meio esquisitas: eles tem uma lojinha até que bem arrumada com produtos licenciados do clube e tinha uma faixa dizendo que as camisas estavam em promoção. Numa prova de que não guardo rancor, fui comprar uma para minha coleção. Logo a vendedora me alertou que os tamanhos G e GG haviam acabado no dia anterior.

Até entendi, pois estavam em promoção, porém quando eu estava saindo, vi que a camisa da vitrine era tamanho GG. Voltei e expliquei para a vendedora que eu era de São Paulo e que dificilmente voltaria lá e se era possível ela me vender a da vitrine. A resposta foi um taxativo não! Então é isso aí, o Nova Iguaçu vai longe em matéria de conquistar torcedores.

Daqui a pouco em volto com o post do jogo da tarde, que se contrapondo com tudo que aconteceu de manhã, foi totalmente fantástico.

Até já!

Emerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário