Procure no JP

sábado, 3 de agosto de 2013

Em dois lances, Índio da Noroeste derrota a Briosa

Salve amigos!

Voltando a cobrir a Segundona Paulista, estive em Ulrico Mursa na última quarta-feira, pra finalmente ver o time profissional do Tanabi EC, uma vez que já havia visto o sub-20 no ano passado. Foi um dos clubes paulistas em atividade mais difíceis de entrar na minha lista, tendo em vista que foram poucas passagens pelo eixo Capital-Baixada nos últimos 20 anos. O adversário, claro, foi a Portuguesa Santista.

E por conta de uma apertadíssima pauta laboral, por muito pouco não foi dessa vez que atingi meu objetivo. Acabei chegando com cinco minutos de atraso, que custaram as fotos oficiais da partida. No intervalo, registrei o quarteto de arbitragem.


Arbitragem formada por Flávio Rodrigues de Souza, Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo, Paulo de Souza Amaral e Raphael dos Santos Alves. Foto: Estevan Mazzuia.

Devidamente acomodado, pude acompanhar o domínio da Briosa nos primeiros 15 minutos, comandada pela boa movimentação de Mike e pela experiência do zagueiro-capitão Preto, bicampeão brasileiro pelo Santos FC.


Matheus (4) e Ygor Mineiro (9), no primeiro tempo. Foto: Estevan Mazzuia.

Durante toda a primeira etapa, a Briosa criou muito e levou bastante perigo à defesa esmeraldina, mas não conseguiu fazer o gol. Aos 40 minutos o Tecão foi ao ataque e quase abriu o placar num chute de fora da área que acabou desviando na zaga e passou à direita de Cléber, que já estava fora da jogada.


Por baixo e por cima, a Briosa perturbou o goleiro Paulo Vitor. Foto: Estevan Mazzuia.

No minuto seguinte, Paulo Vitor, que com esse nome só poderia ser um grande goleiro, fez uma defesa “a la” Gordon Banks. A torcida reclamou que ele havia ultrapassado a linha da meta, mas o marcador ficou mesmo sem alteração.


Maykon (2) marcando a saída de bola. Foto: Estevan Mazzuia.

Na segunda etapa a Briosa seguiu atacando, e logo aos 6 minutos teve uma bola na trave, após cobrança de falta da direita. A bola ainda cruzou a frente da meta já desguarnecida, mas não havia ninguém na sobra. Aos 12 minutos, foi a vez de Ygor Mineiro receber um cruzamento da direita e cabecear nas mãos do arqueiro caipira.


Bola fácil para o goleiro do Tanabi. Foto: Estevan Mazzuia.


Alan (3) e Guilherme (11): dois dos marcadores da partida. Foto: Estevan Mazzuia.

O Curumim só conseguia assustar nas bolas paradas, e foi em uma cobrança de escanteio que, surpreendentemente, abriu o placar, aos 18 minutos, com Alan. Nove minutos depois, Jean derrubou Eduardo dentro da área. O próprio centroavante cobrou a penalidade e aumentou para os visitantes.


Árbitro observa jogador da Portuguesa no gramado. Foto: Estevan Mazzuia.


Eduardo cobra pênalti e marca o segundo pro Tanabi. Foto: Estevan Mazzuia.

O jogo, que parecia se encaminhar para uma fácil vitória lusitana, ganhou contornos de tragédia com o placar que, indiscutivelmente, não traduzia o que se vira em campo até então. Os atletas da AAP se mostravam assustados com o revés repentino e injusto, e o Tanabi se aproveitava, subindo ao ataque com mais confiança.

Após 5 minutos, a Briosa voltou a demonstrar tranquilidade e dominar a partida, mas faltava pontaria, e sobrou preciosismo em alguns momentos.


Três simpáticos quero-queros observaram a partida. Foto: Estevan Mazzuia.


Visão panorâmica de Ulrico Mursa, por ocasião da partida. Foto: Estevan Mazzuia.

Aos 44 minutos, Guilherme pegou uma sobra após cruzamento da direita, se aproveitando de um cochilo na defesa verde, e diminuiu, mas não houve tempo para o empate.


Lance da segunda etapa. Foto: Estevan Mazzuia.

Final de partida, AA Portuguesa 1x2 Tanabi EC. A Briosa poderia ter construído a vitória na primeira etapa, mas acabou surpreendida por dois lances de bola parada, e não teve forças para impedir a derrota. Em uma fase de tiro curto, perder em casa é um resultado muito ruim, mas a Portuguesa tem história, tradição, estrutura e torcida pra reverter a situação e ainda brigar pelo acesso.



Torcida do Tecão marcou humilde presença na partida, para prestigiar o grupo unido que se reuniu no centro do gramado após a importante vitória e também posou para as lentes do JP de forma exclusiva. Fotos: Estevan Mazzuia.

O Tanabi não deve ir muito longe pelo que demonstrou, mas deu um passo importante para avançar na competição, e possui um grupo muito unido, que pode evoluir bastante e surpreender ainda mais.

Foi isso.

Abraços

Estevan

2 comentários:

  1. sr. fernando gostaria que voces fizessem dois jogos da 2 divisao 2013 taboao da serra e fernandopolis domingo dia 11 8 2013 e cotia e tupa 4 feira 14 8 2013. aguardo uma resposta urgente ate hoje dia 8 8 2013. e domingo dia 3 e 4 de agosto voces nao fizeram jogos da 2 divisao.

    ResponderExcluir
  2. sr. Fernando gostaria de saber se vocês sábado e domingo fizeram jogos d a 2 divisão 2013 e fizeram taboao da serra e fernandoplis e se vocês podem fazer 4 feira dia 14 de agosto o jogo cotia e tupa em cotia. aguardo uma resposta ate amanha um abraço 6 feira dia 9 8 2013.

    ResponderExcluir