Procure no JP

segunda-feira, 1 de março de 2010

Grêmio Osasco perde mais uma e permanece na lanterna da Série A2

Olá,

No último sábado, teve inicío a décima segunda rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2 e, sendo assim, pela manhã, segui até a vizinha cidade de Osasco, para conferir a partida G.E.Osasco Ltda. x Pão de Açúcar E.C., realizada no Estádio Prefeito José Liberatti.

A partida em questão reuniu dois times que realizam campanhas completamente diferentes, pois, enquanto os visitantes entraram em campo ostentando a segunda colocação na tábua de classificação, com 23 pontos, os donos da casa, estavam na última colocação (20ª), com apenas 3 pontos, conquistados através de três empates, sendo a única equipe da competição que ainda não teve o gostinho de obter uma vitória.

A despeito dessa má colocação da equipe osasquense, percebi um enorme aborrecimento das pessoas ligadas à Diretoria do clube, pois não teriam sido cumpridas algumas promessas que teriam sido feitas por alguns órgãos municipais , tanto na liberação de verba, quanto na ajuda para obtenção de patrocínios. Dessa forma, alegam, ficou impossível montar uma equipe mais qualificada, por conta dos custos, que não poderiam ser assumidos por falta da entrada de dinheiro. Apesar dos esforços de todos, inclusive dos atletas, a campanha é a pior da história do clube desde a sua fundação e, dessa maneira, o rebaixamento à Série A3 está cada vez mais próximo.

Deixando a questão financeira de lado e voltando à partida, ingressei no gramado e me posicionei junto à lateral, aguardando a entrada dos protagonistas do espetáculo, que posaram para a câmera do JP, cujas fotos apresento abaixo:


G.E. Osasco L. - Osasco/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Pão de Açúcar E.C. - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem ao lado dos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

A bola começou a rolar e o que se viu nos primeiros minutos, foi o GEO demonstrando muita garra, disputando as jogadas com muito afinco, porém ficava evidente a falta de maior capacidade ofensiva, uma vez que não havia aproveitamento do maior domínio territorial. Com o passar do tempo, o PAEC foi assumindo o controle das ações e, naturalmente, foi criando algumas oportunidades, como aconteceu aos 12, 14 e 21 minutos, em jogadas com as participações de Rafael Martins, Paulo Roberto e Juca que não conseguiram concluir com êxito.


Ótima oportunidade desperdiçada por Juca do PAEC na primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna.

A primeira jogada mais aguda do time da casa, aconteceu aos 34 minutos, quando o avante Cacá invadiu pelo lado esquerdo e concluiu por cima do travessão, assustando o goleiro Cairo. Aos 40 minutos, o PAEC chegou ao seu primeiro gol, anotado pelo ótimo atacante Rafael Martins, aproveitando cruzamento rasteiro vindo da direita e colocando a bola no ângulo superior esquerdo da meta defendida por Adilson.


Gol de abertura do PAEC, anotado por Rafael Martins. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo inferiorizado no placar, o time da casa não se apequenou e foi com tudo buscar o gol de empate, que não saiu por um triz, aos 42 minutos, numa oportunidade de ouro perdida pelo meia Edinho, que cabeceou para fora uma bola cruzada milimetricamente por Douglas Lopes. Foi a maior chance do Grêmio Osasco no primeiro tempo. Depois de mais alguns minutos, o árbitro encerrou a primeira metade da partida com a vantagem mínima a favor do PAEC.


Chance de ouro perdida pelo GEO no fim do primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

A bola voltou a ser movimentada e, logo de cara, foi possível observar que o ritmo da partida iria se tornar mais intenso, tanto que, aos 7 minutos, o PAEC quase aumentou o placar, num chute cruzado de Rafael Martins que passou muito perto. A resposta do GEO foi dada em seguida, aos 10 minutos, numa cabeçada perigosa de Geninho, desferida do bico da pequena área, que obrigou o goleiro Cairo agarrar a bola pelo rabo. O Grêmio Osasco continuou em cima e, um minuto após, o meia Dedé, mandou um torpedo da entrada da área, exigindo outra boa defesa do goleiro visitante.


Dedé do GEO armando torpedo que foi defendido por Cairo. Foto: Orlando Lacanna.

A partida continuava num bom ritmo, com jogadas ofensivas se alternando de lado a lado e, nesse contexto, o PAEC chegou ao seu segundo gol, aos 18 minutos, depois de uma ótima trama pela direita que culminou com um chute colocado de Marcelo, mandando a bola no canto esquerdo da meta de Adilson. Esse gol provocou uma baqueada no time osasquense, que se salvou de tomar o terceiro gol, aos 25 minutos, quando Paulo Roberto perdeu excelente chance pela direita.


Boa chance perdida pelo PAEC na segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Nessa altura da partida, já havia entrado no ataque do GEO, o atacante Ugo, que é filho do ex-atleta e atual comentarista da Rede Globo, Casagrande, que jogou fora uma oportunidade incrível de diminuir a diferença, aos 26 minutos, ao concluir para fora uma bola recebida no interior da pequena área. Foi mais uma chance clara de gol desperdiçada pelo time da casa, demonstrando sua dificuldade ofensiva na hora da conclusão.

Faltando menos de quinze minutos para o encerramento do jogo, o PAEC já procurava gastar mais o tempo, tocando a bola de um lado para outro, enquanto o Grêmio Osasco tentava de todas as formas buscar seu gol, que acabou chegando, aos 32 minutos, anotado por Ugo Casagrande, após receber um ótimo passe de cabeça de Dedé, animando a pequena torcida local presente.


Dedé ajeitando de cabeça para Ugo Casagrande marcar o gol do GEO. Foto: Orlando Lacanna.

Após sofrer o gol, o PAEC conseguiu controlar a situação e, nos acréscimos, quase aumentou o placar, só não conseguindo, graças a ótima defesa de Adilson. Antes do encerramento do jogo, o atacante Ugo foi expulso por ter recebido o segundo cartão amarelo, por conta de reclamações um tanto quanto contundentes, lembrando muito o seu pai quando jogava. Logo em seguida, o árbitro encerrou a partida com o placar indicando Grêmio Osasco 1 - 2 Pão de Açúcar que manteve o time paulistano na vice-liderança da competição, agora com 26 pontos e mantendo o time osasquense na última posição com os mesmos 3 pontos e sendo um sério candidato do rebaixamento.

Fim de jogo com as despedidas de praxe e início do meu retorno para a Capital, com o objetivo de curtir o resto do final de semana descansando no aconchego do lar. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário