Procure no JP

quinta-feira, 25 de março de 2010

Vitória cruzeirense na Libertadores em cima do Deportivo Italia

Olá pessoal,

Na noite da última quarta-feira fui até o Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão, em Belo Horizonte, para acompanhar o jogo entre Cruzeiro e o sensacional Deportivo Itália, da Venezuela, válido pela quarta rodada do grupo 7 da Taça Libertadores da América. Embora os mais de 17.000 pagantes estivessem no estádio para torcer para a equipe mineira, obviamente, como bom membro do JP, estava no local primordialmente para ver a equipe das terras de Hugo Chávez, ou seja, para incluir mais uma equipe na minha lista.


Visão geral do estádio no momento do início da partida. Foto: Victor Minhoto.

Como já era esperado, a equipe mandante saiu com tudo em busca da importante vitória, sendo que logo aos seis minutos de jogo Thiago Ribeiro cobrou escanteio pelo lado direito, o arqueiro venezuelano saiu muito mal e Fabinho apenas teve o trabalho de tocar de cabeça para o fundo do gol. Esse início fulminante deixava a esperança de uma sonora goleada para o público presente.


Fabinho se prepara para cabeçear a bola no que seria o primeiro gol do Cruzeiro. Foto: Victor Minhoto.

Entretanto, não bem isso que se viu no resto da partida, pois após o gol de abertura o Cruzeiro passou a errar muitos passes e jogar com muita lentidão, o que impedia de furar a retranca adversária. Com o passar do tempo a equipe visitante percebeu que poderia empatar a partida e começou a se aventurar no ataque, porém tinha muita dificuldade em criar jogadas e as poucas chances de gol foram disperdiçadas. Cabe ressaltar que o quadro da Venezuela chegou a acertar a trave advesária em uma bela cobrança de falta de Girolleti aos 31 minutos, mas foi só e o jogo foi para o intervalo com apenas um gol no placar.


Ataque venezuelano se prepara para cobrar falta que acertaria a trave cruzeirense. Foto: Victor Minhoto.

O Cruzeiro voltou para o segunto tempo da mesma forma que terminou o primeiro, ou seja, mesmo sendo muito superior tecnicamente estava dando sono na torcida, que ficou irritada e começou a vaiar sua equipe.


Ainda no primeiro tempo, arqueiro venezuelano impede mais um gol cruzeirense. Foto: Victor Minhoto.

Porém, na metade da etapa final o meia Pedro Ken entrou em campo e deu mais ânimo no jogo, tanto que ele aos 24 minutos, após pegar um rebote da defesa adversária, desferiu um forte chute marcando o segundo gol da raposa. A partir deste momento a equipe brasileira passou a administrar o resultado, tanto que o Deportivo Itália ainda teve uma boa chance aos 30 minutos, quando seu atacante saiu na cara do goleiro Fábio que fez uma excelente defesa.


Um dos poucos e tímidos ataques do Deportivo Itália durante o segundo tempo. Foto: Victor Minhoto.

Apesar da raposa diminuir o ritmo de jogo a diferença técnica era tamanha que os locais conseguiram levar a partida sem maiores sustos até o final, que teve como placar definitivo Cruzeiro 2x0 Deportivo Itália. Assim, a equipe brasileira chegou aos sete pontos e continua na luta pela classificação para a segunda fase. Já os visitantes tem apenas um ponto na tabela e somente vão cumprir tabela nas duas últimas rodadas.

Até a próxima,

Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário