Procure no JP

sexta-feira, 12 de março de 2010

Massacre juventino em cima do Palmeiras B pela Série A3

Fala pessoal!

Depois de um final-de-semana sem futebol, a última quarta-feira reservou uma rodada dupla genial (e histórica ao final do dia) aqui para o JOGOS PERDIDOS. Para o primeiro confronto do dia, segui mais uma vez para o bairro da Móoca para um jogo do Campeonato Paulista da Série A3. Num "jogo de seis pontos", Juventus e Palmeiras B se enfrentariam num jogo bastante aguardado pela torcida grená. O palco do confronto foi o Estádio Conde Rodolfo Crespi, a Rua Javari. Estranho mesmo só ver o time "B" do Palmeiras jogar contra o time da Móoca, já que estamos mesmo acostumados a ver a equipe principal duelar com o Juventus pela Série A1... mas em breve espero que essa realidade possa voltar.

Sem fotos posadas dessa vez, cheguei com a partida a poucos segundos do seu apito inicial. O jogo prometia bastante, com o Palmeiras B estando na segunda posição antes da 11ªrodada começar mas com o Moleque Travesso precisando da vitória para roubar a vice-liderança do onze alviverde. Pelo que já tinha visto das duas equipes, teríamos um bom jogo no templo grená.

Para esse jogo tivemos a presença de alto quórum de conhecidos e membros do JP por lá. Além do David e do Victor, vindo diretamente de Minas Gerais para a peleja, o Quarteto Fantástico da Javari e até o amigo cineasta Paolo Gregori, relembrando seus tempos de "ambulância" no Nacional, bateram cartão nessa quarta-feira à tarde para acompanhar o onze mooquense. E todos esperavam mais uma vitória do Juventus em busca do acesso à A2 em 2011.

O jogo começou com um Juventus tentando assustar o Palmeiras B em jogadas de bola parada, mas sem sucesso. Durante os primeiros 15 minutos quem foi melhor foi o time da Barra Funda, mas sem conseguir converter isso em gols. Mas aos 20 minutos foi o Juventus quem conseguiu abrir o marcador. Numa bela jogada pela esquerda o jogador Fernandinho - um dos destaques do time nessa Série A3 - cruzou e o zagueirão Bruno, ao tentar cortar o cruzamento, colocou a bola para dentro das próprias redes. Juventus 1x0.


Goleiro Borges saindo do gol para evitar chance perigosa do Juventus. Foto: Fernando Martinez.


Jogadores do Palmeiras B trocando passes no meio-de-campo. Foto: Fernando Martinez.

O gol foi o que faltava para o Moleque Travesso acordar de vez no jogo, e então o Juventus foi avassalador nos minutos seguintes. Aos 27 o atacante Michel aproveitou bola mal rebatida pela zaga palmeirense e marcou o segundo. Ele mesmo acertou uma cabeçada certeira aos 30 minutos, deixando o onze grená com 3x0 de vantagem e o Palmeiras B sem saber o que fazer dentro de campo. O time alviverde não conseguiu mais chegar e por pouco ainda não sofreu mais um gol ainda na primeira etapa.


Falta para o onze palmeirense no final do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo fomos todos para o bar da Javari nos refrescar graças ao forte calor que fazia. Encontrei o amigo Rodrigo Colucci também maravilhado com a bela partida grená e ali mesmo todos fizeram as programações de partidas para as próximas rodadas. Para o segundo tempo então fomos acompanhar o ataque local no gol "da creche", já que a sombra de lá era mais do que bem-vinda.


Escanteio perigoso para o Juventus no começo da segunda etapa. Foto: Fernando Martinez.

Esperávamos um Palmeiras B voltando com vontade para tentar melhorar sua sorte na peleja, mas não foi isso que aconteceu. O time chegou poucas vezes na área juventina, e quando conseguiu acertar o alvo, o goleiro grená Gustavo apareceu muito bem. O Juventus se preocupava mais em segurar a vantagem e o jogo diminuiu de ritmo. Aproveitamos então para falarmos de cinema nacional, Oscar, Beatles e falta de dinheiro... ou seja, coisas nada a ver com futebol.


Uma plástica saída do gol do arqueiro Borges, em mais um perigoso ataque grená. Foto: Fernando Martinez.

Mas enquanto rolava um papo-cabeça sobre cinema romeno e iraniano, o Juventus marcou o quarto gol. E foi um golaço do jogador Heberty, que chutou de longe aos 37 minutos. Se uma goleada por quatro gols já era legal, não faria mal nenhum acontecer o quinto certo? Então no finalzinho de jogo ele veio, novamente com o jogador Heberty recebendo passe na esquerda e chutando forte no canto do goleiro Borges.


Chute que originou o quinto tento juventino na peleja. O goleiro Borges tentou saltar mas não teve como salvar o gol. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Juventus 5-0 Palmeiras B. Vitória maiúscula do Moleque Travesso, a terceira com cinco gols marcados dentro da Javari na competição. O time parece que engrenou de vez e está arranjando ainda mais ânimo para a disputa do restante da primeira fase e dos quadrangulares decisivos da segunda fase. Torcemos demais para que o onze grená seja um dos promovidos à A2 em 2011. O Palmeiras B, apesar da goleada sofrida, continua dentro do G4, na quarta colocação, e buscando também uma vaga nas semifinais. O time é bom, e só precisa colocar a cabeça no lugar depois de um resultado ruim como esse.


Placar não eletrônico final do jogo de quarta-feira na Javari. Uma goleada dessas em cima do "Palmeiras" não acontece toda hora. Foto: Fernando Martinez.

Após o jogo ficamos conversando com amigos no portão da Javari e esperando o seu Natal para a segunda partida do dia. E enquanto seguíamos para o Possante 558, o profeta Paolo Gregori proferiu mais uma das suas: "os placares bons de verdade são os que mostram números como 5x0 ou 10x0, com certeza os mais legais para um jogo de futebol"... na hora não soou como profecia, mas não é que ele mais uma vez estava certo?

Até a próxima partida...

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário