Procure no JP

segunda-feira, 31 de julho de 2006

Paulista sub-17: Pão de Açúcar 2-2 São Caetano

Fala povo!

A segunda partida do sábado foi também a segunda parte da rodada dupla na Rua Javari, agora pelo Campeonato Paulista sub-17. Mais uma vez entraram em campo os times do Pão de Açúcar EC e AD São Caetano. Dessa vez, devidamente instalado dentro do lendário gramado do Estádio Conde Rodolfo Crespi, consegui as fotos dos times posados. A foto do trio de arbitragem não foi possível, já que o Azulão demorou demais para entrar em campo (quase 15 minutos) e daí o trio já tinha saído da formação. Mas faz parte. E pela primeira vez aqui, temos o Pão de Açúcar:


Pão de Açúcar EC (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


AD São Caetano (sub-17) - São Caetano do Sul/SP. Foto: Fernando Martinez.

Esse jogo foi um dos melhores que vi no ano. Os times começaram com tudo, e desde o primeiro minuto mostraram um ótimo futebol. O Pão de Açúcar começou melhor e foi com tudo pra cima da defesa do São Caetano. O time não deu espaços ao Azulão, e parecia questão de tempo o primeiro gol. E realmente ele não demorou: depois de uma tiro de meta bem cobrado, em dois toques a bola foi parar nos pés do atacante do Pão de Açúcar, que só teve o trabalho de deslocar o goleiro e fazer 1 a 0.

Meio atordoado, o São Caetano sentiu o gol e tomou o segundo em seguida. Em boa jogada pela esquerda, a bola foi cruzada e dentro da área, outro jogador cabeceou e marcou o segundo.


Lance do segundo gol do Pão de Açúcar: o jogador que está no meio da área está se preparando para marcar o seu e fazer dois a zero. Foto: Fernando Martinez.

E parecia que o jogo seria um massacre, pois o time do ABC não dava muita mostra de reação. Mas o time acordou depois que o zagueirão do time amarelo colocou a mão na bola dentro da área, numa jogada de ataque perdida pelo Azulão. Sem perder tempo, o São Caetano na cobrança de penal chegou ao seu primeiro gol e entrou novamente no jogo.


De pênalti, o São Caetano marca o primeiro gol contra o Pão de Açúcar. Foto: Fernando Martinez.

Até o final do primeiro tempo mais chances boas foram perdidas, agora pelos dois times. mas o jogo foi para o intervalo em 2 a 1 mesmo. Nesse intervalo fui obrigado a sair das antigas cabines de imprensa graças à insuportáveis moleques (uns 6) que ficavam querendo quebrar as cadeiras que tinham no lugar e gritavam sem parar. Na boa, acabei indo ficar nas tribunas de honra do Juve, nas "sociais" da Javari.


À esquerda: essas são as antigas cabines de rádio da Javari, hoje em dia lugar aonde fica a diretoria do clube em dias de jogos do profissional. Fui expulso de lá por moleques bem malas. À direita, cadeiras nas tribunas sociais da Rua Javari. detalhe e registro positivo para o encosto de cadeira com pano grená e escudo do Juventus. Trabalho bem feito! Fotos: Fernando Martinez.

Nas tribunas pude ver um segundo tempo fantástico e que levou os torcedores dos dois times à loucura nas arquibancadas. O São Caetano voltou com tudo buscando o empate e criou chances fantásticas de gol. O Pão de Açúcar também não ficou atrás, e nos contra-ataques também perdeu gols incríveis. Era chance perdida de um lado, e segundos depois chance perdida do outro. Fantástico!

O jogo foi seguindo nesse ritmo e ninguém sabia o que ainda poderia vir. Mas o improvável aconteceu: numa saída de bola do goleiro Demison, do Pão de Açúcar, o zagueiro recebeu a bola, e sem ter como começar o jogo, voltou a bola para o goleiro. A bola foi beeeem devagar, mas por algo que não sabemos o que pode ter sido, a bola passou embaixo do pé dele, e foi parar dentro do seu próprio gol, beem calma.


Falta perigosíssima para o São Caetano no segundo tempo da partida. Foto: Fernando Martinez.

Esse foi um dos maiores frangos que já vi em estádio, e é daqueles lances que só vemos na TV, em jogos perdidos por aí. Por sorte (para mim, não para o Pão de Açúcar), sábado pude ver um desses. Mas isso acontece, e o goleiro Demison semana que vem pode se tornar hérói de um jogo, e isso faz parte do futebol. Até o final os dois times buscaram de forma incrível a vitória. Sem exagero, pelo menos mais duas ou três chances claras de gol foram criadas, mas sem a conclusão certeira. No final a partida ficou sem mais nenhum gol marcado.

Final de jogo: Pão de Açúcar 2-2 São Caetano. Poderia ter sido um 5 a 5 ou um 6 a 6, mas o placar foi justo e com certeza todos os que saíram da Javari, ficaram satisfeitos com a apresentação dos dois times. Fantástico, isso faz bem para a alma.

Depois voltei pra casa rapidinho, fiz o post do livro de escudos (genial, está logo abaixo) e fui ao Canindé para a terceira partida do dia, mas isso é assunto para depois!

Até

Fernando

Um comentário: