Procure no JP

segunda-feira, 17 de julho de 2006

Paulista sub-17: Palmeiras 3-3 Paulínia

Fala povo!

Seguindo com os posts do final-de-semana, agora temos o que rolou no último sábado, dia do meu aniversário de 30 anos (!). Logo de manhã, não consegui levantar para acompanhar a rodada completa do Campeonato Paulista sub-15/sub-17, então só fui no segundo jogo, do sub-17. O jogo rolou no CT do Palmeiras, e foi entre Palmeiras e Paulínia FC. Em tempo, o primeiro jogo terminou sem abertura de contagem e foi acompanhado pelo perdido Jurandyr (que foi embora no segundo jogo). No jogo do sub-17 acabei achando perdido por lá o Emerson, depois de um tempo nas arquibancadas.

Faz tempo que falamos aqui no JP (desde o seu início) que um time da cidade de Paulínia entraria na Segundona daqui de SP, mas nada aconteceu. Nada mais justo então do que acompanhar um jogo do novíssimo Paulínia FC na sua primeira vinda à cidade de São Paulo. A gente deduzia as cores do time, e acabamos acertando mesmo, como vocês podem conferir nas fotos abaixo. Fotos que, aliás, conseguimos na raça, já que graças à prestatividade de um segurança do alviverde e de um dos seus assessores de imprensa, entramos no campo (mesmo com os times já alinhados para o começo do jogo) e tiramos as fotos EXCLUSIVAS:


SE Palmeiras (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Paulínia FC (sub-17) - Paulínia/SP. Foto: Fernando Martinez.


O quarteto de arbitragem (na ordem): Celso Gonçalves, Róbson Fioretti, Leandro Camargo Costa, Marcos César Generoso, junto com os capitães do Palmeiras e do Paulínia. Foto: Fernando Martinez.

Agora com as fotos e devidamente instalados nas arquibancadas do CT, vimos um belíssimo jogo de futebol. O Palmeiras começou com tudo e não demorou para marcar o seu gol, depois de cobrança de escanteio. Com o 1 a 0 no placar, achávamos que o Paulínia tinha sentido o baque, pelo contrário! O time do interior foi com tudo buscando o empate, encurralando o time verde na defesa.

O Paulínia acabou conseguindo o empate depois de um pênalti bobo e cobrança perfeita. Logo que foi dada a saída não demorou quase nada para, surpreendentemente para a torcida verde, virar o placar. Numa jogada errada do alviverde, o Paulínia foi com tudo e na saída do goleiro decretou a virada. A partida foi assim para o intervalo.


Primeiro gol do Paulínia, marcado em cobrança de pênalti. Foto: Fernando Martinez.


Segundo gol do Paulínia, marcado com classe a categoria. Em três minutos, o time virava o placar. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo, a partida continuou ótima. O Palmeiras se lançou ao ataque, para buscar o empate. Durante a primeira metade dessa segunda etapa, o jogo foi sendo marcado pelo bom futebol e por algumas chances perdidas pelos dois times. Mas por volta dos vinte minutos, o Palmeiras foi premiado com o gol de empate, em bom lance armado pelo seu ataque.


Visão geral do jogo entre Palmeiras e Paulínia, no CT do alviverde. Foto: Fernando Martinez.

Mas nem foi dada direito a saída, e o Paulínia marcou seu terceiro gol. Depois de bobeada geral da zaga do time verde, o time do interior passou de novo à frente do marcador. Mais uma vez atrás no placar, o Palmeiras de novo se lançou ao ataque. Quase no final da partida, o time conseguiu heroicamente o empate, de novo. Numa falta cobrada pelo lado esquerdo, o jogador alviverde subiu mais alto do que todos e colocou no fundo das redes, fechando o placar.


Lance do terceiro gol do Palmeiras, em que um jogador palmeirense subiu mais alto do que todos e fez o seu. Aqui, a bola está indo para as redes do Paulínia. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Palmeiras 3-3 Paulínia. Belo jogo e um futebol de primeiríssima linha apresentado do CT. Saindo de lá, a pedida foi acompanhar a visita do Jabaquara à Grande São Paulo. Mas o que seria um bom jogo, se transformou numa enorme decepção. Isso tudo vem no post seguinte.

Até

Fernando

Um comentário:

  1. Eu fiz o segundo gol do Paulínia bons tempos ...hj nem pelada mais kkkkkmmm

    ResponderExcluir