Procure no JP

segunda-feira, 3 de julho de 2006

Paulista Segunda Divisão: Guarujá 3-0 Jabaquara

Olá!

Depois da batalha campal entre Brasil e França pela Copa do Mundo, onde nossos jogadores jogaram com raça e lutaram até o final da partida, e mesmo caindo derrotados, ainda nos deixaram um sentimento de orgulho, que nos fez ter a certeza que o futebol é um esporte fascinante mesmo quando se perde.

Felizmente nossa seleção nos deu esse grande exemplo, um exemplo mais forte do que qualquer político, qualquer professor, qualquer pai, qualquer líder poderia dar, onde nenhuma vaidade, nenhum interesse pessoal, dinheiro, nada, passa por cima do interesse comum, daquilo que é parar todos. Nada é mais importante que o bem-comum. E pudemos perceber que o vemos no nosso dia-a-dia, seja no trânsito, seja no congresso nacional, seja numa simples cessão de um assento a um idoso, nossos jogadores mostraram em campo, àquele espírito coletivo, onde o próximo é mais importante, um sentimento que com certeza sempre guiará nossa nação.

Antes de receber o troféu "o lado irônico" do ano, vamos para minha outra decepção do fim-de-semana, e como não poderia deixar de ser, eu estava presente em mais uma partida da Segundona Paulista, dessa vez no Guarujá, onde jogaram AD Guarujá e Jabaquara.

Desse vez com técnico, mesmo que interinamente, o Jabaquara até que começou bem a partida, jogando de igual para igual e até assustando a equipe da casa. Mas na primeira bobeada, o Guarujá abriu o placar num golaço de letra do avante Souza. Depois do gol, seguindo o exemplo da seleção brasileira, a equipe ficou atônita e logo sofreu o segundo gol.


Lance da partida Guarujá x Jabaquara pela segundona. Foto: Emerson Ortunho.

Não contente em estar perdendo e perdido em campo, um zagueiro do Jabaquara fez uma falta grosseira no campo de ataque e foi expulso. Totalmente baratinada em campo, a equipe rubro-amarela ainda sofreu o terceiro gol. E o placar do primeiro tempo foi esse: 3 a 0.


Disputa de bola no meio-de-campo na partida da ADG contra o Jabuca. Foto: Emerson Ortunho.

Na segunda etapa eu temia por uma goleada, o que seria difícil de engolir, já que se tratava de um clássico local. Felizmente não foi isso que aconteceu e mesmo com dez jogadores, o Jabaquara foi melhor o segundo tempo inteiro, chegando a merecer pelo menos um golzinho. Não vou dizer que merecia empatar, porque o Guarujá também não forçou muito e preferiu administrar o resultado.


A zaga do Guarujá afasta uma cobrança de escanteio. Foto: Emerson Ortunho.

Contudo, o placar final acabou sendo mesmo o do primeiro tempo: Guarujá 3 x 0 Jabaquara. Para o Jabuca faltam dois jogos para terminar o martírio, e o Guarujá entra firme na briga pela classificação, em um grupo onde a segunda vaga está bem indefinida.

E em meio ao drama que vive o futebol profissional do Jabuca, a criançada deu show nas categorias de base. O Jabaquara sagrou-se nesse último domingo campeão santista sub-12. A equipe jabaquarense venceu a Portuguesa Santista na final pelo placar de 2 a 1, em jogo disputado no Estádio Municipal Pagão, em Santos. A campanha do Jabuca: Jabaquara 10 x 0 Parceiros da Bola; Jabaquara 6 x 1 Cantareira; Jabaquara 6 x 1 Meninos da Vila; Jabaquara 4 x 0 Pagão e na final Jabaquara 2 x 1 Portuguesa Santista.


Criançada do Jabaquara aguardando a premiação. Foto: Divulgação (Tática Assessoria).

Parabéns para a criançada!

Abraços!

Emerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário