Procure no JP

segunda-feira, 3 de julho de 2006

Paulista Segunda Divisão: Pirasssununguense 4-0 Radium

Olá,

Depois da tremenda decepção causada pela Seleção Brasileira, nada mais indicado do que ir em direção ao nosso interiorzão, e assistir a mais um jogo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Junto com o glorioso David, segui para a cidade de Pirassununga no Estádio Belarmino Del Nero para acompanhar ao jogo Pirassununguense 4 - 0 Radium de Mococa, que valeu pela décima primeira rodada da primeira fase da competição. Inicialmente apresento as equipes e o quarteto de arbitragem nas fotos abaixo:


CA Pirassununguense - Pirassununga/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Radium FC - Mococa/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem com a quarta árbitra Sandra Gusmão, a auxiliar Márcia Simionato Viana, o árbitro Leonardo Ferreira Lima e o auxiliar Fábio Oliveira, com os capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

A partida começou com atraso de 21 minutos, e correu o risco de não ser realizada, pois na hora marcada para o seu início, não havia ambulância e nem médico. Depois de algum tempo de espera, chega a ambulância com o tal desfibrilador. Mas cadê o médico? Mais tempo de espera. Finalmente chega o doutor. Será que ele está com o CRM? Mais expectativa. Depois de tudo isso, a partida teve início. Ufa! Já pensou ir à Pirassununga e não ter jogo? Seria muito frustrante.


A enfermeira, o motorista da ambulância e a quarta árbitra Sandra conferindo o tal desfibrilador! Foto: Orlando Lacanna.

Com a bola rolando, logo nos primeiros minutos, ficou claro o domínio do time da casa que ainda mantinha um fio de esperança em obter a classificação à segunda fase, e por isso se lançou logo ao ataque visando liquidar a fatura, uma vez que o adversário não oferecia perigo. O marcador foi aberto pelo Ceapê logo aos 13 minutos, através de Chiquinho em jogada rápida pela meia esquerda que foi concluída com um tiro rasante no canto direito.


Marcador do CAP tenta roubar a bola do atleta do Radium. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 24 minutos, o placar foi aumentado para 2 a 0 com um gol marcado por Leandrinho, que aproveitou uma sobra de bola após cobrança de falta pela esquerda. Esse gol provocou muitos protestos por parte dos atletas do Radium, que alegaram impedimento. Na posição que o David e eu estávamos (atrás do gol), não deu para ter certeza se houve ou não o impedimento. De qualquer forma, o gol foi validado e de nada adiantaram os protestos.


Detalhe do lance que originou o segundo gol dos donos da casa...


... e a bola no fundo das redes do Radium. Fotos: Orlando Lacanna.

Na etapa final, o Pirassununguense continuou mandando na partida e foi aumentando o placar sem maiores dificuldades. Aos 8 minutos Chiquinho marcou novamente em jogada de contra-ataque pelo meio. O quarto gol ocorreu aos 25 minutos, por intermédio de Wiliam que tinha acabado de entrar no jogo.


Falta perigosa para o CAP, no jogo contra o Radium. Foto: Orlando Lacanna.

Tão logo a partida foi encerrada, o glorioso David soltou uma frase que sintetizou o que foi o jogo: "o placar de 4 a 0 foi inquestionável", e foi mesmo. Com essa vitória, o Pirassununguense, embora com remotíssimas chances, ainda continua vivo na competição.

Após o apito final, fomos degustar uma lasanha com frango e depois seguimos para a cidade de Leme ao encontro do Jurandyr e do Fernando para assistirmos ao segundo jogo do dia, mas isso é papo para outro post que será feito pelo Fernando.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário