Procure no JP

terça-feira, 31 de janeiro de 2006

A História Pré-JP, volume 13 : Magical Mystery Tour no Sul em 2004 (3 de 6)

E aí povo?

Mesmo com a enxurrada de jogos nesse mês de janeiro e aproveitando uma brecha na concorrida agenda do JP, vamos agora com a terceira parte da minha saga até o sul do país pelo ano de 2004. Nos dois capítulos anteriores, os jogos em questão foram vistos na minha viagem à Porto Alegre. Logo depois do último jogo apresentado aqui (vai lá na Parte 2 e veja!), voltei para São Paulo e aguardei por alguns dias a segunda parte da saga.

Exatamente duas semanas depois fui visitar o estado de Santa Catarina, atraído pelos inúmeros jogos legais que poderia ver por lá. Pena que lá não é tão organizado assim, e a Federação Local mudou horários de jogos e dias das partidas a esmo, mas mesmo assim vi algumas coisas legais.

A primeira escala foi aportar em Florianópolis numa bela manhã de sábado e depois seguir de ônibus até a cidade de Balneário Camboriú, aonde me hospedei numa república de um amigo. Lugar bala, paisagem linda, mulheres bonitas, mas não poderia fugir do motivo da minha viagem: JOGOS PERDIDOS! Naquele sábado não havia nada de bom, mas no domingo iria acontecer um dos jogos mais geniais que já vi até hoje.


Escudinhos dos times do Carlos Renaux e do Juventus/SC, times geniais! Fonte: www.distintivos.com.br

Desde criança, sempre quis ter visto o time do Carlos Renaux, que é da cidade de Brusque (perto de onde eu estava). Quando o time parou, achei que o sonho tinha acabado, mas como tudo muda, o time voltou ao futebol profissional e naquele dia 30 de maio de 2004, iria jogar no Estádio Augusto Bauer, contra outro time genial, o Juventus de Jaraguá do Sul. Claro que eu não poderia ficar fora dessa!


Entrada do Estádio Augusto Bauer, aonde o Carlos Renaux mandava seus jogos. Fotos: Fernando Martinez.

De carona, e com uma caravana inusitada até então, já que todos que foram comigo nunca tinham ido a uma partida de futebol, seguimos de carro de Balneário Camboriú até Brusque. Chegando lá, encontrar o Estádio foi muito fácil, já que ele fica pertinho do centro da cidade. Detalhe que a cidade de Brusque é uma graça, com muito verde e lugares bonitos. Mas o que interessava mesmo era ver as duas equipes em campo, então logo entrei no estádio.

Pena que quando cheguei, exatamente às cinco para as três da tarde, já não consegui mais entrar no campo para as fotos posadas. Isso me chateou um pouco, mas eu faria o impossível para entrar no intervalo. Ainda bem que deu certo, já que consegui a foto especialíssima do time do Carlos Renaux. Só a foto deles, já que o Juventus não quis posar para a foto, numa mostra de grande frescura.


O especialíssimo time do Carlos Renaux de Brusque/SC, posados única e exclusivamente para o que vos escreve. Foto: Fernando Martinez.

Devidamente instalado dentro do campo, pude acompanhar uma grande partida de futebol. No primeiro tempo o jogo foi bastante equilibrado, mas o time do Carlos Renaux saiu na frente e levou o jogo para o intervalo com a vantagem mínima. No segundo tempo o jogo melhorou ainda mais.


Ataque do Juventus no segundo tempo da partida. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do Carlos Renaux no segundo tempo, em que o time jogou muito bem. Foto: Fernando Martinez.

Precisando se lançar ao ataque para tentar chegar ao empate, o Juventus foi com tudo ao ataque e perdeu seguidas chances de fazer seu gol. Tanta insistência resultou no gol de empate depois de uma jogada bastante confusa dentro da área do time de Brusque. Com o jogo empatado, os dois times deixaram a partida muito aberta e com chances de vitória para os dois lados.


Detalhe do lance do gol de empate do Juventus/SC. O número 4 do time de Jaraguá do Sul, no canto esquerdo da foto mandou para o fundo das redes. Foto: Fernando Martinez.


Lance de perigo dentro da área do time do Carlos Renaux. Foto: Fernando Martinez.

Com o jogo aberto, os dois times perdiam gols, mas no final o Carlos Renaux acabou com mais sorte, e fez seu segundo gol quase no fim do jogo. No final da partida ficou mesmo Carlos Renaux 2-1 Juventus/SC. O mais legal é que o Juventus ainda acabou Campeão do campeonato daquele ano.


Detalhe do escudo do Carlos Renaux pintado ao lado da arquibancada coberta do Augusto Bauer. Foto: Fernando Martinez.

Depois disso foi correr de volta para Camboriú para mais uma partida, para completar uma rodada dupla genial, mas isso fica para a Parte 4 da série.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário