Procure no JP

segunda-feira, 23 de janeiro de 2006

Copa São Paulo: Juventus 1-1 Comercial/SP

Opa,

No último sábado, estive na minha única partida nesse final-de-semana. Além de estarmos na entressafra de jogos da Copinha e os jogos que ainda não tivemos da A2 e A3, o calor não me deixa sair de casa... está realmente impossível sair na rua num sol desses. Queria muito estar na Rússia, com seus 37 graus negativos...hehe

Mas o que vimos do último sábado foi uma mostra que o melhor não vence sempre e que os times que são limitados tecnicamente, mas que possuem garra podem ir longe em competições. Foi isso o que aconteceu na cidade de Guarulhos, no jogo entre Juventus e Comercial-RP, pelas semifinais da Copa SP de Juniores. Com um calor absurdo e insuportável, fomos ao Estádio Antônio Soares de Oliveira curtir o jogo. Junto comigo os rapazotes de sempre: Jurandyr, Mílton, Seu Natal, Alfredo, Sérgio Manjuillo... só figuraças!

Como nem tentamos as fotos dos times posados, vão aqui as fotos dos times entrando em campo:


Os dois times entrando em campo para a semifinal da Copa SP. Fotos: Fernando Martinez.

Falando sobre o jogo, desde o início o sol castigou os atletas, mas vimos um Juventus mais interessado no ataque. Restava ao Comercial poucas chances sem muito perigo nos contra-ataques. Aos poucos o Juventus foi tomando gosto por chutar bolas no gol do goleiro do Bafo. Algumas com relativo perigo, mas sem a efetividade de um ataque preciso. Com o jogo sendo dominado totalmente pelo time grená, o Comercial tentava levar o jogo empatado para o intervalo mas não deu... numa cobrança de falta do jogador Muller, que desviou no meio do caminho, aos 47 minutos o time grená abria o placar.


Bola disputada no ataque juventino na primeira etapa. Foto: Fernando Martinez.


Detalhe do primeiro gol do Juventus. Bola de um lado, goleiro para o outro. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo fomos obrigados a tomar cerca de dois litros de água, três litros de soro e muitos refrigerantes para nos refrescarmos. Ver jogo em Guarulhos é fogo, lá parece ser mais quente do que os outros lugares e ainda por cima não temos cobertura nas arquibancadas. Socorro!

Devidamente abastecidos, nos postamos no ataque juventino no segundo tempo. Mas o que vimos foi um absurdo. Além do ataque juventino estar com um preciosismo irritante, uma troca de passes horrorosa e falta de vontade dos seus jogadores, o juiz ainda fez o favor de interferir diretamente no resultado da partida. Numa das únicas jogadas agudas do seu ataque, o jogador juventino foi claramente empurrado dentro da área, na hora em que marcaria o segundo gol. O juizão nada viu, e nem o bandeira, que estava próximo do lance.


Vista geral do jogo entre Juventus e Comercial-RP em Guarulhos. Foto: Fernando Martinez.

Depois disso o Comercial foi ao ataque, tentando mudar o resultado da partida e fazendo o goleiro juventino Rafael trabalhar bastante. Como quem não faz toma, aos trinta minutos, e depois de sempre perder bolas no meio-campo, o Comercial chegou ao seu gol, feito pelo próprio zagueirão juventino. Depois do gol, ao invés de o Juventus tentar melhor sorte, ele se limitou a continuar com a irritante e insistente troca de passes laterais sem nenhum nexo.


Duas fotos da equipe de reportagem oficial do JOGOS PERDIDOS: Jurandyr, Alfredo e Mílton vendo o jogo pelo alambrado. Felizes e contentes com o ataque juventino no segundo tempo. Na foto da direita, já que o jogo não estava tão bom assim para a equipe grená, Sérgio Manjuillo e Alfredo preferem dar uma voltinha juntos e curtir um momento feliz. Fotos: Fernando Martinez.


Foto do inoperante ataque juventino no segundo tempo da partida contra o Comercial-RP. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Juventus 1-1 Comercial-RP, e o jogo teria que ser decidido nos penais. Em mais um momento fantástico, o juiz preferiu que as cobranças fossem feitas do lado em que o sol ficaria na cara dos goleiros, prejudicando os mesmos. Do outro lado seria mais tranquilo, já que o sol não estaria na cara dos mesmos. O diálogo foi genial: "Porque o senhor escolheu esse lado? ", "Porque eu quero ali". Perfeito!

Bom, não tenho muito o que falar das cobranças. Só que o goleirão juventino errou todos os lados nas cobranças do Bafo (logicamente menos o que ele defendeu). E que o último penal juventino foi cobrado pelo jogador número 11, que foi péssimo no jogo e pior ainda na sua cobrança... dando a vitória ao time comercialino.


Último pênalti cobrado pelo Juventus. Bela defesa do goleirão do Bafo e final inédita para o time do interior. Foto: Fernando Martinez.

É isso, o melhor foi desclassificado. Mas também, jogando de forma absurda no segundo tempo só tinha que acontecer isso. Parabéns ao time do Comercial-RP que fará com o América/SP uma final inédita no próximo dia 25 de janeiro. Com certeza estaremos lá!

Isso é uma prova para todos os imbecis "experts" da nossa grande e fantástica (!) imprensa e crônica esportiva brasileira, que diziam desde o começo do torneio que "nesse torneio só tinham que estar os times grandes" e que "é um absurdo a FPF encher de times nanicos a Copinha". Toma! Se dependêssemos desses figuras, essa final histórica e inédita não aconteceria. Parabéns ao futebol do nosso interior e aos times "esquecidos" da mídia... é para isso que o JOGOS PERDIDOS existe.

Nenhuma das TVs, rádios e desses comentaristas ridículos teriam que entrar na final, e só quem REALMENTE curte o nosso verdadeiro futebol brasileiro.

Até mais

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário