Procure no JP

terça-feira, 17 de janeiro de 2006

JP na Argentina 2: Juventud de Pergamino 4-2 Racing de Olavarria

Buenas!

Fala pessoal, mais uma vez escrevendo da Argentina, quero registrar o primeiro post completo de um jogo realizado no exterior. Tanto eu como o Jurandyr já haviamos feito posts de jogos no exterior, mas nao completos.

Pois é, dando uma olhada no Olé, fantástico jornal argentino, descobri que aconteceria a primeira rodada do Torneio Argentino A, correspondente a 3ª Divisao. Bom, fiz uma relaçao das cidades e fui até a rodoviária para ver em qual daria tempo de chegar. Detalhe que esse torneio é disputado pelas equipes do interior, portanto os jogos seriam afastados de Buenos Aires.

Verificando as distâncias e as disponibilidades de passagens, a cidade escolhida foi Pergamino, a 222 Km de Buenos Aires e a quatro horas de ônibus. Ah, e o jogo em questao era Juventud de Pergamino x Racing de Olavarría.

Cheguei por lá e peguei e um taxi para a "cancha" do Juventud, chegando lá estava tudo vazio, fiquei meio desanimado, já que o tiozinho do taxi disse que estava chovendo a quatro dias na cidade e seria impossível ter jogo. Mas quem tá no meio de uma empreitada dessa nao pode esmorecer nunca. Pedi para o taxi esperar e fui obter informaçoes, descobri entao que o jogo seria no campo C.A. Argentino. Voltei no taxi e rumei para lá, ainda com o tiozinho gorando o jogo... cheguei por lá e felizmente já comecei a avistar a movimentaçao habitual de um dia de futebol.


Estádio Fernando Bello, do Club Atlético Argentino, equipe amadora da cidade. Foto: Emerson Ortunho.

Já dentro do estádio, fui tentar autorizaçao para entrar no campo. Todos foram extremamente receptivos e me disseram que quem daria a palavra final seria o árbitro. Fiquei entao aguardando próximo ao vestiário da arbitragem e logo um dos bandeiras saiu para se aquecer. Falei com ele, que ficou extremamente animado, dizendo que já falaria com o "referee" (árbitro). Em um minuto ele já me chamou para dentro do vestiário, dizendo que estava tudo certo e que se eu quisesse poderia ficar o tempo inteiro dentro do campo. Com tanta facilidade, seguem as fotos oficiais da partida:


C.A. Juventud - Pergamino - Província de Buenos Aires / Argentina. Foto: Emerson Ortunho.


Racing A.C. - Olavarría - Província de Buenos Aires / Argentina. Foto: Emerson Ortunho.


Trio de arbitragem da AFA. Foto: Emerson Ortunho.

Antes de falar da partida, vale um cometário sobre a torcida. Bom, ela é pequena como as terceiras divisoes do Brasil, mas é animadíssima, eles cantam o jogo interior e outro detalhe é que também havia uns 200 torcedores do Racing, no mesmo esquema, cantando o jogo inteiro.


Fanática torcida do Juventud, cantando o jogo inteiro. Foto: Emerson Ortunho.

Agora vamos falar sobre o jogo: como era a primeira rodada, houve uns dez primeiros minutos sem futebol, com as equipes mais se estudando. Depois a coisa começou a esquentar e o Racing começou a se soltar, mesmo estando na casa do adversário. Quando parecia que o Racing abriria o placar, ele teve um jogador expulso por jogada violenta. Com isso, a equipe se perdeu e poucos minutos depois o Juventud abriu o marcador com um golaço. Mesmo com um a menos, o Racing conseguiu conter o ímpeto de "La Juve" e o jogo foi para o intervalo em 1 a 0.


Jogador do Juventud cabeceia, atrás a torcida do Racing. Foto: Emerson Ortunho.


Disputa de bola no meio-de-campo. Foto: Emerson Ortunho.

No intervalo, foi muito engraçado, tive que dar uma entrevista para Rádio Mon AM, que transmitia o jogo. Expliquei o que eu estava fazendo por lá e tive que falar um pouco sobre o futebol brasileiro e também tive que responder a pergunta que nao queria calar: "¿Como anda Tevez?". Eles adoram ouvir que o Tevez é ídolo no Brasil.


De verde, o repórter da Rádio Mon que me entrevistou. Churrascao que rola no intervalo, detalhe que a churrasqueira é construída dentro do estádio. Fotos: Emerson Ortunho.

O segundo tempo foi um jogao e com poucos minutos o Juventud ampliou com Pablito, excelente jogador e ídolo local. Depois aconteceu o lance mais conturbado da partida: num chute de longe o Racing diminuiu o placar, porém, para mim, todos os jogadores e toda torcida do Juventud, a bola teria passado por fora. Mesmo depois de muita reclamaçao, o gol foi confirmado, colocando fogo na partida

O jogo ficou muito disputado e o árbitro começou a ser vaiado pela torcida, que só sossegou quando ele marcou um pênalti a favor do time da casa.


Terceiro gol do Juventud marcado em penalidade máxima. Foto: Emerson Ortunho.

Mesmo com 3 a 1 no placar, o visitante nao desistia da partida e voltou a pressionar. Num ataque bem tramado, um jogador do Racing, fez uma belíssima jogada e quando nao parecia mais haver ângulo para o chute, ele conseguiu tocar na bola e mandar para o gol por cobertura. O que seria um gol de placa, foi tirado com a mao pelo zagueiro do Juventud. O árbitro prontamente expulsou o jogador e marcou a penalidade.


Segundo gol do Racing marcado em penalidade. Foto: Emerson Ortunho.

O jogo continuou muito bom e ainda mais equilibrado, pois o número de jogadores agora era igual. Mesmo com a pressao, o Racing nao conseguiu marcar e aos 46 minutos, num ataque rápido, o Juvendud fechou o marcador para alegria total da sua torcida. Final: Juvendud 4 x 2 Racing.

Foi fantástico estar por lá e posso dizer que o nível técnico da partida foi muito bom, num nível mais ou menos de série A3 Paulista. O único diferencial é a torcida, muito mais animada do que as torcidas de segunda divisao do Brasil.

Quero agradecer muito a receptividade de todos por lá, "¡Un gran saludo al pueblo de Pergamino!". Depois comi alguma coisa, dei uma andada pela cidade de aproximadamente 100 mil habitantes e voltei para Buenos Aires. Devo ficar mais um ou dois dias por aqui e quero visitar mais alguns estádios perdidos, qualquer novidade eu apareço (Desculpe mais uma vez a falta de alguns acentos).

Abraços!

Emerson

Nenhum comentário:

Postar um comentário