Procure no JP

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Sergipe segura o São Paulo e conquista o primeiro ponto na Copinha

Fala, povo!

Tem certos jogos que acontecem que devem derrubar vários figuras que passam a vida em sites de aposta. A peleja que acompanhei no sábado à noite, válida pela segunda rodada do Grupo U da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2012, pode ser considerada um exemplo vivo disso.

A Arena Barueri recebeu um grande público para o jogo Sergipe x São Paulo. Todos imaginando que o time do Morumbi pudesse repetir, ou ao menos chegar perto, os 10x0 da estreia. Só que esqueceram de ver que o time nordestino é bem melhor do que o Palmas. E outra, a vontade do Sergipe estragar a festa paulista era enorme. Antes de falar da peleja, seguem as fotos das equipes:


CS Sergipe (sub-18) - Aracaju/SE. Foto: Fernando Martinez.


São Paulo FC (sub-18) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.

Além do Renato e do Nílton, os amigos são-paulinos Mílton e Rodrigo Colucci fizeram coro junto com as vozes da torcida local para essa peleja. Mas essas vozes, que no começo do jogo eram de incentivo, aos poucos foram se transformando em gritos raivosos motivados pela atuação ruim do São Paulo.


Detalhe do grande público presente na Arena Barueri, no melhor esquema "embalos de sábado à noite". Foto: Fernando Martinez.


Bola cruzada dentro da área do Sergipe. Foto: Fernando Martinez.

A equipe não mostrou nada que lembrasse a atuação avassaladora da primeira rodada da chave, e teve enormes problemas com a brava, porém limitada, equipe sergipana. O primeiro momento realmente bom do time foi um chute na trave do camisa 10 Mirrai, isso aos 33 minutos. Seis minutos depois aconteceu a melhor oportunidade de gol do tempo inicial. E por incrível que pareça, foi da equipe do Sergipe. O jogador Dodô cortou um zagueiro dentro da área e chutou à queima-roupa. O goleiro Felipe Passoni fez milagre e jogou a bola para escanteio.


Grande chance de gol desperdiçada pelo São Paulo. Foto: Fernando Martinez.


Jogadores postados dentro da área sergipana. Foto: Fernando Martinez.

O intervalo chegou sem a abertura da contagem, para a completa irritação da torcida. Eu fui novamente para as cabines de imprensa e dali acompanhei os primeiros minutos do tempo final, sem nenhuma mudança na tônica do jogo. Já de volta ao gramado, acompanhei a blitz ofensiva que o São Paulo fez durante os últimos 20 minutos.


Meio na penumbra, último ataque são-paulino na etapa inicial. Foto: Fernando Martinez.

Aos 26 minutos o goleiro do Sergipe fez milagre em cabeçada de Stanly na pequena área. Minutos depois, outra bola na trave, agora em cobrança de falta. Conforme os minutos iam passando, aquela impressão de que os times poderiam jogar até agora que o placar não seria alterado foi se tornando cada vez mais real.


Zagueiro do Sergipe segundos antes de mandar a bola quase no segundo andar das arquibancadas da Arena. Foto: Fernando Martinez.


Última tentativa do tricolor o jogo. Mas a noite não era mesmo da equipe Foto: Fernando Martinez.

A torcida até que tentava empurrar os são-paulinos, sem sucesso. Os incentivos se transformaram em muitas vaias no apito final, com o modorrento resultado Sergipe 0-0 São Paulo. Para os sergipanos, um belíssimo resultado, para o Tricolor, uma enorme decepção. Foram os primeiros pontos perdidos pela equipe numa primeira fase de Copinha desde 2008. Com os quatro pontos ganhos, a equipe precisa vencer o Grêmio Barueri caso queira se classificar para a segunda fase. Um empate leva o time da casa à segunda fase e elimina o campeão de 2010 do certame.

Saímos da Arena Barueri e fomos fazer nossa famosa epopeia de volta à capital paulista. Por alguns motivos escusos à nossa vontade, pegamos o trem depois da meia-noite e eu só fui chegar em casa às duas da matina. Cansado demais, cortei do cronograma a rodada dupla no Nacional domingo cedo e resolvi apenas seguir para Limeira.


Renato e Mílton, mostrando que já era mais de uma da manhã e ainda rolava a viagem de volta pra casa. Foto: Fernando Martinez.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário