Procure no JP

segunda-feira, 16 de março de 2009

Rio Branco de Americana continua como o único invicto da Série A2

Olá,

Iniciando mais um final de semana com cobertura pelo JOGOS PERDIDOS aos campeonatos de acesso realizados em São Paulo, no último sábado, após o almoço, peguei a Rodovia dos Bandeirantes e depois de uma viagem bem sossegada, cheguei à cidade de Americana e me dirigi ao Estádio Décio Vitta, para conferir um dos clássicos daquela região, envolvendo as equipes do Rio Branco E.C. contra o União São João E.C. da cidade de Araras, em partida válida pela décima segunda rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2.

Viajei ao meu destino levando na bagagem uma grande expectativa em relação a esse jogo, pois o confronto iria colocar frente a frente, simplesmente o líder da competição até então (União São João) contra o único invicto no campeonato depois de onze rodadas (Rio Branco). Apesar desses ingredientes, para minha surpresa, o público que compareceu não foi aquele que se esperava, uma vez que não chegou a 900 pagantes.

Bem, depois dos cumprimentos iniciais, fui para o gramado e lá me posicionei para fazer as fotos dos times e do trio de arbitragem, as quais apresento abaixo:


Rio Branco E.C. - Americana/SP. Foto: Orlando Lacanna.


União São João E.C. - Araras/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem com o árbitro Claudinei Forati Silva e os assistentes Herman Brumel Vani e Felippe Cirillo Penteado junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

A partida foi iniciada e o "Tigre" foi com tudo para cima dos visitantes, visando acabar com a sequência de empates em jogos realizados em sua casa. Nesse contexto, o Rio Branco dominou inteiramente os primeiros quinze minutos, tendo nesse período, criado três bons momentos. O primeiro lance perigoso aconteceu logo aos 4 minutos, numa cobrança de escanteio por Marcinho que colocou a bola no travessão da meta defendida por Carioca, quase marcando um gol olímpico.


Bola no travessão num quase gol olímpico de Marcinho do Rio Branco. Foto: Orlando Lacanna.

Um minuto após a cobrança perigosa de escanteio, ocorreu outro bom momento dos donos da casa, agora através do zagueiro Márcio que tocou de cabeça com perigo, exigindo uma boa defesa do goleiro ararense. A terceira chance aconteceu aos 8 minutos, nos pés do zagueiro Clayton aproveitando rebote que veio da cobrança de uma falta pela meia direita, porém não levou sorte, uma vez que a bola foi para fora, raspando o poste direito da meta dos visitantes.


Oportunidade desperdiçada por Clayton do Rio Branco no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Depois dos quinze minutos iniciais, o bom time do União São João entrou no jogo e, dessa forma, a partida ficou equilibrada, com as equipes se alternando nas jogadas ofensivas, porém nenhuma delas com aquele perigo. Nesse período deu para perceber que o time de Araras não era líder por acaso, pois se mostrou uma equipe consciente, com bom toque de bola e muito bem distribuída em campo.

A melhor chance dos visitantes aconteceu nos acréscimos, numa arrancada rápida pelo meio do avante André Luiz que parou na bela defesa do experiente goleiro Cristiano. Logo em seguida, o árbitro encerrou o primeiro tempo sem que o placar tivesse sido mexido.


Arrancada do ataque do União São João no final do primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Ao longo do intervalo, fiquei conversando com os repórteres de Americana e Araras, trocando ideias sobre a competição e projetando quais times poderiam conseguir o acesso. Logo em seguida, a bola voltou a rolar, sendo que, o primeiro momento perigoso foi do União São João, aos 8 minutos, quando da cobrança de uma falta pela direita em que a bola se chocou contra o travessão e, no rebote, Flávio chutou exigindo um verdadeiro milagre do goleiro local.


Lance que quase originou o primeiro gol do União São João. Foto: Orlando Lacanna.

O Rio Branco respondeu aos 16 minutos, numa jogada pela esquerda realizada pelo artilheiro Lincoln, cujo tiro passou por cima, tirando tinta do travessão, levantando a torcida local.


Início da jogada de Lincoln que levou perigo ao gol arararense. Foto: Orlando Lacanna.

No período dos 20 aos 35 minutos, o Rio Branco teve mais posse de bola, mas encontrou dificuldades para penetrar no setor defensivo do União São João que jogava fechadinho e isso obrigou o time da casa a tentar arrematar de meia distância, cujos chutes acabaram não dando em nada. Por outro lado, o time visitante procurou sair rapidamente em contra-ataque, na maioria das vezes através do rápido avante André Luiz, mas que também não deram resultado efetivo.

Nos últimos dez minutos, o Rio Branco foi com tudo para o ataque e, da mesma maneira que ocorreu no início do primeiro tempo, criou três bons momentos seguidos para inaugurar o marcador. O primeiro lance ocorreu aos 35 minutos, com Lincoln obrigando o goleiro do União praticar boa defesa. Em seguida, aos 37 minutos, outra jogada de Lincoln que penetrou pela esquerda e cruzou, sendo que nesse lance, o goleiro Carioca, ao sair do gol não achou nada, mas para sua sorte, o atacante Rodriguinho chegou um milésimo de segundo atrasado e não conseguiu empurrar a bola para o fundo da rede. Finalmente, um minuto depois, a jogada se repetiu e, mais uma vez a chance foi desperdiçada.


Arremate do Rio Branco da entrada da área. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo com o empenho das duas equipes, a partida foi encerrada com o placar estampando Rio Branco 0 - 0 União São João que tirou o time de Araras da liderança da competição, mas mesmo assim continua muito bem colocado na classificação, se situando na 2ª colocação com 26 pontos. Com relação ao Rio Branco, esse empate o deixou na 5ª colocação com 22 pontos e ainda o manteve como o único time invicto do campeonato.

Apito final e aquela correria para embarcar com destino a São Paulo, uma vez que ainda tinha um compromisso familiar importante. Depois disso o negócio era descansar, pois no domingo pela manhã a cobertura iria continuar. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário