Procure no JP

quinta-feira, 12 de março de 2009

Flamengo de Guarulhos empata em jogo morno pela Série A2

Olá,

Seguindo com a cobertura de partidas válidas pelos campeonatos de acesso organizados pela FPF, na última quarta-feira à tarde, dei uma esticadinha até a vizinha cidade de Guarulhos, mais precisamente ao Estádio Antônio Soares de Oliveira, para assistir ao vivo e em cores, a partida A.A. Flamengo x Ferroviária F.S/A que valeu pela décima primeira rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2.

As duas equipes não faziam parte do bloco das classificáveis à próxima fase (G8), mas mesmo assim, havia no ar um grande desejo de vitória por parte dos dois times, pois a conquista dos três pontos poderia dar início a uma arrancada na competição, visando uma das oito primeiras colocações e, com isso, seguir na disputa.

Logo após o almoço, me dirigi ao meu destino pela Via Dutra, numa pequena viagem que fluiu numa boa, apesar do trânsito intenso e de uma chuvinha bem chatinha. Dessa forma, cheguei tranquilo e com tempo suficiente para armar o esquema de tirar as fotos dos times e dos árbitros, as quais apresento abaixo, sendo mais uma vez exclusivas.


A.A. Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Ferroviária F.S/A - Araraquara/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem com o árbitro Welton Orlando Wohnrath, os assistentes Nilson de Souza Monção e Douglas Pereira Lopes e o quarto árbitro Luciano Monteiro dos Santos junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

Nos primeiros dez minutos, o time da casa se apresentou de maneira confusa, não conseguindo organizar nenhuma jogada que pudesse preocupar o setor defensivo visitante. Nesse período a Ferroviária chegou mais, tendo conseguido duas faltas próximas à área e um escanteio que não deram em nada.

Aos poucos o time guarulhense foi se ajustando em campo e passou a atacar mais. Aos 21 minutos ocorreu o primeiro lance que levou um certo perigo à defesa araraquarense, quando Nilson aproveitou um rebote defensivo e obrigou o goleiro Éder a praticar uma boa defesa junto ao poste esquerdo.


Zagueiro afeano interceptando atacante do Flamengo. Foto: Orlando Lacanna.

As jogadas se concentravam no meio de campo e, de vez em quando, uma ou outra equipe dava uma escapada ao campo de ataque, como aconteceu aos 29 minutos, quando o ala Gilberto da Ferroviária penetrou livre, pelo lado direito, mas no momento da conclusão estragou tudo, pois tocou fraco e praticamente atrasou a bola para o goleiro adversário.

O lance mais perigoso do Flamengo, aconteceu na marca dos 37 minutos, numa cobrança de escanteio pela esquerda em que o zagueiro da casa Rafael Braga desviou de cabeça para trás, ajeitando para o outro zagueiro Gustavo que encheu o pé, porém a bola morreu nas mãos do goleiro da Ferroviária.


Boa defesa do goleiro Éder da Ferroviária. Foto: Orlando Lacanna.

Pelo lado da Ferroviária, o lance mais perigoso aconteceu aos 43 minutos, em uma cobrança de escanteio pela esquerda em que o avante Robinson raspou a bola de cabeça, assustando a defesa do Flamengo, pois se ele pega de jeito na bola, fatalmente faria o gol.


Atacante Robinson cabeceando de raspão bola vinda de escanteio. Foto: Orlando Lacanna.

No espaço de tempo reservado ao intervalo, fiquei conversando com alguns repórteres, cuja tônica da conversa foi que a primeira etapa não havia confirmado as expectativas, uma vez que o jogo não agradou, muito embora ficava a esperança de que pudesse haver uma sensível melhora na segunda etapa.

A bola voltou a rolar e, nos primeiros dez minutos, o ritmo foi muito devagar, não acontecendo rigorosamente nada que merecesse destaque. À medida que o tempo ia passando, as equipes tentavam criar jogadas mais agudas, como aconteceu aos 11 minutos, nos pés de Serginho que quase colocou a Ferroviária em vantagem, só não conseguindo por conta da ótima defesa de Marins.


Goleiro Marins do Fla indo buscar a bola no canto baixo esquerdo. Foto: Orlando Lacanna.

O primeiro lance mais ofensivo do "Corvo" de Guarulhos só aconteceu aos 19 minutos, numa penetração de Nilson que terminou num chute defendido por Éder. A partida foi seguindo com poucas jogadas de ataque, mas aos 24 minutos, os visitantes chegaram novamente com um certo perigo ao ataque, porém, mais uma vez o bom arqueiro Marins fez a diferença.

Nos últimos quinze minutos, o Flamengo tentou de tudo para conseguir inaugurar o marcador, tendo causado perigo à defesa afeana aos 31 e 37 minutos, em jogadas com as participações de Vítor Hugo e Gustavo, porém as finalizações não foram boas e a bola foi para fora nas duas ocasiões.


Bola passando bem perto do travessão da meta da Ferroviária. Foto: Orlando Lacanna.


Atacante do Flamengo cercado pela defesa da Ferroviária. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar de todos os esforços dos dois times, não teve jeito e a partida acabou mesmo com o placar registrando Flamengo 0 - 0 Ferroviária que não foi bom para ninguém, embora para o time de Araraquara significou a conquista de um pontinho fora de casa. Com esse empate, o Flamengo deixou de se aproximar mais do G8, ficando na 10ª posição com 15 pontos, enquanto a Ferroviária continua flertando com a zona de rebaixamento, se situando na 16ª posição com 10 pontos.

Fim de jogo e imediato retorno a São Paulo para curtir um belo jantar e me plantar à frente da telinha por conta das diversas transmissões de futebol ao vivo. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário