Procure no JP

terça-feira, 3 de março de 2009

Mini turnê JP pelo interior paulista (parte 2 de 3): Francana goleia o Nacional pela A3

Fala povo!

Seguindo com minha turnê pelo interior paulista do último final de semana, saí de Ribeirão Preto no sábado à noite com destino a uma cidade que nunca tinha visitado antes: Franca. Cheguei derretido e fui dormir um pouco pois tinha que acordar cedinho no domingo para mais uma partida do Campeonato Paulista da Série A3. Consegui levantar no horário e segui para colocar na lista o Estádio Dr. Lancha Filho, o Lanchão. A partida da sessão matutina foi entre Francana e o nosso Nacional da capital.

Legal poder estar lá pois é um estádio que conheço desde os tempos de moleque, quando via os jogos das divisões de acesso pela TV. E o Lanchão já apareceu aqui por duas vezes, ambas com o Orlando. Bom, e cheguei a tempo de ser devidamente credenciado para as fotos da partida. De novo só o JP tem as fotos desse jogo, exclusivamente publicadas abaixo:


AA Francana - Franca/SP. Foto: Fernando Martinez.


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Gilmar Pedroso Rocha, os assistentes Adailton Alberto de Souza e Maiza Teles Paiva e o quarto árbitro Ilbert Estevam da Silva posam junto com os capitães das duas equipes. Foto: Fernando Martinez.

A Francana buscava a vitória para tentar ficar no G8 de times que se classificam para a Segunda Fase da A3. Jogando em casa, contra um time não tão bem na tabela, era a chance perfeita para a equipe embalar de vez. Já para o Naça, re-estreando pela 847ª vez o técnico Túlio Tanglione, um pontinho já estaria de bom tamanho.

Após as fotos resolvi ficar dentro do gramado enfrentando o calor absurdo que fazia na manhã de Franca. Melhor ainda estar de calça jeans e tênis... nossa, devo ter perdido uns quatro quilos. Bom, mas então o jogo começou com uma lua para cada um e ficou claro quem mandaria na partida no primeiro tempo.


Ataque da Veterana no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Zagueiro do Nacional corre atrás do ataque da Francana. Foto: Fernando Martinez.

A Francana começou com tudo em cima do time ferroviário, não dando espaço algum para o Naça até os 10 minutos iniciais. Mas o gol não veio e o Nacional acordou um pouco, criando três ótimas chances em cinco minutos. Mas esses lances foram as únicas chances de perigo para os visitantes ao final da primeira etapa.

Depois de algumas chances não aproveitadas, a Francana abriu o placar aos 23 minutos. Aproveitando escanteio da direita, o jogador Oliveira subiu meio desengonçado e colocou a bola no fundo das redes do Nacional. Francana 1 a 0. Três minutos depois, quase o segundo em chute de Carreta, que bateu na trave mesmo estando sozinho na área.


Primeiro gol da Francana, em cabeçada do jogador Oliveira. Foto: Fernando Martinez.

Aos 34, depois de um monte de escanteios seguidos, o zagueiro Rodrigo subiu mais alto depois de escanteio e colocou no canto direito do goleiro Felipe Sanchez. Jogo fácil, e o Nacional tentava, mas não acertava marcação, chute, nada... o time mostrou aquele futebol das derrotas seguidas no começo da competição.


Agora o lance do segundo gol, em cabeçada de Rodrigo. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo não aguentei o tranco e fui me proteger na numerada do Lanchão. Antes disso, um tiozinho da Francana distribuía água para a imprensa presente no estádio. Numa caixa cheia de garrafas, a sede era saciada por todos membros da imprensa de Franca. Na minha vez, ele preferiu guardar de volta todas as águas restantes, dizendo que era "exclusivo de jornalistas da cidade". Ou seja, mais de 10 garrafas eram exclusivas do pessoal local. Eita egoísmo hein? Mas como graças a Deus não preciso mendigar, fui garantir minha água geladinha nas barraquinhas do estádio.

Já sem sede e na sombra, o segundo tempo começou bem diferente do primeiro. O Nacional resolveu jogar bola e foi pra cima do time da casa, não dando chance para a Veterana. Mas o time da capital pecava nas finalizações e ainda por cima quase viu o terceiro gol da Francana num rápido contra-ataque do bom e velho Elivélton.


Ataque do Nacional no começo do segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Mas aos 30 o Naça comemorou finalmente seu gol. Thiago sofreu falta por trás dentro da área e João Carlos encheu o pé na cobrança do pênalti e diminuiu para os visitantes. E o gol que poderia ser o do começo da reação acabou nem adiantando, pois o mesmo João Carlos fez um pênalti em Elivélton aos 34 minutos. O veterano jogador da Veterana bateu com estilo e ampliou para o time verde.


Primeiro gol do Nacional na partida, em pênalti bem batido por João Carlos. Foto: Fernando Martinez.


Mas logo depois Elivélton sepultava qualquer chance de reação nacionalina com o terceiro gol da Francana. Foto: Fernando Martinez.

Os visitantes se lançaram ao ataque deixando o contra-ataque pronto para a Veterana. E aos 48 minutos, com a zaga toda aberta, o time chegou ao quarto gol com o jogador Anderson Clayton. Falando nisso, será que o jogador tem a ver então com o fabuloso esquadrão chamado Anderson Clayton FC de Paraguaçu Paulista, figurinha carimbada nos torneios amadores da FPF nos anos 70? Mistérios...


O calor faz das suas: o pessoal faz tudo por uma bela sombra. E o placar final da partida no Lanchão. Fotos: Fernando Martinez.

A partida acabou mesmo em Francana 4-1 Nacional. A Veterana agora sobe para o sétimo lugar, enquanto o time ferroviário empaca na 11ª posição, mas muito perto da zona de rebaixamento. E ainda estamos com 13 jogos para disputa da Primeira Fase, e muita coisa ainda vai rolar.

Bom, e após o jogo saí fritando do Lanchão para a rodoviária de Franca, aonde um ônibus e um grande problema logístico me aguardavam para a terceira partida da viagem.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário