Procure no JP

segunda-feira, 23 de março de 2009

Palmeiras B surpreende PAEC na Rua Javari

Olá,

Após ter ido, no último sábado à Rua Javari para acompanhar a partida Juventus x Grêmio Catanduvense, cujo post já está publicado, no domingo pela manhã retornei ao Estádio Conde Rodolfo Crespi para acompanhar um jogo válido pela décima primeira rodada da fase inicial do Paulistão da Série A3. O Confronto foi entre o Pão de Açúcar E.C e a S.E. Palmeiras B, num verdadeiro duelo paulistano.

Cheguei ao meu destino com muita rapidez e logo me dirigi ao campo de jogo para aquele costumeiro "public relation", visando conseguir as fotos habituais dos times e dos componentes da arbitragem, as quais apresento abaixo:


Pão de Açúcar E.C. - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


S.E. Palmeiras B - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem com o árbitro Uelington Rosa Pereira, os assistentes Celso Barbosa de Oliveira e Fausto Augusto Viana Moretti e o quarto árbitro Mateus Pulini. Foto: Orlando Lacanna.

Pelas campanhas das duas equipes e pelo que eu já tinha visto em campo em jogos anteriores, achava que o PAEC teria mais chances de conquistar os três pontos e se consolidar nas primeiras colocações na tabela de classificação, muito embora o jovem time do "Verdinho" estivesse apresentando evolução na competição. Para confirmar se eu estava certo ou não, só mesmo com a bola rolando.

Nos primeiros minutos, o PAEC confirmou as minhas previsões e, utilizando a maior experiência de alguns dos seus atletas, saiu com tudo para o ataque, tanto que, logo aos 4 minutos, o avante Castro criou o primeiro lance perigoso para a defesa alviverde, porém o chute saiu torto.


Lance de ataque do PAEC no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.

Dos dez minutos em diante, a partida assumiu um ritmo bem movimentado, tornado-a agradável de ser assistida. Nessa toada, o PAEC tinha mais posse de bola, porém o Palmeiras quando recuperava a redondinha, criava situações de perigo à defesa do Pão de Açúcar. Um exemplo dessa situação, aconteceu aos 28 minutos, numa rápida escapada pelo meio do endiabrado atacante Paraíba, numa jogada em que a bola explodiu contra o travessão da meta defendida por Wellington.


Redondinha se chocando contra o travessão alviverde. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo continuava lá e cá, com os dois times procurando o ataque e, aos 40 minutos, o PAEC chegou muito perto de inaugurar o marcador, numa jogada com as participações de Sérgio Lobo e Juca, sendo que o arremate final acabou indo para fora. Tudo indicava que o primeiro tempo terminaria empatado em 0 a 0, mas o Palmeiras tinha o rápido atacante Paraíba, que mais uma vez conseguiu penetrar pelo meio da zaga do PAEC e, na saída do goleiro, tocou com categoria no canto esquerdo, abrindo a contagem a favor do time verde.


Início da arrancada de Paraíba que originou o primeiro gol do "Verdinho". Foto: Orlando Lacanna.

Depois do gol inaugural, deu a louca no ataque palmeirense que acabou criando e desperdiçando duas ótimas oportunidades de aumentar o placar, aos 43 e 45 minutos, ambas nos pés de Felipe. A primeira foi salva pelo goleiro Wellington e a segunda foi para fora. Para alívio do time do PAEC, o árbitro encerrou a primeira etapa num momento em que o setor defensivo do time amarelo não se encontrava em campo e a desvantagem por um gol poderia ser revertida no segundo tempo.

No intervalo tive o prazer de conhecer pessoalmente o ex-goleiro do Corinthians Solito, que conquistou quatro títulos paulistas pelo Timão nos anos de 1.977 (no banco), 1.979 (no banco), 1.982 (jogando) e 1.983 (revezando com Leão). Ele era carinhosamente chamado de "Solitão", por conta do seu irmão "Solitinho" que na época jogava nas categorias de base do alvinegro. Atualmente o Solitinho é o preparador de goleiros do PAEC. O papo foi tão agradável que nem senti o tempo passar. Falamos das conquistas do Timão e também do atual nível técnico do futebol brasileiro. Um abraço aos "Solitos".


Solitão e Solitinho em pose exclusiva para o JP. Foto: Orlando Lacanna.

Bem, voltando ao jogo, o segundo tempo começou a todo vapor, com o PAEC chegando ao empate logo aos 3 minutos, através de uma cobrança de pênalti executada por Sérgio Lobo. O empate provocou uma balançada momentânea no Palmeiras, tanto que, aos 5 e 7 minutos, o PAEC quase virou o placar em jogadas com as participações de Paulinho e Sérgio Lobo. Faltou pouco.


Gol de empate do PAEC em cobrança de pênalti. Foto: Orlando Lacanna.

Seguindo com as alternâncias de períodos de domínio de uma equipe sobre a outra, o Palmeiras marcou dois gols em três minutos, sendo o segundo aos 7 minutos, numa cabeçada do zagueiro Pedro Bento e o terceiro, aos 10 minutos, numa cobrança de pênalti por intermédio de Felipe.


Agora o terceiro gol palmeirense também de pênalti. Foto: Orlando Lacanna.

Com a vantagem de dois gols, o Palmeiras passou a jogar mais plantado, chamando o PAEC para o seu campo de defesa e, ao recuperar a posse de bola, saía com rapidez para os contra-ataques, aproveitando a velocidade de Paraíba e Felipe. Aos 22 minutos, o Palmeiras teve o seu atleta Gilvan expulso por ter recebido o segundo cartão amarelo e, com isso, passou a se resguardar mais. Mesmo com um homem a mais, o PAEC não conseguia chegar ao empate, ora por falhar nas conclusões, ora por conta das boas defesas do goleiro Alemão.


Uma das várias defesas do goleiro palmeirense no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

O tempo ia passando e, ao atingir a marca de 37 minutos, o Palmeiras teve outro atleta expulso, agora o volante Matheus também por ter recebido o segundo cartão amarelo. Com pouco mais de dez minutos para terminar a partida e com dois homens a mais, o PAEC foi todo para o ataque e, mesmo desordenadamente, alugou meio campo. Apesar de todo o domínio, o PAEC só chegou ao seu segundo gol aos 44 minutos, numa cobrança perfeita de falta executada pelo meia Juca.

Os minutos dos acréscimos foram emocionantes, mas o Palmeiras segurou a bronca e a partida foi encerrada com o marcador apontando Pão de Açúcar 2 - 3 Palmeiras B que pode sugerir uma surpresa, entretanto, pelo que as equipes produziram em campo, o "Verdinho" fez por merecer. Mesmo derrotado, o PAEC continua bem colocado na classificação, se situando na 3ª posição com 19 pontos, ao passo que o Palmeiras, mesmo vencendo, ainda não se aproximou do G8, pois está colocado na 14ª posição com 14 pontos.

Fim de jogo e aquela correria para chegar em casa e devorar aquela lasanha especial, para em seguida me postar à frente da telinha e esperar as várias transmissões de futebol ao vivo. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário