Procure no JP

terça-feira, 3 de março de 2009

Mini turnê JP pelo interior paulista (parte 1 de 3): O Bafo vence a segunda pela A2

Opa,

Nesse final de semana resolvi sair do combo "Nacional + Javari + algum estádio da Grande São Paulo" e fui dar umas voltas por alguns lugares nunca antes visitados pelo que vos escreve. Peguei um ônibus sábado cedo com destino à cidade de Ribeirão Preto para matar um estádio vendo um jogo do Campeonato Paulista da Série A2. O jogo em questão foi uma tradicional peleja entre o Comercial-RP e o Taquaritinga no Estádio Doutor Francisco Palma Travassos.

Nunca tinha ido lá, e descobri que a parada do ônibus fica literalmente do lado do estádio. E quando desci do coletivo, vi que o famoso calor fenomenal da cidade de Ribeirão Preto não é balela. No momento em que toquei o solo já comecei a derreter aos poucos. Chegando no fantástico estádio, me comuniquei com o amigo comercialino Daniel Perassolli, que estava em Ribeirão matando a saudade dos seus tempos de torcedor, para também acompanhar a partida.

Logo fui credenciado para entrar no mítico gramado e fazer as fotos oficiais do jogo. Novamente aqui no JP, elas seguem de forma exclusiva:


Comercial FC - Ribeirão Preto/SP. Foto: Fernando Martinez.


CA Taquaritinga - Taquaritinga/SP. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem com o árbitro Marcio Henrique de Gois e os assistentes Peterson Leão Rodrigues e João Edilson de Andrade junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Falando do jogo, o Comercial precisava urgente da vitória, pois a 18ª colocação é algo extremamente preocupante. Para o CAT, a vitória significava deixar o time entre o G-8, e por ser fora de casa os três pontos seriam muito comemorados. E com um sol pra cada um, fui garantir meu lugar no ataque do Bafo para a primeira etapa da partida.


O Comercial começou o jogo em cima do Taquaritinga. Foto: Fernando Martinez.

O Comercial começou o jogo indo para cima dos visitantes. Mas o toque final era prejudicado pela falta de entrosamento dos jogadores comercialinos. Mas o Bafo mostrava maior posse de bola, encurralando o Taquaritinga para seu campo de defesa. O time tricolor levava algum perigo somente nos contra-ataques.


Cobrança de falta para o Comercial que bateu em cima da barreira. Foto: Fernando Martinez.


Tentativa de ataque pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

Justamente num desses contra-ataques, o Taquaritinga criou a chance mais clara de gol em todo o primeiro tempo. Marlon entrou livre na área, driblou o goleiro e com apenas o zagueiro Alan Maciel debaixo das traves ele chutou justamente no jogador comercialino. Chance preciosa perdida pelos visitantes. Logo após o CAT perder esse gol, o Daniel profetizou: "não perderemos essa partida!".


Goleiro do time visitante fazendo ótima intervenção. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo então terminou sem a abertura do placar. Eu aproveitei então para conhecer um pouco mais do Palma Travassos, já que foi minha primeira partida no local. O estádio é magnífico, mas infelizmente não está tão bem cuidado. Torcemos para que o pessoal do Comercial consiga deixar tudo direitinho em breve. Legal também as iguarias vendidas lá, com destaque para o aroma ótimo de um sanduba de carne. O cheiro estava bom, mas não tive o dom de experimentar.


Jogadores dentro da área do CAT no final do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Para o segundo tempo fui ver o jogo nas abafadas arquibancadas do estádio com o Daniel. Para a festa da torcida do Bafo, logo aos 4 minutos o time abriu o marcador. Marco Túlio recebeu de costas para o gol e conseguiu fazer a virada e colocar a bola no canto esquerdo do goleiro Bruno. Com o gol o pessoal ficou ainda mais nervoso, pois o Taquaritinga resolveu se lançar ao ataque.

Aos 15 minutos o zagueiro Bira foi expulso, e o Comercial ficou com um atleta a menos em campo. Isso fez com que o CAT se mandasse de vez para o ataque. Várias chances de gol foram criadas, mas parecia que o dia era mesmo do Bafo. O goleiro Raone também fez sua parte e praticou ótimas defesas. O jogo ia chegando no seu final com cada vez mais sofrimento para a torcida local.


Bom ataque do Comercial na segunda etapa. Foto: Fernando Martinez.

E quando o Taquaritinga era só pressão, o Comercial encaixou um contra-ataque perfeito. A bola então sobrou para Gustavo, que esperou, arrumou, ajeitou, escolheu o canto e colocou a bola mansamente no canto esquerdo, fechando o placar e decretando a vitória suada do Bafo.


Visão geral do entardecer em Ribeirão Preto no jogo Comercial x Taquaritinga. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Comercial 2-0 Taquaritinga. O Comercial não ganhava um jogo desde a estréia na A2, quando bateu o Juventus por 3 a 1, e mesmo os três pontos não fizeram que o time saísse da zona de rebaixamento. Mas a vitória foi essencial na luta contra o rebaixamento. Para o Taquaritinga, a derrota deixou o time a dois pontos do G-8, ainda na luta.

Depois do jogo fui comprar uma camisa do Comercial para a coleção na boutique do clube. Após, comi algo numa boa padaria lá perto e segui então para a horrível Rodoviária de Ribeirão Preto, aonde iria para a minha segunda e terceira partidas da turnê. Num calor desértico, dormi esperando o ônibus e quase perdi a viagem.

Mas cheguei são e salvo ao meu destino final... e logo mais esses jogos aparecem por aqui..

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário