Procure no JP

sábado, 28 de março de 2009

Palmeiras B ganha os três pontos contra o quase-rebaixado União Mogi

Opa,

Quinta à tarde tivemos mais uma rodada do Campeonato Paulista da Série A3 aqui no JOGOS PERDIDOS. Olha, e é bom demais poder ver jogos durante a semana de tarde, realmente é o melhor horário. Então saí do meu novo QG na Zona Sul de São Paulo rumo ao bairro da Barra Funda, aonde mais um jogo aconteceria no Estádio Nicolau Alayon. Num genial campo neutro, Palmeiras B e União Mogi se enfrentariam.

Cheguei cedinho e lá encontrei o Victor, fazendo compras na capital paulistana aproveitando o começo das suas férias. E junto com ele entrei no gramado para as fotos oficiais das equipes. Exclusividade e cortesia do JP:


SE Palmeiras B - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


União FC - Mogi das Cruzes/SP. Foto: Fernando Martinez.

Bom, nem preciso dizer o que a gente esperava do jogo né? O Palmeiras B era a aposta certeira para os três pontos dessa partida, desde que fizesse um jogo sério contra o lanterna União Mogi, que até agora conquistou apenas um ponto em onze jogos disputados. O time marcou apenas 8 gols e sofreu 33 nessas partidas, e teve a incrível marca de cinco técnicos diferentes na competição. O time já caiu, e só espera terminar a A3 sem tomar tantas goleadas a mais.


Chance do Palmeiras B em escanteio no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.


Paraíba, um dos melhores em campo, entrando pela direita. Foto: Fernando Martinez.

E sem dar tempo de fazer nada, o Palmeiras B mostrou sua superioridade aos 15 segundos de jogo, já marcando o primeiro gol. Felipe aproveitou cruzamento da direita e a falha do goleiro para deixar o time verde na frente do marcador. Mas o gol acabou estragando um pouco o jogo palmeirense, pois os jogadores não disputavam a partida com tanta vontade, talvez pela superioridade absurda em relação ao União.


Lançamento para a esquerda do ataque verde. Foto: Fernando Martinez.

Enquanto o jogo rolava, eu e o Victor batíamos papo sobre muito futebol no Nacional. Com a presença ilustre do Miguel, discutimos a situação crítica do Naça na A3, e a dificuldade para o time sair da zona de rebaixamento. Além do União, provavelmente só times muito tradicionais cairão para a Segundona... uma tristeza.

Voltando ao jogo, o primeiro tempo foi só alviverde, e a equipe paulistana acabou fazendo mais um gol aos 33 minutos, com o jogador Paraíba tocando na saída do goleiro. Ainda na primeira etapa, foi bastante reclamado pelo pessoal palmeirense um pênalti, que também foi na nossa visão. Mas isso foi o que rolou na primeira etapa. No intervalo, muita água e mais conversa jogada fora.


Num segundo tempo que foi todo palmeirense, grande chance foi perdida nesse lance. Foto: Fernando Martinez.


Goleiro do União sai rasgando para evitar mais um gol. Foto: Fernando Martinez.

Para o segundo tempo, o Palmeiras B voltou mais em cima do União. O time de Mogi das Cruzes acabou tendo duas chances de gol durante o tempo final inteiro, e só. E se o Palmeiras tivesse apertado um pouco mais a defesa do União a goleada seria histórica. Mas o alviverde perdeu muitos gols. O terceiro veio aos 14 minutos, também com Paraíba, agora aproveitando cruzamento perfeito da direita.

O quarto gol veio aos 31, com felipe escorando cruzamento novamente da direita. O goleiro ainda tentou, mas nada pode fazer. A peleja seguiu com o Palmeiras B perdendo mais chances, mas garantido preciosos três pontos na tábua de classificação.


Quarto gol do Palmeiras B no jogo. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Palmeiras B 4-0 União Mogi. Com a vitória, o Palmeiras subiu para o 11ºlugar, e ficou apenas um ponto atrás do G8 da Série A3. Para o União, a certeza do rebaixamento e pelo menos esperamos que o time termine sua participação em 2009 de forma digna.


Placar final da partida no Nacional... seguindo a via-crucis do União Mogi. Foto: Fernando Martinez.

Após o jogo então fui no aeroporto de Guarulhos para recepcionar um quase-parente que veio de terras longínquas européias... mais história para se contar no futuro!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário