Procure no JP

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Juventus fica devendo na Rua Javari pela Copa Paulista

Olá,

Começando mais um final de semana futebolístico, com as costumeiras coberturas pelo JP, no sábado à tarde, fui até o tradicional bairro da Mooca para acompanhar, no Estádio Conde Rodolfo Crespi, historicamente conhecido como Rua Javari, a partida C.A. Juventus x Mirassol F.C. que valeu pela terceira rodada da segunda fase da Copa Paulista de Futebol. Como a Rua Javari é um dos locais preferidos dos integrantes do JP, além de mim, lá estiveram o Fernando Martinez, o David, o Jurandyr Júnior e o Sr. Natal. Depois das saudações e das conversas iniciais, fui me posicionar no gramado para fazer as fotos oficiais da partida que são exclusivas e estão abaixo:


C.A. Juventus - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Mirassol F.C. - Mirassol/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem formado por Aurélio Sant'Anna Martins e seus assistentes Dante Mesquita Júnior e Eduardo de Jesus Conceição, acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

A partida começou com o Mirassol tomando as primeiras iniciativas, mas com o passar do tempo o Juventus foi ganhando corpo no ataque, tendo inclusive conseguido quatro escanteios seguidos em menos de dois minutos, levando um certo perigo ao setor defensivo dos visitantes. O time da casa procurava articular suas jogadas de ataque pelos lados do campo, as quais invariavelmente acabavam em cruzamentos que eram neutralizados pela defesa adversária.


Um dos diversos cruzamentos alçados na área do Mirassol. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo foi se desenvolvendo num ritmo de equilíbrio, sendo que o primeiro lance mais perigoso foi proporcionado pelo time grená, aos 14 minutos, numa cobrança de falta executada pelo ala Valdo da intermediária, com a bola se chocando contra o travessão da meta defendida por André Avaí que se esticou todo, mas não achou nada. O time do interior respondeu aos 20 minutos, num arremate cruzado desferido por Wesley que obrigou o goleiro Marcelo a pratica boa defesa.


Cruzamento perigoso do ataque do Mirassol. Foto: Orlando Lacanna.

O ataque juventino demonstrava algumas dificuldades para penetrar na defesa do Mirassol, quase só criando perigo em jogadas de bola parada, sendo que aos 30 minutos, o ala Valdo mais uma vez, cobrou uma falta com perigo, forçando o goleiro mirassolense a efetuar ótima defesa. Aos 32 minutos, finalmente o Juventus chegou ao ataque numa jogada com bola em movimento, num lance que começou na meia direita e terminou numa cabeçada de Rafinha que morreu nas mãos do goleiro adversário.

Ao longo da primeira etapa, os dois ataques não se mostraram muito inspirados e, sendo assim o placar fechado seguiu até o fim dessa etapa, num jogo que não entusiasmou a pequena platéia presente, composta por 332 pagantes.


Ataque juventino que morreu nas mãos de André Avaí. Foto: Orlando Lacanna.

Durante o intervalo, saí do gramado e fui me encontrar com os colegas do JP na lanchonete do estádio e lá a conversa rolou solta, regada com muito refrigerante e salgadinhos com sabor de isopor. Eta alimentação sadia!


Galera do JP tomando um lanchinho super natural. Foto: Orlando Lacanna.

Depois do intervalo, retornei ao gramado para me posicionar atrás de um dos gols, quando aos 23 segundos, o Mirassol inaugurou o marcador por intermédio de Wesley, que chutou cruzado uma bola recebida na direita, em jogada rápida que começou pelo meio e que pegou de surpresa não só a defesa juventina, como também boa parte do público que não viu o gol. Esse gol obrigou o Juventus ir a busca do empate, porém as dificuldades do ataque juventino em conseguir levar perigo à meta do Mirassol, ficaram mais evidentes.


Tentativa de domínio de bola na direita do ataque juventino. Foto: Orlando Lacanna.

Na base da vontade, o Moleque Travesso tentava chegar ao empate que esteve perto de acontecer aos 19 minutos, num arremate cruzado de Dewide pela direita que foi para fora. À medida que o tempo foi passando, o time da casa foi se enervando e, dessa maneira as dificuldades que já eram grandes ficaram maiores.


André Avaí socando a bola em mais um cruzamento do ataque grená. Foto: Orlando Lacanna.

O time da Mooca martelava no campo de ataque, porém não era objetivo nas conclusões, gerando com isso uma enorme preocupação junto a sua torcida de que o Mirassol pudesse encaixar um rápido contra-ataque e matar de vez a partida e não deu outra, tanto que aos 40 minutos, o Leão da Alta Araraquarense chegou ao seu segundo gol, anotado por Luthi, aproveitando rebote do goleiro Marcelo numa jogada que nasceu de um contra-ataque rapidíssimo pela meia esquerda.


Bola indo para o fundo da meta juventina no gol que sacramentou a vitória do Mirassol. Foto: Orlando Lacanna.

Fim de partida com o marcador indicando Juventus 0 - 2 Mirassol que colocou o time visitante na zona de classificação, na segunda colocação do Grupo 6 com quatro pontos, aumentando suas chances de ir para a próxima fase. Quanto ao Juventus, embora tenha ficado na última colocação com dois pontos, nada está perdido, pois ainda restam três jogos para cada equipe e a diferença de pontos entre os quatro times do grupo é muito pequena.

Após o término do jogo permaneci na Mooca para uma visita a familiares e em seguida retornei ao aconchego do lar, dando início à concentração para a cobertura que seria feita no domingo pela manhã a um jogo importantíssimo valendo pela Segundona, mas isso fica para depois.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário