Procure no JP

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Pão de Açúcar com um pé na Série A3

Olá,

Dando prosseguimento ao acompanhamento "in loco" da terceira e decisiva fase do genial Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no sábado à tarde, à bordo do "Possante 558" pilotado pelo prestativo Sr. Natal, segui até a cidade de Embu, mais conhecida como Embu das Artes, para conferir no Estádio Hermínio Espósito, a partida Pão de Açúcar E.C. x Campinas F.C. válida pela quarta rodada do Grupo 12 da competição.

Ao chegar no meu destino, a minha primeira preocupação foi contatar alguma pessoa ligada à direção do PAEC, visando perguntar sobre os planos para 2.009 envolvendo a questão do estádio que será utilizado, considerando um mais que provável acesso à Série A3. Fui atendido pelo assessor de imprensa do time local que confirmou a utilização do estádio atual, o qual será reformado e ampliado tão logo seja sacramentado o acesso. Portanto, o Pão de Açúcar continuará mandando seus jogos em Embu que é a sua sub-sede, mesmo conseguindo o acesso.

Depois dos esclarecimentos, me dirigi ao gramado para fazer as fotos das equipes e dos árbitros que, mais uma vez são exclusivas, e estão abaixo:


Pão de Açúcar E.C. - São Paulo/SP (mandando seus jogos em Embu/SP). Foto: Orlando Lacanna.


Campinas F.C. - Campinas/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado por Rodrigo Braghetto, seus assistentes Vicente Romano Neto e Marcelino Tomaz de Brito Neto, além do quarto árbitro David Ricardo Mioto. Foto: Orlando Lacanna.

Após a sessão inicial de fotos, me acomodei junto a uma das laterais do campo e vi uma partida que começou num ritmo incrível, numa sinalização clara de que teríamos um belo jogo pela frente. O time da casa deu a primeira estocada, logo aos 2 minutos, quando o atacante Rafael Martins fugiu pela esquerda e mandou um foguete que passou por cima da meta defendida por Fagner. Não demorou muito e o Pão de Açúcar chegou ao seu primeiro gol, aos 10 minutos, marcado pelo zagueiro e capitão Max Sandro, aproveitando uma sobra de bola cruzada da esquerda.


Disputa acirrada de bola junto à lateral. Foto: Orlando Lacanna.

Os visitantes assimilaram o golpe do gol e saíram em busca da igualdade que chegou perto de acontecer aos 20 minutos, num arremate rasteiro do também zagueiro e capitão Moraes, só que o goleiro Washington defendeu bem. A partida continuou num ritmo excelente, com as duas equipes mostrando bom futebol e, ao mesmo tempo, também muita luta, sendo que nesse contexto o Pão de Açúcar chegou à marcação do seu segundo gol, aos 28 minutos, anotado por Rafael Martins, escorando cruzamento vindo da direita.


Ataque perigoso do Pão de Açúcar que obrigou Fagner a praticar boa defesa. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo perdendo por dois gols de diferença, o Campinas não se entregou e foi à luta, tanto que aos 34 minutos, o atacante Caio esteve perto de marcar, porém não foi feliz na cabeçada e acabou mandando a bola para fora, desperdiçando uma chance incrível. O Campinas continuou em cima, mas a defesa do Pão de Açúcar estava muito bem postada, não dando espaço aos atacantes campineiros e, dessa forma, o placar de 2 a 0 a favor do time da casa foi mantido até o fim do primeiro tempo.


Cruzamento perigoso do ataque campineiro no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Durante o intervalo encontrei o Vice-Presidente do G.E. Osasco, o Montini, que tinha chegado há poucas horas de Barretos, aonde o seu time havia sido derrotado por 1 a 0 na sexta-feira à noite. Apesar da derrota que ele mesmo considerou justa, o otimismo com relação ao acesso continua firme.

Voltando ao jogo, a segunda etapa começou equilibrada, porém aos poucos o Campinas foi exercendo um maior domínio territorial, procurando forçar as jogadas de ataque com o objetivo de diminuir a diferença. Após alguns ataques mais agudos, o time de Campinas chegou ao seu primeiro gol, aos 19 minutos, marcado por Caihame, aproveitando uma sobra de bola no interior da área, na primeira grande bobeada da defesa dos anfitriões.


Um dos ataques do Campinas na segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

A partida que já era boa, com o primeiro gol do Campinas, ficou melhor ainda, pois os visitantes se lançaram ao ataque em busca do empate, enquanto o Pão de Açúcar, nos contra-ataques, também levava perigo e, dessa forma, o jogo ficou emocionante, com jogadas lá e cá, podendo acontecer um gol para uma ou outra equipe a qualquer momento e, mais uma vez, o talento fez a diferença, pois o excelente Piovesan cobrou com perfeição uma falta da intermediária, aos 37 minutos, marcando o terceiro gol dos donos da casa.


Cobrança perfeita de falta por Piovesan resultando no terceiro gol do PAEC. Foto: Orlando Lacanna.

Quem pensou que o Campinas iria se entregar, se enganou, uma vez que o time amarelo ainda achou forças, no fundo da alma e conseguiu marcar o seu segundo gol, aos 42 minutos, por intermédio de Reinaldo, numa cabeçada, tornado a partida eletrizante nos últimos minutos e, nos acréscimos, aconteceu um lance polêmico na área do Pão de Açúcar que os jogadores do Campinas reclamaram ter sido pênalti, mas o árbitro mandou a jogada seguir, nada marcando.


Bola indo para o fundo da meta do PAEC no segundo gol campineiro. Foto: Orlando Lacanna.

Final de partida com o placar apontando Pão de Açúcar 3 - 2 Campinas num jogaço de bola que, com certeza foi um dos melhores jogos da Segundona que eu presenciei nesse ano. Esse resultado colocou o Pão de Açúcar na liderança do seu grupo com 9 pontos e com um pé na Série A3 em 2.009. Com relação ao Campinas, mesmo derrotado, ainda se manteve na segunda colocação com 5 pontos e só depende de si para finalmente conseguir o acesso.

No caminho de volta para São Paulo, em mais uma providencial carona do Sr. Natal, o papo foi o excelente jogo que tínhamos acabado de assistir e que essas duas equipes merecem conquistar o acesso. Valeu muito a pena ter ido até Embu. Foi isso. Ah, mais tarde contarei a história do jogo que eu acompanhei no domingo pela manhã, numa bela cidade do nosso interior, valendo pela Copa Paulista. Aguardem

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário