Procure no JP

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Grêmio Osasco avança rumo ao acesso à Série A3

Olá,

Por conta de já ter se tornado freqüente ao JOGOS PERDIDOS acompanhar algumas partidas do empolgante Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no domingo pela manhã, me desloquei até a cidade de Osasco para fazer a cobertura da partida G.E. Osasco x Barretos E.C. que foi realizada no Estádio Prefeito José Liberatti, valendo pela última rodada do primeiro turno da terceira fase da competição.

Essa partida tinha todos os ingredientes para criar uma grande expectativa nos torcedores locais, mas novamente a presença do público deixou a desejar, apesar da boa campanha do time da casa. Caso o Grêmio Osasco conseguisse os três pontos, daria um passo enorme na busca do tão sonhado acesso à Série A3 em 2.009, enquanto para o Barretos a vitória era imprescindível para continuar respirando no campeonato.

Ao chegar no meu destino, encontrei perdidos nas arquibancadas o Sr. Natal e o amigo do JP o Milton Haddad, que há tempos eu não encontrava num campo de futebol. Como cheguei com tempo de sobra, pude conversar com pessoas ligadas as duas equipes que colocaram suas expectativas não só para essa partida, como também para o restante do campeonato. Após muito bate papo, fui para o centro do gramado para fotografar os participantes da partida, cujas fotos estão abaixo:


G.E. Osasco - Osasco/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Barretos E.C. - Barretos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem formado por Paulo Roberto de Souza Júnior e seus assistentes Aline L. Lambert e Junivan Rodrigues de Sousa, acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Desde o início da partida dava para perceber que a disputa seria intensa na busca da vitória, sendo que nesse contexto, o Barretos foi mais atrevido no campo de ataque nos primeiros minutos de bola rolando. Com o passar do tempo, o GEO foi equilibrando as ações e chegou rapidamente ao seu gol inicial, aos 11 minutos, anotado por Dedé que foi inteligentíssimo ao aproveitar uma indecisão entre o ala Gilmar e o goleiro Renan do Barretos, pois acabou se infiltrando entre os dois barretenses, roubando-lhes a bola e tocando para o gol vazio. Foi um gol com a marca da esperteza.


Dedé esperto indo para a marcação do primeiro gol do GEO. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo em vantagem no placar, os donos da casa continuaram pressionando a defesa dos visitantes, tendo criado dois bons momentos, aos 18 e 20 minutos, por intermédio de Hugo Vieira e Renato, mas as conclusões não foram boas. O domínio osasquense perdurou até por volta dos 30 minutos, quando os anfitriões deram uma parada, permitindo ao Touro do Vale gostar do jogo e criar algumas jogadas mais perigosas, mas nenhuma que tenha levado muito perigo à meta defendida por Igor. Dessa maneira, o final da primeira etapa chegou sem que houvesse alteração no placar, ou seja, ficou mesmo no 1 a 0 a favor do time de Osasco.


Tentativa de ataque do Barretos no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.


Disputa de bola junto ao meio de campo. Foto: Orlando Lacanna.

A segunda etapa teve início e quem pensou que o Grêmio Osasco fosse ficar esperando o adversário para tentar pegá-lo no contra-ataque, acabou errando, pois os osasquenses saíram com tudo visando aumentar a vantagem e liquidar a fatura, tanto é verdade que em menos de dez minutos criaram pelo menos três boas chances nos pés de Daniel, Hugo Vieira e Renato que acabaram morrendo nas mãos do goleiro Renan, sendo que numa delas, a bola passou bem perto, porém acabou indo para fora.

Como para o Barretos uma nova derrota praticamente o alijaria da competição, os seus atletas saíram decididos para o ataque a partir dos dez minutos, tendo mantido maior domínio territorial até os vinte minutos, porém seus atacantes esbarravam na boa postura do setor defensivo do GEO que estava numa manhã super inspirada.


Goleiro Igor do GEO interceptando cruzamento do ataque barretense. Foto: Orlando Lacanna.

Os donos da casa voltaram a tomar conta da partida e chegaram ao seu segundo gol aos 32 minutos, marcado por Renato de cabeça aproveitando cruzamento vindo da direita em cobrança de falta, numa jogada em que a zaga barretense ficou plantada.


Após cabeceio de Renato a bola foi morrer no fundo da meta do Barretos. Foto: Orlando Lacanna.

Com a vantagem de dois gols, o Grêmio Osasco ganhou mais tranqüilidade, mas acabou levando um susto aos 42 minutos, quando o árbitro apontou um pênalti a favor do Barretos, numa marcação de falta que para mim aconteceu fora da área, mas como a arbitragem é soberana, o pênalti foi marcado e ponto final. O atacante Cristiano ajeitou a bola na marca da cal e soltou uma bomba, mandando a bola por cima do travessão da meta guarnecida por Igor. Esse lance matou qualquer chance do Barretos na partida.


Pênalti desperdiçado por Cristiano do Barretos. Foto: Orlando Lacanna.

No finalzinho, aos 43 minutos, o time da casa quase chegou ao seu terceiro gol, numa boa jogada de Willian Cardoso, mas que foi defendida por Renan. Nos minutos derradeiros o Grêmio Osasco ficou tocando a bola de um lado para outro, fazendo o tempo passar e levando a sua pequena torcida, que não parava de gritar "olé", ao delírio.

Não houve tempo para mais nada e a partida foi encerrada com o marcador mostrando Grêmio Osasco 2 - 0 Barretos que colocou o time da Grande São Paulo na liderança do Grupo 11 com sete pontos, ao lado do Batatais, tendo todas as chances de conseguir o acesso, muito embora ainda tenha que jogar três partidas, sendo que duas delas fora de casa. Quanto ao Barretos, entendo que o melhor será utilizar os últimos jogos para avaliar quem poderá continuar no elenco em 2.009, visando sair da Segundona, pois em 2.008 está quase impossível alcançar tal objetivo.

Fim de jogo e mais uma vez a carona especial do Sr. Natal se fez presente e, dessa forma cheguei com rapidez ao conforto do lar pra usufruir o resto do domingão no sossego. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário