Procure no JP

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Rio Branco estréia bem na segunda fase da Copa Paulista

Olá,

Dando início a mais um show de cobertura pelo JOGOS PERDIDOS às competições pouco divulgadas pela grande mídia, no sábado pela manhã, peguei a Via Anhanguera e fui bater na importante cidade de Americana, indo até o belo Estádio Décio Vitta para acompanhar ao vivo a partida Rio Branco E.C. X Oeste F.C. de Itápolis, válida pela rodada inaugural da segunda fase da Copa Paulista de Futebol.

Depois de uma viagem super tranqüila, cheguei com tempo suficiente para bater um longo papo com o Presidente do Oeste, o Sr. Ernesto Francisco Garcia que falou dos planos da sua equipe visando fazer uma boa campanha no Paulistão da Série A1 do próximo ano. Falou também sobre a criação de uma comissão de recepção aos futuros visitantes que irão a Itápolis, com o objetivo de melhorar a imagem do clube junto ao meio futebolístico, embora tenha ressalvado que alguns problemas que aconteceram na sua cidade são normais no futebol e que houve exageros na divulgação das notícias. Da minha parte só tenho a parabenizar o Presidente por tal iniciativa que irá contribuir para a beleza do espetáculo e congraçamento das torcidas, até porque o futebol é uma grande festa.

Antes de começar a falar de futebol, começo apresentando os protagonistas do espetáculo nas fotos abaixo que são exclusivas.


Rio Branco E.C. - Americana/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Oeste F.C. - Itápolis/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem composto por Fábio de Jesus Volpato Mendes, seus assistentes Anderson José de Moraes Coelho e Marco Antônio de Andrade Motta Júnior, além do quarto árbitro Pascoal Rodrigues Dias. Foto: Orlando Lacanna.

A bola começou a rolar e o que se viu foi um início bem equilibrado, com o Rio Branco mantendo a posse de bola por mais tempo, embora sem criar jogadas que pudessem levar perigo à meta adversária.


Jogada de ataque do Rio Branco no interior da área. Foto: Orlando Lacanna.

Na verdade, não foi um bom primeiro tempo, tanto que os goleiros Guilherme e Thiago Passos praticamente não trabalharam nessa etapa, sendo que o único lance que levou um certo perigo, foi uma cabeçada do avante Willian do Oeste, aproveitando cruzamento vindo de escanteio, com a bola cruzando toda pequena área do Tigre e saindo pela linha de fundo.


Bola passeando no interior da pequena área do Rio Branco. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar dos esforços dos atletas das duas equipes, nada de importante aconteceu e, com isso, o empate em 0 a 0 foi inevitável até o término dessa etapa.


Bola pererecando na área do Oeste em outra jogada de ataque que não deu em nada. Foto: Orlando Lacanna.

A partida recomeçou e, logo nos primeiros minutos, foi possível perceber que os times voltaram com outra postura e isso acabou animando um pouco mais a pequena torcida presente, composta por apenas 118 pagantes. Os donos da casa continuaram exercendo um maior domínio territorial, mas até os primeiros vinte minutos não conseguiram penetrar na defesa do Oeste que jogava bem fechada.


Cruzamento do Rio Branco na área do Oeste. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo com todas as dificuldades para superar o setor defensivo do Oeste, o Rio Branco continuou insistindo e acabou sendo premiado, com a marcação do seu gol aos 24 minutos, anotado por Rodriguinho após boa jogada de Márcio pela ponta esquerda que culminou com um cruzamento e, no bate-rebate, o autor do gol encheu o pé e mandou a bola no alto da meta de Thiago Passos.


Bola estufando a rede do Oeste no gol do Tigre de Americana. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no placar, o time de Itápolis saiu mais para o jogo e quase chegou ao empate aos 37 minutos, numa jogada confusa no interior da área em que a bola se chocou contra o poste esquerdo de Guilherme, após cobrança de falta pela direita. O Rio Branco respondeu aos 42 minutos, numa cabeçada perigosa de Lincoln que obrigou o goleiro Thiago Passos a praticar boa defesa. O Oeste não desistiu e, aos 43 minutos, voltou a levar perigo num bom ataque pela esquerda de Juca que culminou num chute rasteiro e cruzado, exigindo que o goleiro Guilherme se virasse para evitar o empate.

Os poucos lances de maior emoção, se concentraram nos últimos vinte minutos, porém em termos de gols, ficamos mesmo apenas com aquele marcado por Rodriguinho e, com isso, a partida foi encerrada com o placar mostrando Rio Branco 1 - 0 Oeste que levou o time de Americana à segunda colocação do Grupo 5, começando com o pé direito sua campanha na segunda fase da competição que dará ao Campeão uma vaga na Copa do Brasil de 2.009.

Tão logo a partida foi encerrada, iniciei viagem até Campinas para fazer a minha segunda cobertura do dia, agora envolvendo mais uma partida da fase decisiva da Segundona, mas essa história fica para mais tarde. Aguardem.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário