Procure no JP

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Estádios pelo Brasil, volume 20: Estádio Municipal Genésio Dória Ramos (Ipuiúna/MG)

Fala pessoal!

Hoje vamos com mais um post especial de uma das séries do JOGOS PERDIDOS: Estádios pelo Brasil! A pedida dessa quarta-feira é de um estádio que nunca sediou um jogo profissional, mas não deixa de ser um estádio perdidaço do nosso interior. Estamos falando da cidade de Ipuiúna, sul de Minas Gerais, e que tem o Estádio Municipal Genésio Dória Ramos.


Entrada do Estádio Municipal da cidade de Ipuiúna, em Minas Gerais. Foto: Fernando Martinez.


Placa que fica na fachada do Estádio, mostrando seu nome oficial. Foto: Fernando Martinez.

A cidade de Ipuiúna é cortada pela BR-459, que liga Pouso Alegre a Poços de Caldas. Passamos por lá um uma das várias viagens que o JP fez nesse ano na busca por jogos geniais dos Campeonatos Mineiros dos Módulos I e II. Falando um pouco da cidade, o povoado de Santa Quitéria - primeiro nome do município de Ipuiúna, e que dá o nome a uma padroeira da cidade - elevou-se a distrito em 1911, com a denominação atual. Ipuiúna, que na linguagem tupi significa "olho de água escura", foi emancipada em 1953. A cidade tem uma economia baseada na agricultura, destacando-se a produção de batata, sendo por isso conhecida, até hoje, como 'Capital Nacional da Batata'.


Visão do gol da esquerda quando estamos nas arquibancadas principais do Estádio. Foto: Fernando Martinez.

Mesmo tendo por volta de apenas 10 mil habitantes, a cidade tem de forma honrosa seu estádio. No dia da nossa visita, o estádio tinha acabado de abrigar jogos do seu campeonato municipal. Por informações que tivemos dos locais, os clássicos com os times da cidade levam bastante publico às suas arquibancadas.


Agora a visão é do gol da direita do estádio. Foto: Fernando Martinez.

O Estádio tem sua entrada principal à beira da estrada que corta a cidade. As suas dependências são simples, porém bastante interessantes, já que as arquibancadas são cobertas na sua totalidade. Ou seja, mesmo na chuva, o pessoal de Ipuiúna pode conferir os jogos locais sem ficarem molhados.


Arquibancadas "opostas", também cobertas, deixando seus torcedores sem medo da chuva. Foto: Fernando Martinez.

O gramado, embora um pouco alto, não ficava muito atrás a vários palcos de partidas profossionais que já vimos por aí. O local também tem uma arquibancada oposta - também coberta - e, pasmem, iluminação! Coisa que não temos na Javari, no Nacional e em Guarulhos por exemplo.



Detalhe da iluminação nos dois lados do Estádio Municipal. Fotos: Fernando Martinez.

E um dos detalhes mais legais de lá são as belas paisagens que vemos quando ficamos dentro do campo. O Sul de Minas Gerais é um dos lugares mais fantásticos para isso e apostamos que deve ser muito interessante curtir um joguinho por lá. Quem sabe um dia algum time da cidade não se aventura no profissionalismo? Se um dia isso acontecer, com certeza o JOGOS PERDIDOS estará presente!


Uma placa bastante pitoresca nas arquibancadas cobertas do estádio e a placa da época da inauguração do local. Fotos: Fernando Martinez.


Portão de entrada do estádio. Detalhe que o mesmo é de madeira, lembrando os palcos antigos do nosso futebol. Foto: Fernando Martinez.

E saindo de lá com mais um sentimento de dever cumprido, fomos seguir nosso caminho até Poços de Caldas, mas isso já é outra história...

Até a próxima

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário