Procure no JP

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Tubarão e Serpente empatam em bom jogo perdido da Segundona

Salve, amigos! 

No último final de semana tive a oportunidade de acompanhar um jogo perdido por essência. Afinal, a eliminada AD Guarujá recebeu o José Bonifácio EC, já classificado, em um esvaziado Estádio Antônio Fernandes. Álvaro Gaia lançou mão de sua força máxima, a pedidos da diretoria, de vitória a qualquer preço. O Zebão entrou em campo com seus reservas, ainda que pudesse ficar em primeiro lugar do grupo, contando com um improvável tropeço do Novorizontino diante do Américo, em casa. Vamos então às fotos, com a última imagem do Guarujá na temporada 2012. 


AD Guarujá - Guarujá/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


José Bonifácio EC - José Bonifácio/SP. Foto: Estevan Mazzuia. 


Arbitragem comandada por Rodrigo Gomes Paes Domingues, auxiliado por Vicente Romano Neto e Alex Alexandrino, com os capitães Renan (ADG) e Alberone (JBEC). Quarto árbitro: Max Venâncio P.G. da Silva. Foto: Estevan Mazzuia. 


Visão panorâmica da partida. Foto: Estevan Mazzuia. 

Segundo um membro da comissão técnica me informou, o jogo teve portões abertos. O borderô não estava disponível para confirmação, quando terminei de escrever este relato mas, pelo que constatei, havia cerca de 30 pessoas nas arquibancadas. 

A primeira etapa começou com domínio do Tricolor do Vale Tietê, que teve duas boas oportunidades, primeiro com Marquinhos pegando de esquerda e mandando por cima do gol de Gabas, depois em tentativa de Naldinho. Gabas segurou firme o chute adversário. 


Observado por pouquíssimos torcedores, jogador do Guarujá parece lamentar. Foto: Estevan Mazzuia. 

Aos 22 minutos os visitantes abriram o marcador. Naldinho cobrou falta da entrada da área e Gabas caiu bem no canto esquerdo pra mandar a pelota pra escanteio. O mesmo atleta cobrou dois corneres seguidos e, no segundo, após um bate rebate junto ao poste esquerdo, a bola sobrou livre para Kaio, debaixo do travessão, balançar as redes. 


Gabas defende cobrança de Naldinho... Foto: Estevan Mazzuia. 


... mas não consegue impedir Kaio, sozinho de frente para o gol vazio, de marcar. Foto: Estevan Mazzuia. 

Mal houve tempo de comemoração. O empate foi tão rápido que perdi o lance enquanto fazia minhas anotações. Mas o autor do tento guarujaense foi Tinho. O José Bonifácio ainda tentou desempatar, com Kaio arriscando de longe para mais uma bela defesa de Gabas, mas ficou nisso. Mais efetivo, o Guarujá converteu sua única chance. A Desportiva voltou mais disposta para a segunda etapa, e mostrou mais volume de jogo nos primeiros 15 minutos. 


Tinho (11), autor do gol de empate, infernizando a vida de Mazinho (2). Foto: Estevan Mazzuia. 


Marquinhos (10) tenta fugir da marcação. Foto: Estevan Mazzuia. 

Mas foi o José Bonifácio que marcou seu segundo gol, contando com descuido do zagueiro Xandão. Guilherme teve liberdade pra receber um cruzamento da esquerda e fuzilar Gabas. 


Escanteio para o José Bonifácio. Foto: Estevan Mazzuia. 

Aos 35 minutos, Mazinho derrubou Tinho na área. Bruno cobrou a penalidade no canto esquerdo de Guilherme Marquini e "reempatou" a peleja. 


Mazinho faz pênalti em Tinho.... Foto: Estevan Mazzuia. 


... e Bruno converte a penalidade em tento. Foto: Estevan Mazzuia. 

Daí pro fim do jogo, o Guarujá esteve mais perto da vitória, e Willian quase marcou num cruzado de fora da área aos 43 minutos. 


Jogador do Zebão cai de mal jeito. Foto: Estevan Mazzuia. 

Fim de jogo, Guarujá 2x2 José Bonifácio, uma despedida nada melancólica do aguerrido Tubarão, que pegou um grupo dificílimo. O segundo lugar não foi nada ruim para o Zebão, que fugiu do grupo da morte na fase final, e não deverá ter dificuldades para conquistar o acesso, disputando duas vagas contra Sport Barueri, Joseense e São Vicente. 

Este último, aliás, também conseguiu um empate providencial contra o Olímpia no interior e também, fugiu de Novorizontino, Votuporanguense e Fefecê. A julgar pelo momento que a equipe atravessa, o título do torneio se tornou um sonho mais do que possível, ainda que, tecnicamente, o time seja bem limitado. 


Na volta pra casa, simplicidade e luxo interagem na travessia Santos/Guarujá. Fotos: Estevan Mazzuia. 

É a Baixada Santista na briga por uma vaga na Primeira Divisão, e a sucursal JP seguirá acompanhando. 

Foi isso. 

Abraços 

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário