Procure no JP

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Santo André perde outra e se complica na Série C

Fala pessoal, 

No sábado do feriadão da Independência o insuportável calor desse inverno seguiu com bastante força, mas nem o tempo desértico me impediu de fazer uma rodada dupla no ABC paulista, com dois certames que ainda não haviam aparecido em 2012 no JP. A primeira parada foi nas ruínas do Estádio Bruno José Daniel, aonde Santo André e Brasiliense se enfrentaram pela 11ª rodada do Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C

Mas o local lamentavelmente não está liberado para o público, e a peleja teve portões fechados. Não me lembro a última vez que acompanhei um jogo com situação assim, e devidamente credenciado entrei no campo e posso dizer que é muito esquisito ver um jogo de futebol sem nenhum torcedor. Esquisito também é notar que a antiga numerada coberta do local agora é só um imenso gramado. Bizarro, pra dizer o mínimo. 


Triste visão das arquibancadas vazias do Bruno José Daniel. Foto: Fernando Martinez. 

Só que isso não quis dizer que a fanática torcida do Ramalhão não se fez presente nas redondezas do Brunão. O pessoal cercou o estádio para empurrar o time nesse decisivo jogo da terceirona nacional. No antigo portão principal, grande parte do pessoal se aproveitou do grande espaço e dali acompanhou a movimentação dos atletas. Isso se falar do povo que subiu em inúmeras árvores ao redor do estádio. 


Torcedores marcando presença mesmo em jogo de portões fechados no melhor esquema "quem não tem cão, caça com gato". Foto: Fernando Martinez. 

Bom, e mesmo com outros fotógrafos em campo, somente eu fiz as imagens os times posados. Elas seguem abaixo: 


EC Santo André - Santo André/SP. Foto: Fernando Martinez. 


Brasiliense FC - Taguatinga/DF. Foto: Fernando Martinez. 


O árbitro Leandro Júnior Hermes (PR), os assistentes Luiz Santos Renesto (PR) e Rafael Trombeta (PR) e o quarto árbitro Flávio Rodrigues de Souza (SP) junto com os capitães Júnior Paulista (SA) e Rui Cabeção (Bra). Foto: Fernando Martinez. 

Somando até então três jogos sem vitória (um empate e duas derrotas), o Ramalhão precisava vencer para espantar a crise. Além disso, um revés levaria a equipe à zona de rebaixamento. Mas apesar de jogar em casa, o time andreense fez um primeiro tempo lamentável e foi presa fácil para a equipe amarela. 


Defesa do Brasiliense dominando a pelota no começo da peleja. Foto: Fernando Martinez. 


Ataque andreense pelo alto. Foto: Fernando Martinez. 

Em apenas 25 minutos o Santo André já estava tomando uma bucha de 3x0, placar que deixou os torcedores, antes incentivando o time e cantando músicas de apoio, revoltados e jurando do presidente ao mascote do time. O primeiro gol veio aos 4 minutos, com a conclusão de Rafael após chute da direita. 

Baiano, aquele mesmo, cobrou falta de forma perfeita aos 18 e fez o segundo, enquanto Jorge Henrique marcou o terceiro aos 25, em bom lance dentro da área e chute forte no canto direito. A equipe visitante ainda teve oportunidade de ampliar ainda mais a vantagem, mas pecou no preciosismo. Márcio Fernandes, técnico do Brasiliense que estreou nessa rodada, foi à loucura com os gols perdidos. 


Cobrança de falta que originou o segundo gol do Brasiliense. Foto: Fernando Martinez. 


Baiano saindo para comemorar seu belíssimo gol. Foto: Fernando Martinez. 

Na saída para o intervalo o clima dentro de campo era de desânimo, e fora do estádio era de revolta. Além de ver a equipe seguir firme e forte rumo à Série D em 2013, o pessoal não se conforma (justamente) com o que fizeram com a principal casa do futebol andreense. 


Jogadores de Santo André e Brasiliense correndo atrás da bola. Foto: Fernando Martinez. 


Times alinhados para o começo do segundo tempo. Ao fundo, o gigantesco gramado no lugar da antiga numerada coberta. Foto: Fernando Martinez. 

Apesar da prefeitura local ter anunciado uma ampla reforma em 2011, nada saiu do papel. Pior, o pessoal demoliu a antiga numerada coberta e não colocou nada no lugar. O local virou um gramadão, sem nenhum indício que algo será construído por ali. Uma vergonha. A população da cidade não merece isso. Já passou da hora das autoridades locais definirem o que será feito. 


Baiano sofrendo forte marcação da zaga andreense. Foto: Fernando Martinez. 


Outra visão geral do Bruno José Daniel na quente tarde de sábado. Foto: Fernando Martinez. 

Na volta para o segundo tempo, como não tinha como ficar pior do que estava, o Santo André melhorou e equilibrou as ações. Só que o estrago já estava feito, e a chance de reverter o desastroso placar do tempo inicial era bastante improvável. E apesar da sensível melhora, o Brasiliense continuava a incomodar bastante, principalmente nos contra-ataques. 


Marcação firme do Ramalhão. Foto: Fernando Martinez. 

Mas não tivemos mais nenhuma alteração no marcador, e a peleja terminou mesmo em Santo André 0-3 Brasiliense. Foi a segunda derrota seguida do Ramalhão em casa por esse placar, e agora a equipe, ainda com 12 pontos, cai para o 9º lugar do Grupo B da Série C na temida zona do rebaixamento. O Brasiliense subiu para o 7º lugar com 14 pontos. Faltam ainda sete partidas para cada equipe. 

Na saída do estádio encontrei o amigo Mau, criador do ótimo blog As Mil Camisas, e sua simpaticíssima namorada, a Mari. Ficamos um bom tempo ali conversando sobre a trágida situação do futebol do interior paulista antes de eu seguir para a estação de trem. Voltei para casa rápido, mas no melhor esquema "embalos de sábado à noite", o dia futebolístico ainda não tinha terminado. 

Até lá! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário