Procure no JP

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Nacional vence Osasco FC mas está fora da Segundona 2012

Opa, 

Domingo com rodada decisiva da terceira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão no Estádio Nicolau Alayon era algo que não tinha como perder. Nacional e Osasco FC duelaram em busca de uma vaguinha na última etapa do certame, ambos torcendo para uma derrota do Sport Barueri, que jogava contra o Votuporanguense fora de casa. 

Fui para essa peleja junto com o Emerson, reaparecendo na casa nacionalina depois de muito tempo. Sem percalços no caminho do QG até o estádio, fui logo para o gramado sagrado da Comendador Souza para captar as imagens exclusivas: 


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez. 


Osasco FC - Osasco/SP. Foto: Fernando Martinez. 


Trio de arbitragem para a decisão com o árbitro Luiz Flavio de Oliveira, os assistentes Bruno Salgado Rizo e David Botelho Barbosa e o quarto árbitro André Luiz de Oliveira. Na imagem também os capitães das agremiações. Foto: Fernando Martinez. 

A situação do Grupo 14 já apontava o CAV garantido na quarta fase, e as outras três equipes da Grande São Paulo disputando a segunda vaga. Mas pelos lados do Nicolau Alayon pairava o medo de uma "entregada" de jogo do time de Votuporanga contra o antigo Campinas FC. Alguns não acreditavam nisso, mas eu sinceramente não colocava minha mão no fogo. 


Ataque nacionalino pelo alto no começo do jogo contra o Osasco FC. Foto: Fernando Martinez. 


Araújo atacando pela direita. Foto: Fernando Martinez. 

Alheio ao jogo no interior, o Nacional começou a peleja (que começou com inacreditáveis seis (!) minutos de antecedência) avassalador, encurralando a defesa do Osasco FC. Sem dar chance para a equipe visitante, o time ferroviário abriu o marcador logo aos 6 minutos com Ricardinho completando do meio da área uma bela jogada de Victor Sapo pela esquerda. Para melhorar a sorte nacionalina, o time ficou com um atleta a mais em campo aos 14, quando o camisa 9 osasquense foi expulso. 


Clayton saindo para o ataque. Foto: Fernando Martinez. 

O jogo estava fácil, e aos 35 o onze paulistano ampliou com Araújo chutando cruzado após boa jogada pela direita. Esse gol, somado ao placar parcial de 1x1 no outro jogo da chave estava classificando a equipe da Barra Funda. O intervalo chegou com a vantagem dos locais. Mas nem deu tempo do pessoal curtir muito a situação, pois logo surgiu a informação do segundo gol do Sport Barueri contra o CAV... Gol que devolvia a vaga para o time azul. 


Cabeçada perigosa no belo primeiro tempo da equipe ferroviária. Foto: Fernando Martinez. 


Araújo agradecendo aos céus no segundo gol do Nacional contra o Osasco FC. Foto: Fernando Martinez. 

Aí então fomos curtir o segundo tempo nas cabines de imprensa e dali ficamos um os olhos no gramado do Nicolau Alayon e com os ouvidos na Rádio Cultura de Votuporanga. E não sabemos se a vitória parcial do SCB teve influência, mas o fato é que o Nacional voltou com o freio de mão puxado para os últimos 45 minutos e viu o Osasco FC dominar as ações ofensivas, mesmo com um jogador a menos. 


Chute de longe para o time local. Foto: Fernando Martinez. 

A equipe visitante fez o primeiro aos 5 minutos com Val Ceará e depois de muito insistir deixou tudo igual aos 36, com o gol de Renato. Enquanto isso, a certeza que o jogo em Votuporanga terminaria mesmo com a primeira derrota em casa do CAV no certame era mais clara a cada minuto que se passava. Ainda mais ouvindo o que os comentaristas falavam a respeito do que estavam presenciando. 


Alysson apareceu entre a zaga osasquense e fez o gol da vitória do Nacional no último jogo do time em 2012. Foto: Fernando Martinez. 


O Osasco teve outra chance para deixar tudo igual nos acréscimos, mas o camisa 7 desperdiçou. Foto: Fernando Martinez. 

Nem o gol de Alysson aos 43 minutos, que decretou a sofrida vitória nacionalina animou a torcida presente. Com o resultado final de Nacional 3-2 Osasco FC, as duas equipes foram eliminadas em virtude do Sport Barueri ter vencido o Votuporanguense fora de casa. Foi o primeiro revés do time alvi-negro jogando no Plínio Marin nesse ano. Sem dúvida, um placar "inesperado". 


Briga entre os atletas no final da partida. Foto: Fernando Martinez. 

É complicado ir para uma rodada final dependendo de outros jogos, e o empate contra o CAV em casa, depois de estar vencendo por 2x0, e o outro empate contra o Sport Barueri na Arena foram fatais para as pretensões do Naça. Mas depois do desastre de 2011, o trabalho foi muito bem feito para esse ano, e mesmo tendo um dos times mais regulares do torneio não deu. Fica a certeza que o que foi feito em 2012 pode ser repetido no ano que vem e, com algumas melhorias necessárias, talvez a esperada volta para a A3 se concretize em 2014. 

Complicado só imaginar que nem bem setembro começou e o Nacional ficará sem atividade no profissionalismo até maio do ano que vem. Serão "somente" oito meses sem futebol, numa mostra que o calendário das equipes da Segundona é algo completamente equivocado e absurdo. Já passou da hora de todo esse formato ser revisto pelo pessoal da FPF, pois não tem como uma equipe sobreviver com um calendário bizarro e infeliz desses. 

Agora Novorizontino, Votuporanguense, Fernandópolis e Olímpia fazem parte de uma chave e São Vicente, Sport Barueri, José Bonifácio e Joseense de outra em busca das quatro vagas de acesso. Já tenho minha torcida para quem quero ver na A3 de 2012, mas até isso acontecer existe um abismo de distância. De qualquer forma, estaremos de olho nessa fase final. 

E logo após essa manhã decepcionante, saímos com destino ao interior do estado, aonde mais um campeonato se iniciou e aonde tivemos a oportunidade única até então de incluir um time tradicionalíssimo nas nossas Listas. 

Até lá! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário