Procure no JP

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

JP de volta à Santa Rita do Sapucaí na Segundona Mineira

Fala, pessoal! 

No final do sábado já tinha programado tudo para o domingo futebolístico. Mas uma ligação às 5 da matina me fez mudar toda a agenda. Ao invés de ficarmos em terras paulistas, fomos (depois de muito tempo) até o estado de Minas Gerais para um joguinho do genial Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. A pedida foi seguir até a aprazível Santa Rita do Sapucaí para assistir o jogo Santarritense x União Luziense, pela 4ª rodada da Chave A. 

Legal que também foi a primeira viagem inter-estadual da novíssima "Viatura JP #2" do Emerson. E diferente do que acontece na maioria das vezes, dessa vez o seu Natal foi de carona, batendo uma soneca depois de uma noite bem agitada. Tomamos um café da manhã esperto na Rua São Jorge e dali saímos para percorrer os 220 quilômetros de distância que separam a capital bandeirante 

Os 220 quilômetros de distância foram percorridos de São Paulo até a "Capital da Tecnologia" com um papo completamente cultural e trilha sonora de Ramones, The Who e Beatles, entre outros. Faltando cerca de 20 minutos para o apito inicial, já nos encontrávamos nas dependências do simpático Estádio Coronel Erasmo Dias Cabral. 

Nem bem entramos em campo e um dos diretores da Santarritense, José Romildo Bueno, o Bugalu, veio nos receber e agradecer a visita. É uma tônica sermos muito bem recebidos em Minas Gerais, nos diversos estádios que já visitamos. Ele também forneceu uma camisa da gloriosa agremiação para sortearmos numa data futura. Um prêmio absolutamente imperdível. 


Genial trator com um mecanismo para molhar o gramado em escala industrial. Nem assim ajudou muito, já que o clima seco dos últimos tempos está insuportável. Foto: Fernando Martinez.

Logo os times entraram em campo e também fomos gentilmente reconhecidos pelo preparador de goleiros do União Luziense, que foi muito simpático e gostou de saber que o JP estava por lá. A equipe de Santa Luzia foi fundada em 1973 e tem parceria com o Cruzeiro. O Lobo Guará bateu na trave em 2011 e quase subiu para o Módulo II, mas foi eliminado pelo Araxá na semi-final. Nesse ano, o time é líder da Chave A, que também conta com Guaxupé e Jacutinga. Ah, e pra variar só nós fizemos as imagens oficiais: 


Santarritense FC - Santa Rita do Sapucaí/MG. Foto: Fernando Martinez. 


União Luziense EC - Santa Luzia/MG. Foto: Fernando Martinez. 


Trio de arbitragem da partida junto com os capitães. Foto: Fernando Martinez. 

Precisando da vitória para não ficar numa situação complicada no certame, o Santarritense não conseguiu superar a boa atuação da zaga do onze visitante. O pessoal local tentou, tentou, tentou, mas não chegou nem perto de abrir o marcador. O União Luziense jogou mais bola e conseguindo se adaptar melhor ao forte calor, criou chances, mas pecou no toque final. 


Chegada ofensiva do União Luziense no comecinho da peleja. Foto: Fernando Martinez. 

Durante o jogo, conversava com o Emerson sobre as condições do Coronel Erasmo Dias Cabral. A capacidade máxima do local não deve ultrapassar a marca de mil pessoas, alguns alambrados estão desgastados e as instalações são acanhadas. Só que isso não impede da partida transcorrer de forma normal e sem maiores problemas. 


Troca de passes na defesa do onze local. Foto: Fernando Martinez. 


Goleiro do União subindo no terceiro andar para fazer a defesa. Foto: Fernando Martinez. 

Diferente do que acontece nas divisões inferiores do campeonato paulista, aonde um clube precisa comprovar uma capacidade de cinco mil pessoas no seu estádio caso queira disputar a última divisão, em Minas Gerais isso não acontece. A FMF, assim como várias outras federações pelo país, não tem essa obrigatoriedade. Ali, se um time indicar um campo com uma capacidade qualquer, pode jogar sem problemas desde que comprove a segurança do público, sendo de 100 ou 1000 pessoas. 

Ao nosso ver, e junto com o baixo valor da taxa de filiação (que é assunto para outra hora) essa é a melhor forma de fazer com que times antigos e equipes novas possam fazer parte do futebol profissional. Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, etc, etc, fazem... Então por qual motivo São Paulo não pode seguir nessa mesma toada? 


Santarritense tentando marcar pelo alto. Foto: Fernando Martinez. 

O papo ainda fluía sobre isso quando o árbitro encerrou o tempo inicial sem a abertura do marcador. No intervalo fomos fazer o abastecimento com refrigerantes comum em temperaturas altas como a que estava. Fomos também andar um pouco pelas dependências do local. Vimos então uma situação absolutamente surreal. 


Cobrança de falta para os donos da casa no tempo final. Foto: Fernando Martinez. 

Na saída do time do União Luziense para os vestiários, um torcedor acabou xingando um dos atletas, e foi prontamente detido (!) pelos policiais locais. Isso mesmo, o cara só deu uma xingadinha básica e acabou sendo levado para o xilindró. A turma do deixa disso apareceu e tentou convencer as autoridades desistirem do ato, mas nada adiantou. No final das contas, e sem entender o motivo real disso, ele foi levado ao vestiário da arbitragem (!), e depois de alguns minutos de confabulação desapareceu sem deixar rastros. Bizarro. 


Momento em que o "infrator" foi levado pelos policiais para conversar com autoridade máxima em campo, o árbitro. Não, nós também não entendemos o motivo. Foto: Fernando Martinez. 

Na volta para o tempo final o União Luziense continuou melhor, travando todo o jogo do Santarritense e não deixando que o time local conseguisse èxito nas investidas ofensivas. A torcida já estava um tanto quanto impaciente quando, por volta os 25 minutos, o onze visitante teve uma sequência de sete ou oito escanteios seguidos a favor. 


Disputa de bola no meio de campo. Foto: Fernando Martinez. 

A equipe do Sul de Minas conseguiu se segurar até o penúltimo, mas no último córner o União marcou o primeiro. A bola foi alçada da direita e depois de um dos jogadores do time tocar no primeiro pau, ela foi parar livre no segundo, e Rodrigo Vítor, livre de marcação, só teve o trabalho de cabecear para as redes. Eram corridos 28 minutos do tempo final. 


Detalhe do lance que originou o gol do União no jogo. À direita na foto, o camisa 7 do União Rodrigo Vítor estava a segundos de marcar o seu. Foto: Fernando Martinez. 


Lance de Santarritense x União Luziense. Foto: Fernando Martinez. 

Atrás no marcador, o time da casa tentou fazer uma blitz para ao menos buscar o empate. Mas a manhã não era mesmo para o time azul e amarelo, e ao final dos 90 minutos o jogo terminou mesmo em Santarritense 0-1 União Luziense. Após esse triunfo, o time de Santa Luzia somou oito pontos na tábua de classificação. Com a vitória no meio de semana contra o Guaxupé a equipe garantiu o primeiro o lugar na Chave A e uma vaga na segunda fase. O time de Santa Rita do Sapucaí empatou no meio de semana e foi eliminado da competição sem vitórias e sem marcar nenhum gol, ainda faltando um jogo para acabar a fase. 

Conversamos novamente com o José Romildo Bueno antes de irmos embora, e notamos que o clube é mais um daqueles que vive em virtude da boa vontade de alguns abnegados. Não é fácil manter um time profissional na organização atual do futebol brasileiro. Por isso, independente de campanha dentro das quatro linhas, temos que aplaudir de pé o esforço árduo dessas pessoas, que ainda deixam vivos os sonhos de muitos. 

O papo estava bom, mas era hora de ir embora. Fomos então conhecer a pequena e simpática cidade de pouco mais de 40 mil habitantes. Almoçamos num belíssimo e fantástico restaurante da cidade e dali pegamos a estrada com destino à capital paulista. Por se tratar de volta de feriado, fizemos um "pequeno" desvio de 100 quilômetros pela Serra da Mantiqueira para fugir da Fernão Dias e vimos paisagens absolutamente fantásticas antes de cairmos na Via Dutra. Sete horas depois, chegamos em casa mais uma vez com aquela sensação de dever cumprido. 

Esperamos outras dessas em breve! 

Até a próxima! 

Fernando

Um comentário:

  1. RAPAZ, O CARA FOI PRESO MESMO ? KKKKKKK
    IMAGINA SE A MODA PEGA HEIM !!!

    Abraços
    ELTON (SERTÃOZINHO/sp)

    ResponderExcluir