Procure no JP

terça-feira, 15 de maio de 2012

No sufoco, Mauaense vira contra o Guarujá e é líder do Grupo 7 da Segundona

Fala, pessoal! 

A madrugada de sexta para sábado teve apenas quatro horas de sono, e mesmo com bastante frio levantei cedinho, já que a pedida do dia era acompanhar uma rodada dupla pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão. A jornada começou na cidade de Mauá, aonde Mauaense e Guarujá se enfrentaram pelo Grupo 7 do certame no Estádio Pedro Benedetti

Tive a companhia dos amigos Renato, Sérgio e Paulo "Shrek", dessa vez dando uma simpática carona no seu possante. Mesmo tendo perdido a hora, não tivemos muitos problemas para chegar na casa do Grêmio. Na entrada principal do lugar encontramos os abnegados amigos que estão sempre acompanhando o onze local, como o Luiz Fôlego e o Leandro. Também lá o Roberto Rocha, lamentando mais uma vez a não participação do Palestra nesse ano. 

Como todos podem imaginar, logo fui para o gramado fazer as fotos oficiais das equipes. Ah, deixo um abraço também ao Marcos Bruno, agora trabalhando como gerente de futebol do time do litoral. Deixamos aqui um abraço a ele e torcemos pelo sucesso na nova empreitada. 


GE Mauaense - Mauá/SP. Foto: Fernando Martinez. 


AD Guarujá - Guarujá/SP. Foto: Fernando Martinez. 


Trio de arbitragem da peleja composto pelo árbitro Leandro Carvalho da Silva e os assistentes Marcelo Ferreira da Silva e Vitor Salzani, e o capitães das duas agremiações. Foto: Fernando Martinez. 

Na primeira rodada o Mauaense empatou fora de casa com o São Bernardo, enquanto o Guarujá também empatou, mas dentro dos seus domínios, o clássico contra o Jabaquara. Aliás, na minha humilde visão o Grupo 7 da Segundona desse ano é um verdadeiro "Grupo da Morte". Todas as equipes tem condições de passar para a segunda fase, o que faz com que cada partida seja uma verdadeira decisão. 


Ataque do Grêmio Mauaense na direita. Foto: Fernando Martinez. 

O pequeno público que enfrentou o frio para torcer para o time local sofreu durante quase o jogo todo, pois o Mauaense não conseguiu mostrar um bom futebol e viu o Guarujá comandar as ações durante quase a totalidade da peleja. O primeiro tempo teve poucas chances para a equipe da Grande São Paulo, enquanto os visitantes jogaram o fino da bola. 


Saída do arqueiro do Guarujá em cobrança de escanteio local. Foto: Fernando Martinez. 


Mais uma tentativa de ataque do onze de Mauá. Foto: Fernando Martinez. 

Só que mesmo melhores em campo, o domínio não foi traduzido em gols, e a etapa inicial terminou sem a abertura do marcador. O intervalo serviu para que fosse fazer meu café da manhã na porta do estádio. Como sempre muito natural, com uma latinha da refrigerante e um fantástico pastel de queijo. Café tomado, voltei para o campo de jogo acompanhar a etapa final. 


Disputa de bola pelo alto no meio de campo. Foto: Fernando Martinez. 


O Mauaense chegava, mas pecava no último toque. Foto: Fernando Martinez. 

Os últimos 45 minutos começaram do mesmo jeito dos primeiros: Guarujá no ataque e Mauaense tentando o gol apenas em contra-ataques. Para a festa de cerca de 20 pessoas que estavam torcendo para a equipe guarujaense, aos 18 minutos o time abriu o marcador de forma mais do que merecida. O zagueiro Alexandre marcou de cabeça após bola alçada vinda da esquerda. 


Lance do primeiro gol do Guarujá. O camisa 4 do time Alexandre subiu mais alto que toda a zaga do Grêmio para deixar a equipe do litoral na frente. Foto: Fernando Martinez. 

Mas nem ficar atrás no placar animou o Grêmio. A equipe parava seus ataques sempre no toque final, e os abnegados torcedores já preparavam o espírito para o pior quando finalmente aconteceu o momento chave da peleja. O técnico Souza colocou em campo aos 30 minutos o camisa 15 Jáder. Ele acabou sendo o principal jogador do onze local entrando muito bem no jogo. 


Jogadores apostando corrida na esquerda do ataque do Mauaense. Foto: Fernando Martinez. 

Três minutos depois da sua entrada, Jáder fez uma belíssima jogada pela esquerda e tocou para o meio da área. Sempre oportunista, o camisa 9 Washington recebeu e tocou de leve no canto direito do goleiro do Guarujá para deixar tudo igual no marcador. O empate fez com que a equipe acordasse e passasse os minutos restantes dentro no campo do Guarujá. 


O Mauaense buscou a virada de todas as formas, até nessa bicicleta que não funcionou muito bem. Foto: Fernando Martinez. 

Só que a equipe do litoral tem um bom time, e conseguiu segurar as investidas locais com sucesso. Aos 45 minutos porém a zaga cometeu um erro fatal. Um ataque rápido do Grêmio foi parado com falta quase em cima da linha da grande área. Willian Alves foi para a cobrança e num tirambaço colocou a pelota no ângulo esquerdo do arqueiro do Guarujá, furando a rede e virando a partida para a equipe da Grande São Paulo. 


Detalhe do tirambaço que originou a virada do Grêmio Mauaense contra o Guarujá. O goleiro não tinha como fazer nada. Foto: Fernando Martinez. 

Final de jogo: Mauaense 2-1 Guarujá. Se fosse por merecimento, o time do litoral não teria perdido essa peleja. Mas como o futebol não funciona dessa forma, o Grêmio conquistou três pontos importantíssimos, que deixaram o time na liderança do Grupo 7 ao lado do Jabaquara. Já o Guarujá fica na lanterna com um ponto conquistado em dois jogos disputados. 

Na saída do estádio o pessoal ainda quis experimentar o famoso pastel mesmo sabendo que rolaria um almoço em seguida. O amigo Renato ficou numa quebrada qualquer em São Caetano do Sul, enquanto eu, o Sérgio e o Paulo fomos comemorar o "Dia do Gordo" no recém-inaugurado KFC num shopping de tal cidade. Espetacular! Dali voltamos para a capital paulista, pois a tarde prometia bastante com a volta do time profissional do Nacional à São Paulo. 

Até lá! 

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário