Procure no JP

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Nacional triunfa no primeiro jogo em casa de 2012

Opa, 

Depois da vitória do Mauaense no sábado cedo e de comemorar o "Dia do Gordo" no KFC de São Caetano do Sul, pegamos o caminho para a capital paulista para mais um jogo do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Era a esperada hora de acompanhar o primeiro jogo do Nacional no Estádio Nicolau Alayon em 2012, jogando contra o Guarulhos

Só que a gente não contava com um trânsito completamente absurdo e sem propósito por toda a extensão da Avenida do Estado. Um caminho de menos de meia hora se transformou num caminho de mais de uma hora e 10 minutos... Um inferno. Cheguei no Nacional com o jogo já em andamento e com a peleja já marcando 1x0 para os donos da casa. 

Não satisfeito com a situação, aguardei o intervalo da partida para fazer as imagens das duas equipes. Na base da marcação cerrada, consegui as mesmas graças à simpatia do pessoal dos dois clubes. Elas seguem abaixo: 


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez. 


AD Guarulhos - Guarulhos/SP. Foto: Fernando Martinez. 

As duas equipes fazem parte do Grupo 5 da competição junto com Atibaia, União Suzano, Sport Barueri e Osasco FC. A rodada inicial foi com vitória para o time guarulhense e um empate fora de casa contra o Atibaia para o Naça. Aliás, após uma lamentável temporada em 2011, a pior da história do time, ter estreado marcando ponto foi algo extremamente louvável para a equipe paulistana. 

Logo quando entrei no Nicolau Alayon encontrei o Paolo Gregori seus filhos Lorenzo - futuro integrante do que virá a ser o Blog do Fernando em 2020 - e Vitorio. Também por lá o Álvaro e todo o pessoal da "Confraria da Comendador Souza", que sempre acompanha os jogos da parte superior da arquibancada "da direita". O que sai de história ali é brincadeira. 


Bola cruzada dentro da área do Guarulhos no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez. 


Stocco encarando a zaga guarulhense em lance do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez. 

Como disse antes, o Naça já vencia o jogo por 1x0, gol marcado por Romário. A equipe mostrou bastante vontade, algo bem diferente que que acompanhávamos nos jogos do time no ano passado. O Guarulhos escapava algumas vezes, mas nada que fosse tão perigoso. O onze local poderia ter feito uma vantagem maior, mas levou o jogo para o intervalo com a vantagem mínima. 


Escanteio para o time ferroviário no começo da segunda etapa. Foto: Fernando Martinez. 

No intervalo, além de fazer as imagens oficiais dos times, conversei bastante com os amigos presentes e fiquei dentro de campo para ver o ataque nacionalino de perto. E foram os melhores 45 minutos que vi dos três jogos que acompanhei na sexta e sábado. O Guarulhos voltou melhor e levou muito perigo à meta local nos primeiros 15 minutos da etapa final. 


Boa chance pelo alto para o Nacional no tempo final. Foto: Fernando Martinez. 

O onze guarulhense chegou a criar pelo menos três claríssimas chances de gol nesse meio-tempo, a maior delas numa inacreditável jogada aonde um dos atacantes conseguiu chutar por cima do gol uma bola quase em cima da linha e sem goleiro. Após esses 15 minutos de pressão adversária, o Naça colocou a cabeça no lugar e voltou a jogar bem. 


O camisa 11 Danilo iniciando mais um ataque nacionalino. Foto: Fernando Martinez. 

E justamente quando era melhor, o Nacional sofreu o gol de empate numa cobrança de pênalti. Mas foi uma penalidade máxima que claramente não aconteceu, pois um dos jogadores do time da Grande São Paulo tropeçou sozinho dentro da área e mesmo assim o árbitro colocou a bola na marca de cal. Nem aí para polêmicas, Bruno bateu forte aos 24 minutos e deixou tudo igual. 


De pênalti, o Guarulhos chegava ao empate com o camisa 4 Bruno enchendo o pé e fazendo o seu. Foto: Fernando Martinez. 

Após sofrer o primeiro, a partida teve o Guarulhos criando apenas uma oportunidade de gol, numa jogada em que a bola bateu na trave direita do goleiro Otávio, e o Nacional levando enorme perigo para a meta visitante com a maioria dos bons ataques sendo criados pelo bom camisa 11 Danilo. O time chegou muito perto de fazer o segundo, mas parecia que a tarde não seria feliz para a torcida ferroviária. 


Éverton subindo sozinho para cabecear a bola para o fundo das redes do Guarulhos. Foto: Fernando Martinez. 


Comemoração merecida do segundo gol do Nacional. Foto: Fernando Martinez. 

Parecia, pois aos 43 minutos Éverton completou de cabeça um bom cruzamento vindo da direta e colocou a pelota no canto direito do goleiro Guilherme. Um gol mais do que merecido ao time que jogou melhor. Final de jogo: Nacional 2-1 Guarulhos. Para um time que fez ridículos cinco pontos nos 14 jogos de 2011, ter quatro pontos em duas partidas é algo fantástico. Mas o grupo é complicado, e vamos esperar um pouco mais para avaliar direitinho o trabalho que vem sendo feito nesse ano. De uma coisa eu sei: o Nacional tem minha torcida. 

Antes de sair do Nicolau Alayon encontrei o pessoal da torcida do AD Guarulhos, e conversei com o amigo Régis, super gente boa e de uma simpatia incrível. Depois voltei para casa para uma noite com cinema e NBA. Graças a isso, não consegui me fazer presente em nenhum jogo no domingo, mas com certeza semana que vem tem mais. 

Até lá! 

Fernando

Um comentário:

  1. É, o trânsito para ir ao Nacional anda complicado. Sem falar nos constantes atrasos da CPTM.
    Por falar nisso, devo estar no jogo com o União Suzano, no próximo sábado. Se você for fazer esse jogo, a gente se vê por lá.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir