Procure no JP

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Paraná Clube avança para as quartas-de-final da Copinha

Olá,

Dando prosseguimento à cobertura da terceira fase (oitavas-de-final) da 40ª Copa São Paulo de Futebol Júnior, no domingo à tarde fui até a vizinha cidade de Taboão da Serra, mais precisamente ao Estádio Vereador José Ferez para ver ao vivo e em cores a partida Paraná Clube x C.A. Sorocaba, valendo por uma das oito vagas às quartas-de-final da Copa São Paulo.

Essa partida talvez tenha sido a que menos cobertura teve nessa fase, uma vez que não vi nenhuma emissora de TV ou de rádio fazendo a transmissão, tornando esse jogo meio escondido, porém os internautas que nos acompanham terão imagens e informações, pois o JOGOS PERDIDOS se fez presente e, para começar, apresento os times e os árbitros nas fotos abaixo:


Paraná Clube (Sub-20) - Curitiba/PR. Foto: Orlando Lacanna.


C.A. Sorocaba (Sub-20) - Sorocaba/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

O árbitro autorizou o início da partida e, como quase sempre vem acontecendo nos jogos da Copinha, as equipes começaram se estudando e, ao mesmo tempo, demonstrando muita disposição e empenho. À medida que o tempo foi passando, os times foram se soltando e criando jogadas mais perigosas.

O primeiro lance mais agudo foi criado pelo Atlético Sorocaba, aos 8 minutos, quando o atacante Kelvim penetrou pelo lado esquerdo e soltou uma bomba que o bom goleiro Rodolfo espalmou para escanteio. O Paraná respondeu um minuto depois, abrindo a contagem num gol marcado por Bruno em cobrança de falta pela meia direita, num lance em que o goleiro sorocabano Alisson não foi feliz.


A bola não aparece, mas esse é o lance do primeiro gol do Paraná. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no marcador, o time sorocabano acelerou o ritmo e procurou de todas as formas chegar ao empate, que esteve bem perto de acontecer aos 14 minutos, em outra jogada de Kelvim que a bola explodiu no poste direito da meta paranaense, após defesa parcial de Rodolfo.


Defesa parcial de Rodolfo que gerou rebote. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar da defesa paranista ter se postado bem em campo, o "Galo Sorocabano" continuou apertando e, novamente o atacante Kelvim, aos 24 minutos, levou perigo à meta do Paraná. Aos 29 minutos, não teve jeito e, finalmente o time paulista chegou à igualdade através de um gol anotado por Renan Bibiano aproveitando rebote da defesa adversária.

Depois de ter sofrido o gol de empate, o Paraná voltou a desenvolver um jogo mais ofensivo, criando algumas situações perigosas e quase chegou à marcação do seu segundo gol, aos 35 minutos, por intermédio de Élvis, que mesmo com o gol aberto à sua frente, mandou a bola de cabeça contra o poste esquerdo da meta sorocabana.


Defesa arrojada do goleiro atleticano. Foto: Orlando Lacanna.

Tudo indicava que a primeira etapa terminaria empatada, quando, na marca dos 45 minutos, o Paraná chegou ao seu segundo gol, novamente marcado por Bruno que, apesar de não ter estatura elevada, conseguiu mandar de cabeça a bola para o fundo da meta do Atlético, levando para o intervalo a vantagem de dois a um a favor da sua equipe.

Após o intervalo, no qual fiquei batendo um papo com o Sr. Natal, que chegou por lá depois de mim, a bola voltou a rolar e, nos primeiros minutos, surgiram lances de emoção, começando logo a 1 minuto, com o Atlético colocando a bola no travessão, numa jogada que teve a participação de Peterson. Em seguida, o Paraná deu o troco, aos 4 minutos, também colocando a bola contra o travessão adversário em jogada que começou pela direita com Vinícius, completando a quarta bola na trave até aquele momento.


Bola indo de encontro ao travessão do Paraná no primeiro minuto da segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Por incrível que pareça, após esses dois lances de maior perigo, o jogo teve uma queda de ritmo, com as equipes errando passes e cruzamentos, tornando a partida meio chata, uma vez que as jogadas não se completavam e se concentravam entre as duas intermediárias, e em alguns momentos os zagueiros davam chutões, mandando a bola para longe.

Até os trinta minutos pouca coisa aconteceu de mais importante, a não ser as tentativas do Paraná chegar ao gol adversário através de arremates de meia distância, os quais eram defendidos ou iam para fora. Enquanto isso, o Atlético buscava o empate, procurando chegar muito próximo da área paranista, cuja defesa marcava em cima e dificultava as tentativas de ataque.


Lance de ataque do Paraná na entrada da área. Foto: Orlando Lacanna.

Nos últimos dez minutos, a partida voltou a ganhar emoção, uma vez que o Atlético, naquela de "perdido por um, perdido por mil", foi com tudo para cima, tendo assustado a defesa do Paraná aos 40 minutos, quando o avante Guilherme cabeceou por cima uma bola que passou muito perto.


Última oportunidade do Atlético no fim da partida. Foto: Orlando Lacanna.

Jogo encerrado com o placar mostrando Paraná 2 - 1 Atlético Sorocaba que classificou o time paranaense para as quartas-de-final, onde enfrentará o bom time catarinense do Avaí, num duelo sulista que promete muitas emoções. Com relação ao time sorocabano, é mais um que se despede da Copinha, ao meu ver, de forma positiva, pois a sua campanha no todo foi boa.

Apito final e as despedidas de praxe, para logo em seguida retornar para a Capital, à bordo do "Possante 558", pilotado pelo Sr. Natal. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário