Procure no JP

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

América/MG massacra Ypiranga/PE e se classifica no Grupo V da Copa São Paulo

Olá,

Depois de passar o sábado em Hortolândia acompanhando duas partidas válidas pelo Grupo E da Copinha, no domingo dei uma maneirada em viagem e permaneci em São Paulo mesmo, mas obviamente não fiquei ausente dos gramados e, por conta disso, me dirigi ao Estádio Nicolau Alayon, para conferir a terceira e última rodada dupla da primeira fase do Grupo V da 40ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. A partida de abertura da rodada reuniu o tradicional América F.C. de Minas Gerais conta a S.E. Ypiranga F.C. da cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no interior de Pernambuco.

Esse confronto colocou frente a frente uma equipe que buscava a classificação (América), contra uma outra que apenas cumpria tabela (Ypiranga). Além disso, o favoritismo dos mineiros era flagrante e havia no ar, um clima de goleada, até porque os americanos necessitavam fazer um bom saldo de gols, visando alcançar a passagem para outra fase da competição.

Tão logo as equipes entraram em campo, lá fui eu tirar as tradicionais fotos oficiais dos protagonistas do espetáculo, as quais, são exclusivas e estão abaixo:


América F.C. (Sub-20) - Belo Horizonte/MG - Foto: Orlando Lacanna.


S.E. Ypiranga F.C. (Sub-20) - Santa Cruz do Capibaribe/PE - Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem. Foto: Orlando Lacanna.

Com poucos minutos de bola rolando, já era possível perceber as diferenças entre as equipes, tanto no aspecto técnico, como no físico e não demorou muito para o "Coelho" abrir o placar, numa cobrança de pênalti, através de Danilo aos 8 minutos.


Pênalti cometido pelo goleiro do Ypiranga que originou o gol inaugural do América. Foto: Orlando Lacanna.

A abertura do marcador com tão pouco tempo de jogo, fez com que o América levasse o jogo num ritmo quase de treino, com a certeza de que outros gols sairiam normalmente ao longo da partida e, não deu outra, uma vez que aos 20 minutos, os mineiros chegaram ao segundo gol, anotado por Thiago, num arremate perfeito de primeira que entrou no alto da meta dos pernambucanos.


Marcação do zagueiro do Ypiranga com tentativa de "estrangulamento". Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo totalmente dominado, o Ypiranga praticava um jogo limpo, sem apelar para jogadas mais ríspidas. Por outro lado, o América encontrando facilidades para desenvolver seu jogo, foi marcando novos gols sem maiores dificuldades, melhorando seu saldo, tão necessário para buscar a classificação. O terceiro gol, de autoria de Gláucio, saiu aos 32 minutos e cinco minutos depois, o ala Patrick mandou a bola para o fundo da rede pernambucana pela quarta vez.

Quando a tendência indicava que a primeira etapa terminaria com a boa vantagem de quatro gols para os americanos, o marcador foi alterado por mais duas vezes, aos 45 e 46 minutos, através de Thiago e Léo, levando para o intervalo o placar de 6 a 0 a favor do América.


Bola morrendo no fundo da rede no quinto gol americano. Foto: Orlando Lacanna.

Durante o intervalo, o papo que rolava era sobre quantos gols mais o América iria fazer, até porque a primeira etapa tinha sido um verdadeiro passeio dos mineiros. A dúvida era se o América manteria o mesmo ritmo ou se iria pisar no freio. A resposta começou a ser dada logo aos 9 minutos, quando Danilo anotou o sétimo gol do time verde e preto.


Mais um gol do América, agora o sétimo. Foto: Orlando Lacanna.

A fome de atacar do América continuava, tanto que aos 12 minutos, conseguiu o segundo pênalti na partida, só que dessa vez, a bola foi chutada contra o poste esquerdo e no rebote a zaga conseguiu aliviar e, dessa forma, a oportunidade do oitavo gol foi para o espaço. Um minuto após, outra bola se chocou contra o mesmo poste esquerdo, fazendo com que a defesa do Ypiranga não tivesse um tempinho para respirar, pois a bola ia e voltava muito rápido para o campo de ataque do América, parecendo que só um time estava jogando.


Jogada de ataque dos americanos pela esquerda na segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Depois dos quinze minutos, o América deu uma afrouxada no ritmo e começou a enfeitar algumas jogadas, dando aquele toquinho a mais sem necessidade e, com isso, foi irritando a torcida que queria ver mais gols. Para alegria do público presente, que na sua grande maioria apoiava os nordestinos, saiu o gol de honra do Ypiranga, marcado aos 32 minutos, por intermédio de Álisson, num verdadeiro golaço que arrancou aplausos dos torcedores.

Por conta da reação do público, os mineiros voltaram a jogar como antes e, naturalmente, foram criando novas chances de gols, até que chegou ao oitavo, aos 44 minutos, marcado por Washington.


Uma das chances desperdiçadas pelo ataque mineiro no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Jogo encerrado com o resultado incomum de América 8 - 1 Ypiranga que deixou os mineiros em posição super confortável para seguir na Copinha, tanto podendo conseguir a vaga como primeiro colocado do grupo, dependendo do resultado do jogo de fundo (Nacional x Avaí), como pelo índice técnico. Quanto ao Ypiranga, só resta retornar ao seu estado, orgulhoso por ter participado de um evento futebolístico tão importante.

Ao término da partida, voltei para minha posição no gramado, junto à linha lateral, para começar mais uma sessão de fotos, agora envolvendo os personagens da segunda partida. Aguardem.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário