Procure no JP

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Juventude derruba Trem e fica perto da classificação no Grupo D da Copinha

Olá,

Fechando minha rodada dupla da última quarta-feira, após ter acompanhado o jogo inicial entre Primavera e São Caetano, cujo post já está publicado, permaneci no Estádio Ítalo Mário Limongi em Indaiatuba para conferir a partida de fundo que reuniu o Trem D.C. e o E.C. Juventude. válida pela segunda rodada do Grupo D da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Com a derrota do time da casa na primeira partida, boa parte do público deixou o estádio, porém os torcedores que permaneceram, adotaram o time do Trem para torcerem, sendo que a cada jogada do time do Amapá, a torcida local fazia a festa. Antes de começar a falar da partida, vamos com as fotos oficiais dos protagonistas, cujas imagens forma captadas pelas lentes do JP.


Trem D.C. (Sub-20) - Macapá/AP. Foto: Orlando Lacanna.


E.C. Juventude (Sub-20) - Caxias do Sul/RS. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

A partida teve início e logo no começo foi possível observar que seria um jogo de um time atacando (Juventude) e o outro quase só se defendendo (Trem). Nos primeiros trinta minutos, o time gaúcho manteve a posse de bola por mais tempo, porém apresentava dificuldades para penetrar na defesa do Trem, graças às atuações soberbas, até então, dos zagueiros amapaenses Diego e Leandro que cortavam tudo, não dando chances aos atacantes do Juventude.


Início de uma das várias jogadas de ataque do Juventude. Foto: Orlando Lacanna.

Somente aos 36 minutos o Juventude conseguiu criar uma chance real de gol, nos pés de Felipe, porém a finalização foi torta e a chance foi para o espaço.


Mais um ataque do Juventude anulado pela defesa amapaense. Foto: Orlando Lacanna.

A partir da oportunidade perdida, o time de Caxias do Sul intensificou os ataques e "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura", finalmente chegou ao seu gol, aos 44 minutos, marcado por Índio em jogada que nasceu na meia esquerda e que terminou numa finalização mascada, mas mesmo assim, o goleiro Renan não conseguiu evitar o gol inicial do time verde.

O gol inaugural gerou alívio nos meninos do Sul, enquanto os garotos do Norte demonstraram um profundo abatimento, pois faltava pouco tempo para a primeira etapa terminar e o empate estava quase garantido, mas como a partida (no caso a primeira etapa) "só termina quando acaba", não teve jeito e o gol gaúcho estava estampado no placar.


Ataque gaúcho de cabeça baixa com o zagueiro do Trem de bochecha cheia. Foto: Orlando Lacanna.

No intervalo desse jogo, mesmo com a temperatura um pouco mais camarada, não teve jeito e o programa foi ingerir água e mais água e me acomodar numa tenda destinada ao quarto árbitro e aos policiais. A bola voltou a rolar e não demorou muito para o Juventude aumentar o placar, agora num gol marcado por Gustavo, aos 6 minutos, numa jogada em velocidade que começou pelo lado esquerdo.


Início do lance que originou o segundo gol do Juventude. Foto: Orlando Lacanna.

Com a vantagem de dois gols conseguida logo no começo da etapa final, o Juventude deu uma freada no ritmo e, ao mesmo tempo o Trem dava sinais de que partiria com tudo ao ataque visando diminuir a diferença, mas aí ficou flagrante a falta de calma do time nortista, facilitando a tarefa da defesa do Juventude.


Falta a favor do Trem no período em que tentou diminuir a diferença. Foto: Orlando Lacanna.


Lance de ataque do Juventude no começo do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Dos vinte minutos em diante, à medida que o tempo ia passando, o ritmo do jogo ia caindo, tanto que até por volta dos trinta e cinco minutos, não aconteceu nada que merecesse destaque.

Quando tudo indicava que nada mais aconteceria de importante na partida, eis que deu a louca nos dois times que desandaram a marcar gols um atrás do outro, voltando a colocar emoção na partida. Tivemos a marcação de três gols em apenas cinco minutos. Aos 40 minutos, Zézinho marcou o terceiro gol sulista, com Eliel diminuindo para os amapaenses aos 43 minutos, e finalmente aos 45 minutos, o meia Bolacha decretou o placar final da partida que acabou sendo Trem 1 - 4 Juventude.

Esse resultado colocou os gaúchos muito perto da classificação à próxima fase, pois um empate contra o Primavera na última rodada, garante a presença do Juventude no mata-mata. Com relação ao Trem, resta disputar a última partida e retornar ao Amapá com a sensação de ter cumprido seu dever. Jogo encerrado e início da correria para retornar a São Paulo em cuja viagem rolaram alguns contatos com o Fernando aqui do JP, com o objetivo de planejar as próximas coberturas a serem feitas.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário