Procure no JP

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Palmeiras anota sua maior goleada na história da Copa do Brasil sub-17

Texto e fotos: Fernando Martinez


Depois de um domingo em que tudo deu errado, a noite de terça-feira reservou uma grata surpresa. Fui de novo ao Allianz Parque acompanhar o duelo de ida da segunda fase da Copa do Brasil sub-17 entre Palmeiras e Confiança. O alviverde era franco favorito, o que eu não contava era que estava prestes a ver outra goleada monstro pouco tempo depois do 14x0 de Cotia.

Na primeira fase o alviverde não tomou conhecimento da Desportiva Paraense e aplicou um 9x0 também na capital paulista. Jogando contra o Confiança, time de Série B e que eliminou o Ríver jogando no Piauí, achei que pudesse ser um confronto relativamente parelho, apesar do favoritismo paulista. Vale lembrar que a fase de oitavas de final é disputada em ida e volta.



Visão geral do Allianz Parque para Palmeiras x Confiança e o árbitro batendo aquele papo com os capitães

Cheguei no estádio cedo e fiquei um bom tempo conversando com a simpática assessora de imprensa do Palmeiras. Ela me informou, entre outras coisas, que a ideia é que o local seja utilizado com mais frequência pela base mesmo quando a torcida retornar. Notícia boa pensando em todos que ainda não conhecem a cancha. Foi quase uma hora de papo até que eu subi para as limpíssimas cabines de imprensa, algo raro.

A partida começou e aos dois minutos o Palmeiras mostrou o cartão de visitas com o gol de Thalys de cabeça. Já deu aquela animada na esperança de ver muitos gols. Aos 15, Daniel ampliou completando cruzamento de Robert. Após o 2x0 no placar, os locais sossegaram o facho e atacaram com menos intensidade. Mesmo assim o Confiança pouco fez e não foi páreo. Apesar de criarem quatro boas chances, o marcador permaneceu sem alterações.



Dois ataque do Palmeiras no primeiro tempo. Os donos da casa não foram tão perigosos assim durante os 45 minutos iniciais


Um raro escanteio a favor do time sergipano


Marcador do Confiança fazendo um balé para tentar interceptar o passe adversário

Dava para sentir que se forçassem um pouco a defesa do Dragão poderia sair uma goleada. Confiei nos atacantes alviverdes, desci das cabines e fui acompanhar o ataque paulistano de perto nos últimos 45 minutos. Foi a melhor decisão que poderia ter tomado pensando em captar fotos boas. O Confiança sofreu do começo ao fim e saiu de campo com uma goleada monstro na sacola.

João, goleiro sergipano e grande destaque da noite, não queria deixar a rapaziada da casa comemorar e salvou três gols certos dos cinco aos sete minutos. Luís Guilherme e Wendell por duas vezes ficaram no quase. O Confiança segurou a onda até os 13 minutos, momento em que Daniel aproveitou passe de cabeça de Luís Guilherme e marcou pela terceira vez. Depois disso, foi um massacre.

Allan anotou aos 15 e aos 25, chegando aos 5x0. Cauâ Vinícius bateu pênalti sofrido por Daniel aos 27, Wendell deixou o dele aos 35 e na sequência Daniel, um dos melhores do onze palestrino, anotou o oitavo aos 36. Na arquibancada passei a acreditar que os dois dígitos eram uma possibilidade enorme. Aos 40 Kauã Oliveira fez o nono e no último lance, Luís Guilherme recebeu belo passe de Wendell e fechou a fatura.


Se na etapa inicial o alviverde não foi tão incisivo, na etapa final o cenário foi bastante diferente. A zaga do Confiança sofreu durante todo o tempo


Luís Guilherme ajeitando para Daniel (no meio da área) marcar o terceiro gol alviverde


Allan tocando na saída de João... 4x0


De novo Allan marcou. Ele recebeu na esquerda e acertou um chutaço sem chances para João. Era o quinto tento palmeirense


Kauan Vinícius bateu pênalti de forma primorosa e fez o sexto gol da noite


Detalhe do sétimo gol. Wendell fez aproveitando rebote de João em chute de Danilo


Foi uma cabeçada até certo ponto sem muita pretensão, mas a trajetória da bola pegou João de surpresa. Daniel fez o seu terceiro e o oitavo gol paulista


Kauã Oliveira comemorando o 9x0 aos 41 do tempo final


No último lance da noite Luís Guilherme recebeu na esquerda, invadiu a área e bateu na saída de João. Era o décimo gol dos donos da casa

Fim de cotejo: Palmeiras 10-0 Confiança. Foi a maior goleada do alviverde na história da competição e a quinta maior em todos os tempos. Detalhe: das cinco maiores, quatro aconteceram em 2021, entre elas o São Paulo 14x0 Santo Antônio/MS, a maior de todas. Isso mostra que a parada da pandemia fez muito mal aos times pequenos. Bom, o compromisso de volta será apenas protocolar, já que obviamente o onze paulista não vai perder por dez gols de diferença. Apesar de tudo, parabéns pela atuação digna do time nordestino.

Dando aquela olhada marota na minha lista de jogos, vi que foi o sexto 10x0 da vida, o primeiro desde o Portuguesa 0x10 Santos pelo Paulista Feminino em 2018. Também foi a 15ª vez em 3.192 partidas que vi uma equipe marcar dez gols ou mais. Digamos que não é toda hora que vejo algo assim.

Com essa cobertura encerrei os trabalhos no mês de agosto. Setembro começou cedo, na manhã do dia 1º, com uma visita a um aniversariante ilustre.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: Palmeiras 10x0 Confiança

Local: Allianz Parque (São Paulo); Árbitro: José Guilherme Souza/SP; Público e renda: Portões fechados; Cartão amarelo: Wendell; Gols: Thalys 2 e Daniel 16 do 1º, Daniel 13, Allan 16, 25, Kauan Vinícius 28, Wendell 35, Daniel 36, Kauã Oliveira 41 e Luís Guilherme 45 do 2º.
Palmeiras: Addi; Robert (Zuin), Mina, Serafim (Kauã Oliveira) e Léo; Jean Carlos (Kauan Vinícius), Marquinhos (Allan), Luís Guilherme e Thalys; Daniel (David Kawan) e Canadá (Wendell). Técnico: Orlando Ribeiro.
Confiança: João; Thassyo, João Vítor, Dudu e Luciano (Gabriel Bezerra); Seedorf, Robert, Kauan e Thayran (Diogo); Matheusinho e Thewilly (Matheus Estevão) (Gilvan). Técnico: Marcílio Campos.
._________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário