Procure no JP

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Independente dá trabalho e arranca um ponto no Parque São Jorge

Texto e fotos: Fernando Martinez


Eu desacostumei total a acordar tão cedo, principalmente em um fim de semana. Acontece que sábado eu resolvi emplacar o velho programa dos sábados de manhã indo ao Estádio Alfredo Schurig para uma rodada dupla infantil e juvenil. Abri os trabalhos no Campeonato Paulista sub-15 com o duelo diferente entre Corinthians e Independente de Limeira.

Minha última jornada em dobro nesses torneios tinha sido nas duas decisões que o Palmeiras chegou em 2019 contra Santos (vitória por 5x0) e São Paulo (vitória no tempo normal e derrota nos pênaltis), respectivamente pelo sub-15 e pelo sub-17. No ano passado, por causa da pandemia, os certames não foram realizados e tivemos apenas o sub-20, algo que não acontecia desde os anos 1930. Retornando ao calendário em 2021, 42 times estão divididos em sete grupos com seis clubes cada e os dois primeiros passam de fase junto com os dois melhores terceiros colocados.

Campeão seis vezes desde a reorganização de 1980, o Corinthians começou a luta pelo sétimo título com três vitórias em três rodadas, duas delas por goleada: 8x0 contra o Guarani e 9x0 em cima do Rio Branco. Do outro lado, o Galo da Vila Esteves teve um belo início e era o vice-líder do Grupo 4 com dois triunfos e um empate. Por jogar em casa, o alvinegro paulistano levava um certo favoritismo, mas com certeza o Independente não venderia barato o resultado.




A foto dos times, do Corinthians e dos capitães com o quarteto de arbitragem deu certo, o problema foi a minha câmera dar pau justamente na foto do Independente... um crime!

Foram os donos da casa quem abriram o placar aos 15 minutos com Gabriel usando a cabeça. O mosqueteiro chegou perto de ampliar em duas oportunidades. O Independente acordou apenas no fim e quase empatou em tiro na trave aos 27 e aos 31 com finalização da direita e grande intervenção de Bizzon. No intervalo, o Corinthians vencia pela contagem mínima.

Na etapa final a peleja, que já estava boa, melhorou. O onze paulistano voltou com tudo e o goleiro do Independente fez duas ótimas defesas aos cinco e aos 15. Só que no minuto seguinte o Galo emendou um grande contra-ataque e igualou com Felipe. Sem vacilar, os corintianos retomaram a vantagem quatro minutos depois em boa troca de passes do setor ofensivo e conclusão de Guilherme.




Três momentos do primeiro tempo na Fazendinha



Felipe Gabriel deixou tudo igual aos 16 do tempo final



O Corinthians tentou mas não conseguiu fazer o terceiro gol para derrotar o bom time do Independente

Quem pensava que os visitantes sentiriam o golpe se enganou, pois decorridos 29 minutos, empataram novamente com o gol contra de Augusto. Quando o tempo regulamentar terminou, o Corinthians 2-2 Independente se mostrou um resultado justo para uma grande partida de futebol. Arrisco dizer que ambos estarão entre os classificados da chave.

Feliz eu estava com a preliminar e o jogo de fundo destruiu minha alegria. Esperava uma peleja minimamente interessante pelo sub-17 e acabei ganhando um dos piores do ano.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: Corinthians 2x2 Independente

Local: Estádio Alfredo Schurig (São Paulo); Árbitro: Gabriel Henrique Bispo; Público e renda: Portões fechados; Gols: Gabriel 15 do 1º, Felipe Gabriel 16, Guilherme 20 e Augusto (contra) 29 do 2º.
Corinthians: Bizzon; Pellegrin, Matheus Rocha, Augusto e Kaio; Yago (Vitinho), Guilherme, Yuske (William) e Bahia; Gabriel (Giovanni) e Juninho. Técnico: Ramon Lima.
Independente: João Gabriel; Igor Medeiros, Pedro Henrique, Luiz Santos (Icaro Jacob), Carlos Lira, Felipe Gabriel, Kauan, Murillo, Caio (João), Gustavo (Gabriel Silva) e Erick. Técnico: Rômulo Vieira.

PS: No Paulista sub-15, são dois tempos de 35 minutos cada e não há distribuição de cartões.
._________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário