Procure no JP

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Palmeiras Campeão Paulista sub-15 de 2019

Texto e fotos: Fernando Martinez


Encerrada a cobertura na Copa do Mundo sub-17 no último domingo, na quarta-feira tivemos uma rodada dupla de respeito no Estádio Paulo Machado de Carvalho. A velha cancha viu três finais de categorias de base da FPF, todas envolvendo o alviverde da Zona Oeste da capital. A jornada começou bem cedo com a decisão do Campeonato Paulista sub-15 reunindo Palmeiras e Santos.

O torneio começou em abril e desde o começo uma equipe pintou com um favoritismo imenso. O São Paulo FC atropelou todos os adversários nas três primeiras fases e chegou na semifinal com absurdos 97.5% de aproveitamento. Na ida contra o Peixe tudo deu errado e a surpreendente derrota por 3x0 foi um banho de água fria. O triunfo pela contagem mínima na volta não foi capaz de garantir a classificação. O alvinegro, no alto dos seus 23 pontos a menos, se classificou no saldo de gols.

Quem gostou da eliminação do tricolor foi o escrete palmeirense, dono da segunda melhor campanha e ostentando a invejável marca de quase 86% de aproveitamento. Claro, o título é decidido dentro de campo, mas não há como negar o fato de que foi um alívio não ter o clube do Morumbi do outro lado. Na Vila Belmiro Palmeiras e Santos ficaram no zero. Um novo empate faria a taça ser decidida nos pênaltis.


Sociedade Esportiva Palmeiras (sub-15) - São Paulo/SP


Santos Futebol Clube (sub-15) - Santos/SP


Capitães dos times junto com o árbitro José de Araújo Junior, os assistentes Igor César Bertozzi e Bruno Nunes de Moraes e o quarto árbitro João Batista Avelino



Taças destinadas ao campeão e ao vice do Campeonato Paulista sub-15 de 2019

Apesar do apito inicial estar marcado para às nove da matina e do calor que já era forte, um público legal esteve no Pacaembu. Quando a bola rolou, confesso que há bastante tempo não via uma final com tanto domínio. O alviverde não deu nenhuma chance ao Santos e aplicou uma goleada rara de se ver em confrontos desse quilate. O Peixe não mostrou nenhuma competitividade.

Os locais abriram o marcador aos seis minutos em cobrança de pênalti de Allan. A bola ainda tocou na trave superior antes de entrar. Aos 16, Hugo Mendes fez ótima jogada pela esquerda e cruzou. Wendell cabeceou, Vítor defendeu e no rebote Giovani ampliou. Aos 26 Wendell recebeu passe da direita e chutou cruzado no canto do arqueiro. Os 3x0 já tinham praticamente definido a fatura não só pela avassaladora atuação local como também levando em conta que o alvinegro praticamente não tinha passado do meio de campo.


O goleiro Vítor viu a pelota bater levemente na trave antes de morrer no fundo da meta... era o primeiro gol palmeirense, marcado por Allan em cobrança de pênalti


A comemoração do camisa 10 palmeirense pelo primeiro gol na quente manhã no Pacaembu


Jogador local se lamentando por ter perdido o domínio da bola


Tiro de longe no ataque palmeirense. Os avantes locais destruíram a defesa santista durante todo o primeiro tempo



Detalhe do terceiro gol do Palmeiras, marcado num chute cruzado de Wendell e a comemoração do camisa 9

Troquei de lado e continuei acompanhando o ataque alviverde nos últimos 40 minutos pois tinha convicção que a probabilidade do Santos sofrer mais gols era maior do que ele marcar algum. Estava certo. Decorridos oito minutos, Wendell escorou levantamento da esquerda, Vítor espalmou e no rebote o mesmo Wendell fez seu segundo tento na manhã, o quarto do Palmeiras. A molecada não sossegou o facho e aos 34 o marcador foi fechado. Marcos Eduardo cobrou falta na trave e Pedro Karalkovas ficou com a sobra. O camisa 12 chutou meio torto e centímetros antes dela passar a linha, Robert se esticou e completou o massacre.


Aos três do tempo final Wendell marcou o quarto tento paulistano e resolveu de vez a decisão




Lances da decisão do Paulista sub-15 entre Palmeiras e Santos no Pacaembu


O placar foi fechado com esse gol, o quinto do alviverde, feito por Robert aos 34 minutos do segundo tempo

Quando o árbitro apitou pela última vez, o placar mostrava um imenso Palmeiras 5-0 Santos. A goleada coroou a bela campanha verde: 30 jogos, 24 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas. Além disso marcaram impressionantes 107 gols e sofreram 21. Esse foi o quarto título alviverde do infantil/sub-15 desde que a competição voltou a ser realizada em 1981. As outras conquistas foram em 1985, 2016 e 2017. O Santos permanece com duas conquistas, em 1994 e 2009. O maior campeão é o São Paulo com dez canecos, seguido pelo Corinthians com sete.


Santos, o vice-campeão paulista sub-15, posando para a foto após a entrega das medalhas



O capitão palmeirense levantando a taça e todo o elenco campeão paulista sub-15 de 2019

Na hora da premiação o Santos recebeu o troféu de vice-campeão ciente que fez uma bela campanha, principalmente por terem eliminado o grande bicho-papão do torneio na semifinal. Aos palmeirenses restou a festa enorme pela merecida conquista. Além disso, a certeza de que o trabalho nas categorias de base do clube está sendo exemplar.

Não demorou e já era a hora do Majestoso que definiu o Paulista sub-17 começar. Diferente da primeira peleja, esse duelo contra o tricolor foi uma decisão absurdamente emocionante. Deu gosto de ver.

Até lá!

_________________________

Ficha Técnica: Palmeiras 5x0 Santos

Local: Estádio Paulo Machado de Carvalho (São Paulo); Árbitro: José de Araújo Ribeiro Júnior; Público e renda: Portões abertos; Cartão vermelho: Serafim 5 do 2º (*); Gols: Allan (pênalti) 6, Giovani 15 e Wendell 26 do 1º, Wendell 8 e Robert 34 do 2º.
Palmeiras: Murilo; Ratão, Mina, Serafim (Gabriel Izabel) e Hugo Mendes; Bruno Lima, Giovani (Robert), Jean Carlos (Lucas Belluco) e Allan (Pedro Karalkovas); Wendell (Endrick) e Kauan (Marcos Eduardo). Técnico: Christian Tudisco.
Santos: Vítor; Jeffinho, Gustavo Nunes (Pedrão), Gerson e Kazim; Hyan, Kaique Xing (Felipe), Miasaky (Lucas Storto) e Huguinho; Alison (Kauan) e Pedro Palhares. Técnico: Lilló.
_____________

* No sub-15 não são distribuídos cartões amarelos ou vermelhos. Uma atleta expulso de campo pode ser substituído.

© 2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário