Procure no JP

terça-feira, 24 de agosto de 2021

Colorado estreia no profissional com empate em Guarulhos

Texto e fotos: Fernando Martinez


Há quase dois anos eu não visitava o Estádio Antônio Soares de Oliveira e no domingo finalmente voltei a ver um jogo no campo do Flamengo. Mas a pedida não foi assistir o Corvo ao vivo, e sim o glorioso AD Guarulhos na estreia do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O adversário foi um estreante, o Colorado Caieiras FC, o 720º clube a fazer parte da minha Lista, em encontro válido pelo Grupo 4.

Abrimos as coberturas do dia no Barcelona 0x2 Mauaense realizado no Nicolau Alayon. Saí de lá na companhia do amigo Mário e de Uber chegamos na cancha guarulhense bem cedo. Junto com a gente um monte de pessoal de sites de apostas pintou ao mesmo tempo. A rapaziada infesta tudo que é jogo e competição. Por causa do calor, ficamos abaixo das cabines aguardando o apito inicial.


Times perfilados para a execução do Hino Nacional Brasileiro



Após muito tempo, mesmo sem entrar em campo consegui as fotos posadas para o JP. Se não fosse a gritaria da arquibancada, as equipes não posariam de jeito nenhum. Nada mais justo trazer a imagem oficial do primeiro jogo da história do Colorado


Também conseguimos a foto oficial do quarteto de arbitragem na base do grito. Posaram o árbitro Jefferson Dutra Giroto, os assistentes Bruno Henrique Moura e Benedito Alessandro Santana, o quarto árbitro Leonardo de Jesus Sampaio e os capitães

Fiz questão de estar lá por causa dos visitantes. O Colorado foi fundado em setembro de 2019 e a ideia era disputar a Segundona ano passado. Um problema nos laudos e depois a pandemia atrasou os planos. A estreia ficou para a atual temporada. A equipe é a quarta da cidade de Caieiras a disputar alguma divisão do estadual. A história começou com o Ítalo-Brasileiro - na época eram um distrito da capital, mas vale mesmo assim - de 1932 a 1934, o Paulista em 2001 e 2002 e o Força de 2003 a 2010.

O Guarulhos vem buscando apagar a má impressão deixada pela campanha do ano passado, quando foi lanterna da sua chave. A ideia é voltar a emplacar uma performance boa igual 2018 e 2019. Falando do duelo do domingo, como era a primeira rodada, não sabia o que esperar e a partida me surpreendeu, muito em virtude da atuação do Colorado.

A equipe de Caieiras foi melhor do que os donos da casa e teve as melhores chances. O Guarulhos teve apenas um momento legal na etapa inicial: uma cobrança de falta aos 16 minutos que foi desviada por Gustavo pela linha de fundo. No restante do tempo, os melhores lances ficaram por conta do clube novato.

Aos seis, Juan Borel marcou, porém o tento foi anulado por impedimento. Aos 30 Juninho acertou um belo tiro cruzado da esquerda e Marcelo Júnior fez grande defesa. O arqueiro guarulhense foi acionado de novo na sequência em belíssimo tiro pela direita. Só que o grande adversário da tarde foi o calor e o tempo seco. Estava difícil até respirar.





O Colorado foi melhor do que o Guarulhos durante os primeiros 45 minutos. O goleiro local Marcelo Júnior fez pelo menos duas grandes defesas


O contraste das camisas no Antônio Soares de Oliveira

Na segunda etapa o panorama não mudou e os visitantes permaneceram mais incisivos. O melhor futebol deu resultado e aos 19 minutos saiu o primeiro gol da história da agremiação. Juan Borel recebeu na direita e chutou cruzado. O goleiro desviou e a pelota sobrou para Chaves no meio da pequena área. Ele tocou de leve e abriu o placar. Os locais se viram sem alternativa a não ser tentar mandar aquela blitz marota tentando não serem derrotados logo na estreia.

Foram poucas as oportunidades criadas, a melhor delas aos 37 minutos. Gustavo defendeu chute de fora da área e o rebote. Wellerson tentou pela terceira vez e a zaga salvou em cima da linha. Parecia que a sorte do Guarulhos estava selada. Para a sorte da agremiação, aos 49 minutos o árbitro marcou um pênalti contra o Colorado. Eu estava longe e tive a impressão de que nada aconteceu. Wellerson não se incomodou com a reclamação dos atletas adversários e cobrou a penalidade no canto direito, deixando tudo igual no apagar das luzes.



Juan Borel, o destaque do Colorado, cruzando da direita no gol de Chaves, o primeiro da equipe de Caieiras na história. A comemoração foi merecida



O Guarulhos buscou o empate meio na base do bumba-meu-boi e conseguiu no apagar das luzes, mais precisamente aos 49 minutos, em pênalti cobrado por Wellerson

O Guarulhos 1-1 Colorado não encheu os olhos, mas quebrou o galho. O escrete de Caieiras ficou perto de vencer sua primeira partida na história, fato que poderá ser conquistado na quarta-feira. A impressão que deixaram foi boa. Ao Guarulhos, espero que possam mostrar mais do que mostraram.

O amigo Mário encerrou a participação na jornada tripla do domingo após essa peleja. Eu saí correndo do Antônio Soares de Oliveira com destino à Zona Oeste da capital – de novo - pois tinha duelo decisivo no Brasileiro Feminino.

Até lá!

_____________

Ficha Técnica: Guarulhos 1x1 Colorado

Local: Estádio Antônio Soares de Oliveira (Guarulhos); Árbitro: Jefferson Dutra Giroto; Público e renda: Portões fechados; Cartões amarelos: Darlyson, Higor, Luiz Henrique, Juninho, Chaves, Brunno; Gols: Chaves 19 e Wellerson (pênalti) 49 do 2º.
Guarulhos: Marcelo Júnior; Emerson, Felipe, David e Felipe Dias; Cláudio, Wellerson, Breno (Leonardo) e Giovani (Vinícius); Higor e Darlyson. Técnico: Luiz Ribeiro.
Colorado: Gustavo; Luciano (Alex), Maicon, Miranda e Poti; Luiz Henrique, Juninho, Félix (Douglas) e Chaves (Gabriel Damasceno); Juan Borel (Brunno) e Léo. Técnico: Fernando da Silva.
._________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário