Procure no JP

domingo, 7 de janeiro de 2018

Tudo igual entre Aimoré e Flamengo no Grupo 21 da Copinha

Texto e fotos: Fernando Martinez


O segundo jogo da segunda rodada do Grupo 21 da Copa São Paulo de Futebol Júnior reuniu duas equipes que não estamos acostumados a ver se enfrentar: Flamengo, três vezes campeão da competição e na sua 32ª participação, e Aimoré, o genial time de São Leopoldo que disputa o certame apenas pela segunda vez.

O Fla goleou o Ji-Paraná na estreia e queria emplacar o segundo triunfo seguido e conquistar a classificação por antecedência. O Índio Capilé empatou com o Oeste numa peleja aonde ganhava até o último minuto e pretendia beliscar pelo menos um empate para ainda ter chance de classificação na última rodada.

Fundado em 1936, o Clube Esportivo Aimoré é um dos times mais legais do Rio Grande do Sul sem dúvida nenhuma. Desde moleque tinha vontade de ver uma partida da equipe e consegui o feito numa visita ao estado em 2012 (derrota pro São José pelo estadual sub-20). Cinco anos antes, conheci o belo estádio de São Leopoldo numa das viagens mais geniais da minha vida. Jogando do lado de casa, não tinha como deixar de ver mais uma vez o onze alvi-azul em campo.


Clube Esportivo Aimoré (sub-20) - São Leopoldo/RS


Clube de Regatas do Flamengo (sub-20) - Rio de Janeiro/RJ


Quarteto de arbitragem e capitães das equipes

Diferente do que muitos poderiam imaginar, o Flamengo não conseguiu repetir a atuação que teve na estreia contra o Ji-Paraná. Talvez por falta de atenção, por preguiça ou por terem usado um salto alto monstro, o que se viu foi uma postura até certo ponto blasé por parte dos meninos rubro-negros.

O Aimoré fez a sua parte direitinho e não quis pensar só em se defender. Os gaúchos foram pro ataque e equilibraram as ações durante a maior parte do primeiro tempo. O Fla jogava sem muito ímpeto e apesar de ter chegado bastante dentro da área adversária, teve poucas coisa digna de registro.

Isso mudou aos 26 minutos, momento em que os cariocas abriram o marcador. A bola foi cruzada da esquerda, Lucas Silva matou e tocou pro lado. Luis Henrique chutou de primeira e fez o primeiro do Flamengo. Aos 35, quase o segundo num lance aonde Otávio, goleiro do Aimoré, foi um gigante. Lucas Silva chutou duas vezes na sequência e em ambas o arqueiro fez milagre.

Saí do gramado e fui até a parte alta da Arena ver dali o tempo final. O papo no vestiário deve ter sido bom, pois o Fla voltou um pouco mais focado e o gol não saiu por sorte em dois momentos. O primeiro aos quatro minutos em chutaço de longe de Pepê e defesa difícil de Otávio. O segundo aos 16 em jogada individual de Lucas Silva na pequena área.

O Aimoré não conseguia passar do meio-campo, porém na primeira vez que o fez, saiu o empate. Em cobrança de lateral da direita a bola foi jogada na área e Dutra apareceu para acertar um belíssimo tiro no canto esquerdo de Hugo Souza. Com o 1x1 no placar, os atletas se animaram. Vimos oportunidades das duas agremiações pro segundo gol. Pela primeira vez na rodada dupla teve animação em campo. Só que o empate foi inevitável.


Disputa de bola na lateral do ataque gaúcho


Ataque do Aimoré sob a firme marcação de atleta rubro-negro


O goleiro Hugo Souza subindo no terceiro andar para cortar um cruzamento


Atleta do Aimoré tentando passar por cima de defensor flamenguista


Chegada do Índio Capilé no tempo final


Matheus Alves, camisa 21 do Fla, arriscando de longe

O placar final de Aimoré 1-1 Flamengo manteve os cariocas na liderança do Grupo 21 com quatro pontos ganhos e seis gols de saldo. O Oeste também tem quatro, mas saldo de um. O Aimoré tem dois e na rodada final, os gaúchos precisam vencer o Ji-Paraná por uma boa margem de gols e torcer por pelo menos um empate no jogo de fundo.

Saí da Arena Barueri sem demorar muito pois precisava descansar. A jornada do domingo começou muito cedo, foi longe de casa e teve direito a dois times novos na Lista no único grupo aonde isso poderia acontecer.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário