Procure no JP

sábado, 20 de abril de 2013

Ramalhão derrota o Veranópolis no sufoco e vai para a segunda fase da Copa do Brasil

Opa,

Seguindo com a saga de pelejas da Copa do Brasil do meio da semana, a quarta-feira reservou uma rodada dupla no ABC paulista. Na primeira parada fui ao Estádio Bruno José Daniel ver o jogo de volta entre Santo André e o genial Veranópolis, equipe que disputa o campeonato gaúcho sem interrupções desde 1994.

O Veranópolis Esporte Clube Recreativo e Cultural foi fundado em 1992 após uma fusão das duas equipes tradicionais da cidade, o Veranense e o Dalban. Acredito que o time seja um dos únicos no mundo a ser "pentacolor", já que herdou o vermelho, amarelo e azul do Veranense e o branco e verde do Dalban. Logo no segundo ano de disputa profissional, levou o título da segundona estadual em 1993 (time dirigido pelo técnico Tite... ele mesmo!) e nunca mais perdeu seu espaço na primeirona.

Antes desse duelo contra o Ramalhão havia assistido a equipe uma única vez. Foi no Gauchão 2003, numa derrota de 3x0 para o São José de Porto Alegre no Passo D'Areia. Além de mim, somente o Victor contava com a equipe na Lista, pois ele acompanhou a eliminação do VEC na Copa do Brasil de 2007 (a única participação até então) após uma derrota de 1x0 para o Cruzeiro no antigo Mineirão.

E para presenciar a primeira apresentação da equipe gaúcha no estado de São Paulo, um quórum respeitável de amigos se fez presente em Santo André: seu Natal, Victor, David, Estevan e os amigos Renato e Sérgio. Eu fui para o campo, e diferente do que rolou na noite anterior no Canindé, fui devidamente autorizado a fazer as imagens das equipes, novamente uma exclusividade do JP.


EC Santo André - Santo André/SP. Foto: Fernando Martinez.


Veranópolis ECRC - Veranópolis/RS. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem e capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

No jogo de ida o Veranópolis derrotou os paulistas pela contagem mínima, e agora jogava por um empate para se classificar e pegar o Goiás na segunda fase. Uma derrota por diferença de um gol, desde que marcasse algum, também classificava os gaúchos. O grande campeão da Copa do Brasil 2004 precisava vencer por dois gols.


Torcida do Veranópolis marcando presença no Bruno José Daniel. Foto: Fernando Martinez.

Só que apesar de jogar em casa e das estreias de Élvis e Fubá, os dois vindos do Juventus, o Santo André mostrou pouco durante a maior parte da peleja. Sem medo de errar, o melhor atleta em campo foi o goleiro local Adílson. No tempo inicial ele fez quatro milagres e impediu que o bom time visitante abrisse o marcador.


Uma das ótimas defesas do goleiro andreense Adílson, o salvador do time local no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do Ramalhão pelo alto. Foto: Fernando Martinez.

O time do ABC não teve nenhuma chance clara de gol durante o primeiro tempo e foi para os vestiários tentando encontrar forças para a até então improvável classificação. Nos primeiros minutos do tempo final o panorama não se alterou, e a cada minuto que passava a classificação do Veranópolis ficava mais perto.


"Desce dois... Desce mais", pedia o arqueiro gaúcho João Ricardo. Foto: Fernando Martinez.


Zaga do Veranópolis neutralizando o ataque local no fraco tempo inicial. Foto: Fernando Martinez.

Mas para a alegria dos 792 torcedores presentes, o Santo André conseguiu abrir o marcador num lance isolado e de extrema felicidade. Após a marcação de uma falta na intermediária aos 26 minutos, o camisa 5 Jardel foi para a cobrança. Ele acabou acertando um chute sensacional e, sem a menor chance de defesa para o goleiro João Ricardo, estufou as redes.


Ataque do Santo André pela esquerda ainda no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.


Perigosa chegada local no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Esse gol foi o sopro de esperança que a equipe da casa precisava para finalmente entrar no jogo. A partir daí, o onze local jogou melhor e encurralou o Veranópolis. De tanto insistir, o aguardado gol da classificação aconteceu aos 41 minutos. Eliélton, que havia entrado no decorrer do tempo final, fez uma pintura de gol aos 41 minutos. Ele recebeu pela direita, tirou do zagueiro e bateu com estilo, colocando a pelota no ângulo direito do arqueiro gaúcho.


Detalhe preciso do gol da classificação do Santo André contra o Veranópolis, em lance de extrema felicidade de Eliélton. Foto: Fernando Martinez.


Comemoração do camisa 15 com a torcida no Brunão. Foto: Fernando Martinez.


No contra-ataque, quase o terceiro gol do time local. Foto: Fernando Martinez.

Com uma enorme festa nas arquibancadas, o Ramalhão levou os minutos seguintes no banho-maria e ao final dos 90 minutos conseguiu a vaga para a segunda fase com o placar de Santo André 2-0 Veranópolis. Foi uma classificação conquistada no sufoco, e agora a equipe jogará contra o Goiás em datas ainda desconhecidas. Se a tabela permitir, estaremos presentes na peleja.

Após o apito final saímos do Bruno José Daniel com destino à São Caetano do Sul, local do segundo jogo do dia. Após duas horas de um bate-papo sensacional e de uma janta digna do famoso "dia do gordo" num shopping da região, nos dirigimos ao Anacleto Campanella para "matar" outra equipe.

Até lá!

Fernando

Um comentário:

  1. sr. fernando voces nao fizeram jogos da serie a2 e a3 2013 finais dia 21 de abril domingo. e voces vao fazer a 2 divisao 2013. aguardo uma resposta urgente. obrigado dia 25 de abril de 2013.

    ResponderExcluir