Procure no JP

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Vitória do Bernô pela segunda rodada da Segundona

Fala, pessoal!

Acompanhei somente uma partida nesse último final de semana, muito por conta de compromissos inadiáveis. Mas o jogo que acompanhei foi imperdível, um verdadeiro clássico dos anos 80 no futebol paulista. Falo de EC São Bernardo x Nacional, disputado no fantástico horário de sexta à noite no Baetão.

Por pouco não perco a hora, graças a uma soneca fora de hora na tarde da sexta. Acordei em cima da pinta, mas como meu QG está às portas do ABC paulista, cheguei em São Bernardo do Campo a tempo de conversar bastante com o pessoal dos dois clubes e obter as sempre fantásticas fotos posadas:


EC São Bernardo - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Luciano Rodrigo Lealdini e os assistentes Newton dos Reis Barreira e Marcelo Sanches Moreno posam junto com os capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Após a rodada inicial, ficou indicado qual será o rumo de cada equipe nessa segundona. O Bernô vem forte para pelo menos garantir uma vaga na próxima fase, enquanto o Nacional vem pensando em não fazer um papel tão feio. O time de garotos que foram bem na Copinha não é ruim, mas como um campeonato profissional é bem diferente do que um campeonato sub-18, a tendência é que a coisa seja complicada durante toda essa fase.


Pontapé inicial da partida dado por ex-atleta Wílson Messa, que jogou nas décadas de 50/60. Ao lado, o eterno presidente do clube Felipe Cheidde. Foto: Fernando Martinez.

Em 2010, o time ferroviário venceu os dois confrontos contra o São Bernardo, inclusive com a maior goleada da história do duelo, um 7x1 na última rodada da primeira fase. Aliás, em 25 jogos disputados por campeonatos paulistas até o começo desse ano, o Nacional venceu 10, aconteceram 11 empates e o Bernô venceu apenas 4 vezes. O onze paulistano somava sete vitórias seguidas até o apito inicial.


Investida do Bernô pela esquerda do ataque. Foto: Fernando Martinez.

Só que desde os primeiros minutos da partida de sexta-feira, ficava claro que essa longa série de vitórias ferroviárias estava prestes a terminar. O São Bernardo começou o jogo num ritmo eletrizante, sem dar a menor chance para o adversário. A blitz deu resultado já aos 7 minutos, quando Chuck iniciou boa troca de passes pela direita e apareceu livre para chutar forte e marcar o primeiro dos donos da casa.


Detalhe do primeiro gol do São Bernardo na partida. Foto: Fernando Martinez.

Aos 9 o camisa 11 Deivid apareceu livre dentro da área do Nacional, mas chutou para fora, rente à trave direita. Os paulistanos não viam a cor da bola, e o segundo gol aconteceu aos 14, quando Jura quis cortar cruzamento da esquerda e colocou dentro das próprias redes. O jogo era de um time só.


Agora o momento do segundo gol do Bernô, marcado por Jura, meio-campo do Nacional. Foto: Fernando Martinez.


O setor direito do Nacional foi o caminho das boas jogadas do alvi-negro no tempo inicial. Aqui, mais uma vez a zaga marca chegada dos locais. Foto: Fernando Martinez.

A pressão continuou com oportunidades desperdiçadas para o time do ABC. A melhor chance do terceiro gol veio no 27º minuto, com uma cabeçada à queima-roupa de Mancuso, aonde o goleiro Felipe Silva fez milagre. Somente depois dos 30 minutos o Nacional conseguiu passar do meio-de-campo, chutando de longe duas vezes para boas defesas de Jeferson.


Boa chance do Bernô em cobrança de escanteio. Foto: Fernando Martinez.

Com a peleja um pouco mais equilibrada, a partida chegou ao seu intervalo com a vitória parcial do Bernô por 2x0. No segundo tempo fui acompanhar o jogo nas arquibancadas junto com os amigos na torcida do vovô do ABC. Por lá estavam os sempre presentes Thiago e Pedro, fazendo um bom trabalho na assessoria de imprensa do time, e também o Roberto, o "espião" Leandro e o sumido Rodrigo Colucci, entre outros.


O Nacional tentou pelo alto, mas a zaga do Bernô cortou o cruzamento com sucesso. Foto: Fernando Martinez.

No tempo final o ritmo da partida ficou mais calmo, e o Nacional foi para cima dos locais. Só que o sistema defensivo do São Bernardo funcionou de forma perfeita, e nenhuma investida dos visitantes teve sucesso. A partida estava sob controle para os alvi-negros, e num dos contra-ataques da equipe aconteceu o terceiro gol. Isso foi aos 15 minutos, em cabeçada certeira de Marcelo.


Chegada do Nacional pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

O Bernô poderia ter ampliado ainda mais o marcador tamanha a superioridade da equipe, mas o 3x0 já estava de bom tamanho para as pretensões do time na peleja. Final de jogo: EC São Bernardo 3-0 Nacional.

A vitória deixou o alvi-negro com seis pontos conquistados, atrás da Portuguesa Santista apenas no saldo de gols. Isso é resultado do bom trabalho feito por toda a comissão técnica do Bernô desde o final do ano passado. Vale registrar também que foi a primeira vitória em cima do Nacional desde o dia 14 de agosto de 1988, e também marcou a maior vitória na equipe da Comendador Souza na história de campeonatos paulistas.


Pessoal amigo reunido ao final da vitória do São Bernardo em cima do Nacional. Foto: Leandro Giudici.

Para o Nacional, que divide a lanterna do grupo com o São Vicente, fica a certeza que algo precisa ser feito, e que o argumento "esse time foi bem na Copinha" merece ser revisto agora mesmo. Caso contrário o Naça será eliminado da competição com rodadas de antecedência.

Após o jogo rolou aquela conversa sempre agradável nas dependências do estádio, e dali segui para o meu lar contando com uma providencial carona do amigo Pedro. E semana que vem volto no esquema de muitos jogos na sexta/sábado e se der, no domingo também.

Até mais!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário