Procure no JP

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Santacruzense vence jogo eletrizante e está na A2 de 2012

Fala, pessoal!

Depois de muito tempo consegui acompanhar uma rodada em plena quarta-feira à tarde, e justamente uma rodada decisiva do Campeonato Paulista da Série A3. Depois de mais de um ano sem acompanhar um jogo no Estádio Antônio Soares de Oliveira, fui lá junto com o seu Natal para a decisão entre Flamengo e Santacruzense.

Chegamos cedo, e pela movimentação nos arredores do estádio, vi que a presença de público seria ótima, mesmo num dia útil. Quando entrei nas dependências no campo do Flamengo, pude notar que muitas alterações foram feitas por ali, e muitas ainda serão feitas. Sinceramente não curti muito, pois as pessoas agora só conseguem ficar nas arquibancadas e não mais no alambrado.

De qualquer forma, consegui ser autorizado para as fotos oficiais desse jogo, fotos de um dia que poderia ser histórico para o onze visitante.


AA Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: Fernando Martinez.


AE Santacruzense - Santa Cruz do Rio Pardo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem com o árbitro Flávio Rodrigues de Souza, os assistentes Alberto Poletto Masseira e Márcio Jacob e o quarto árbitro Leandro Camargo Costa ao lado dos capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

Faltando duas rodadas para a definição do Grupo 4 da Série A3, o Flamengo tinha sua situação definida para tentar voltar à A2 em 2012 sem depender de ninguém: vencer suas duas partidas. Uma derrota para a Esportiva deixaria a equipe dependendo de duas derrotas do São Carlos e uma goleada em cima do Grêmio Osasco no final de semana. Para a Santacruzense, uma vitória simples garantiria o acesso.

Continuei dentro do campo para ver esse jogão. E posso garantir que o primeiro tempo foi simplesmente um dos mais eletrizantes e fantásticos que vi nos últimos tempos. Os primeiros momentos da partida foram bastante equilibrados, mas aos 9 minutos os visitantes fizeram o primeiro. Num rápido ataque pela esquerda, o jogador Washington recebeu e chutou firme no canto esquerdo do goleiro local.

O gol sofrido parece ter acordado a equipe rubro-negra. Os donos da casa encurralaram o adversário na defesa e passaram a levar muito perigo em ataques precisos. Não demorou muito e o empate chegou. Numa jogada de muita raça pela direita aos 14 minutos, a bola foi cruzada na área. A zaga interceptou, mas na segunda tentativa, Felipe Desco recebeu e chutou forte no canto esquerdo do goleiro Pitarelli.


Início da jogada do gol de empate do Flamengo aos 14 minutos do primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

O ímpeto ofensivo dos flamenguistas continuou a mil. Mais chances foram criadas, e aos 25 a equipe chegou à virada. A Santacruzense perdeu a bola no meio de campo, e mais uma vez Felipe Desco avançou rápido pela esquerda, chutando no contra-pé do goleiro e colocando a bola no cantinho, fazendo a festa da torcida local. Mesmo com a vantagem no marcador, o Flamengo continuou muito melhor no jogo, anulando completamente a equipe visitante.


Bola no fundo das redes da Santacruzense no primeiro gol rubro-negro e lamentação de Pitarelli. Foto: Fernando Martinez.

A partida estava sob controle para os guarulhenses, mas um blecaute geral de cinco minutos deixou a partida novamente nas mãos do Tricolor. Foram três apagões na zaga local, e tendo um ótimo time, a Santacruzense não titubeou. Aos 36, após falta pela direita, a bola foi alçada na área e Neto Mineiro desviou de leve para empatar de novo. A nova virada na partida aconteceu aos 39, com uma finalização de Washington após belíssima troca de passes na esquerda.


Cobrança de escanteio do camisa 10 rubro-negro Claudinho. Foto: Fernando Martinez.

Para deixar a situação do Flamengo ainda mais complicada, o quarto gol veio aos 41, mais uma vez com o atacante Washington, aproveitando falha na saída de bola do Corvo e acertando um chutaço de longe. Foi o terceiro gol do atacante santacruzense na partida. Meio grogues com esses cinco minutos de horror, os atletas locais saíram desnorteados para o intervalo. No descanso, ao que mais se ouvia pelas arquibancadas era como o onze local perdeu a concentração justamente quando era melhor no jogo.


Comemoração do terceiro gol da Esportiva, se aproveitando do blecaute local no final da primeira etapa. Foto: Fernando Martinez.

Para o segundo tempo, fui novamente acompanhar o ataque rubro-negro. Na primeira meia hora, a partida foi um verdadeiro "ataque contra defesa". Os locais foram pra cima da Santacruzense com muita vontade. Não demorou muito para que a equipe fizesse o terceiro. Aos 7 minutos, o atacante Felipe Desco recebeu ótimo passe em profundidade e tocou na saída do goleiro. Foi o terceiro gol do jogador flamenguista na partida.


Lance do terceiro gol do Flamengo, dando esperanças que a equipe pudesse chegar ao empate. Foto: Fernando Martinez.

Durante os 20 minutos seguintes o Flamengo chegou muito, mas muito perto de deixar tudo igual de novo no marcador. Mas a equipe perdeu gols demais, levando a sua torcida ao desespero. Talvez desanimados com a não marcação do quarto gol, os rubro-negros abaixaram a guarda depois dos 30 minutos, fazendo com que a Santacruzense saísse da defesa, algo que ainda não tinha acontecido até então.


Confusão na área da Santacruzense no começo da segunda etapa, não aproveitada pelo time local. Foto: Fernando Martinez.

Para completar o roteiro dramático, aos 36 minutos a Esportiva acertou um belíssimo contra-ataque, e a bola sobrou para Billy. Ele entrou na área e chutou com estilo para fazer o quinto gol da equipe e matar de vez a esperança do Flamengo na partida. Os guarulhenses tentaram diminuir, mas já era tarde.


No desespero, chegada dos guarulhenses pela direita no final da partida. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Flamengo 3-5 Santacruzense. A vitória levou o time de Santa Cruz do Rio Pardo para a Série A2 em 2012. Desde 1967, quando jogou a Segunda Divisão da época, o time não chegava tão longe no futebol paulista. Muita festa foi vista dentro do gramado. Festa de um time que veio da Segundona graças a desistências de outras equipes nas divisões maiores e fez uma brilhante campanha nessa A3. O JP parabeniza a equipe, uma das mais legais do nosso interior e com uma das torcidas mais animadas.


Festa da Santacruzense em Guarulhos. De forma heroica, a equipe consegue o acesso para a A2 em 2012. Foto: Fernando Martinez.

Ao Flamengo ainda restava torcer para o Grêmio Osasco à noite. Mas o empate levou o São Carlos também para a A2 no ano que vem, e fez com que o jogo entre osasquenses e guarulhenses no próximo domingo se tornasse um simples amistoso. A parceria com o Corinthians começou errada, mas aos poucos foi se acertando. Tarde demais para o acesso nesse ano, mas quem sabe a tempo de que os erros sejam corrigidos para 2012.

Após o jogo conversei bastante com os amigos Rodrigo Fernandes e Giulio Cesare, que hoje fazem parte da comissão técnica do Flamengo, e também com os amigos do quarteto de arbitragem. Tudo a tempo de voltar para a capital paulista e enfrentar uma correria absurda para chegar em casa e assistir ao vivo uma das noites mais trágicas (ou sensacionais, dependendo do ponto de vista) da história do futebol brasileiro.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário