Procure no JP

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Palmeirinha empata em casa e segue líder do seu grupo na Segundona

Olá,

Finalizando minha jornada tripla acompanhando partidas válidas pela terceira rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no último domingo, antes do dia clarear, iniciei mais uma viagem ao interior paulista, transitando pela Via Anhanguera, indo até a cidade de Porto Ferreira, conhecida como A Capital da Cerâmica Artística, com o objetivo de conferir a partida S.E. Palmeirnha x Independente F.C. de Limeira, realizada no Estádio da Vila Famosa, valendo pelo Grupo 3 da competição.

Antes de entrarem em campo, as duas equipes apresentavam 100% de aproveitamento, sendo que o time da casa havia conquistado duas vitórias, enquanto os visitantes só haviam jogado uma única vez e vencido. Portanto, quem vencesse, já começaria encaminhar sua classificação à próxima fase, pois os quatro primeiros colocados de um grupo de seis equipes avançarão na competição. Vale lembrar que o Grupo 03 tem o menor número de equipes, por conta da repentina não participação do Radium de Mococa no certame.

Ao chegar ao estádio, procurei informações sobre a nova fase do Palmeirinha, que vem conseguindo bons resultados em campo, inclusive tendo contratado o experiente goleiro Adnã (ex-União São João de Araras), aquele mesmo que sofreu o primeiro gol do goleiro Rogério Ceni do São Paulo FC. O segredo está no novo modelo de gestão que está sendo utilizado pela empresa Salto Sports. Até o momento vem dando certo e torço para que haja continuidade, uma vez que o time de Porto Ferreira é um dos mais tradicionais do nosso interior e tem história.

Como de hábito, após conversar com pessoas ligadas aos times e um giro pelo estádio, me postei no gramado para registrar a imagem dos participantes da partida, cujas fotos oficiais apresento abaixo:


S.E. Palmeirinha - Porto Ferreira/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Independente F.C. - Limeira/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Ederson Martins Deodato e os assistentes Fábio Rogerio Baesteiro e Maria Núbia Ferreira Leite posam junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

Com a bola rolando, o Palmeirinha tomou a iniciativa de ir ao ataque e rapidamente assustou a defesa limeirense, quando na marca dos 2 minutos, o meia Joílson cabeceou de frente e provocou ótima defesa do goleiro Diego, que deu rebote e voltou a praticar outra díficil intervenção no arremate de Jucilei, concedendo o primeiro escanteio da partida.


Zaga limeirense afastando cruzamento após cobrança de escanteio. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 5 minutos, o Palmeirinha voltou a incomodar o setor defensivo do Independente, agora através do lateral Maicon, num chute perigoso que saiu por cima do travessão. Somente aos 18 minutos, os visitantes chegaram com mais ímpeto, por intermédio de Ângelo que golpeou de cabeça de raspão, uma bola cruzada da direita. Se o avante acertasse a bola em cheio, o perigo seria maior.


Outro bom ataque do Palmeirinha no início da partida. Foto: Orlando Lacanna.

Refeito do susto, o Palmeirinha voltou com força ao ataque e, aos 20 minutos, inaugurou o marcador, num belo gol de cabeça do camisa 9 Beiço, aproveitando cruzamento perfeito vindo da direita. A cabeçada foi tão forte, que o goleiro não teve tempo nem de esboçar qualquer tipo de defesa.


Instante exato em que Beiço mandou a bola de cabeça para a rede do Independente. Foto: Orlando Lacanna.

Depois do gol, o Palmeirinha permaneceu ofensivo, porém a partir do trigésimo minuto, o Independente passou a dominar as ações e foi chegando à área adversária, pricipalmente pelas pontas e com cruzamentos pelo alto, que mostraram a dificuldade da defesa esmeraldina em bolas alçadas à sua área. Na primeira tentativa, o gol saiu, porém o assistente impugnou o lance, assinalando impedimento. Logo em seguida a jogada se repetiu e aí não teve jeito, pois aos 32 minutos, o camisa 11 Bismack, de cabeça, empatou a partida. Dois minutos depois, outra bola alçada na área do Palmeirinha e outra cabeçada do camisa 11, quase resultando no gol da virada, só não acontecendo graças a importante defesa do goleiro alviverde.


Bola indo para o fundo da meta defendida por Adnã no gol de empate dos visitantes. Foto: Orlando Lacanna.

No finzinho da primeira etapa, aos 43 minutos, o camisa 7 Jucilei do Palmeirinha acertou uma bicicleta, exigindo grande defesa de Diego, mandando a bola para escanteio. Se o gol saísse, seria um verdadeiro golaço, mas ficou no quase. Mais alguns minutos e a primeira etapa foi encerrada com o empate de 1 x 1, num bom jogo.

Ao longo do intervalo foi aquele sufoco para conseguir um copo de água, uma vez que o calor não estava fácil. A fila na lanchonete era muito grande e não daria tempo para ser atendido antes da partida ser reiniciada, mas no final a assessoria de imprensa do Palmeirinha me salvou, providenciando o precioso líquido.

A bola voltou a rolar e o que se viu foi um jogo bem diferente do mostrado na etapa inicial, com os times marcando muito forte no setor de meio de campo, dificultando em muito a criação de jogadas mais agudas. Nesse contexto, o Independente mostrou um pouco mais na tentativa de chegar ao gol.


Tentativa de ataque do Independente no início do segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.


Boa "briga" pela posse de bola, "marca" registrada na segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.

A partida se mantinha movimentada e equílibrada, porém aos poucos, dava para notar que o ritmo vinha caindo, muito provavelmante pelo forte calor que estava fazendo na região. Os times tentavam se superar, mas estava realmente difícil chegar com perigo ao gol adversário.


Outra jogada aérea do ataque limeirense. Foto: Orlando Lacanna.

Na marca dos 30 minutos, o Palmeirinha conseguiu chegar próximo ao gol do time limeirense, através de um arremate cruzado de Eré, que pegou o goleiro saindo do gol para tentar a defesa. A bola ganhou efeito e obrigou o goleiro voltar e praticar a defesa. O banco do time da casa reclamou que a bola teria entrado, mas o assistente não correu para o meio e não confirmou o gol. De onde eu estava achei que a bola não entrou.

Nos últimos cinco minutos, o Palmeirinha tentou queimar seus últimos cartuchos, visando chegar ao gol da vitória e quase chegou lá, aos 41 minutos, quando o avante Douglas encheu o pé da intermediária e o goleiro Diego deu rebote. O camisa 9 Beiço aproveitou a rebatida, mas o goleiro limeirense voltou a fazer outra boa defesa.


Bola cruzada e passando pela defesa limeirense no final da partida. Foto: Orlando Lacanna.

Jogo encerrado com o resultado de Palmeirinha 1 - 1 Independente, que manteve a invencibilidde dos dois times e deixou o time de Porto Ferreira na liderança do grupo, agora com 7 pontos. O ponto obtido fora de casa colocou o "Galo da Vila Esteves" na 3ª posição com 4 pontos. Na próxima rodada, os dois times folgam.

Apito final e mais outra viagem de retorno a São Paulo, pois logo após o almoço iria conferir a previsível decisão do Paulistão pela teleinha. No próximo fim de semana tem mais. Aguardem....

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário