Procure no JP

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Manthiqueira empata fora de casa e permanece invicto na Segundona

Olá,

Na última sexta-feira, foi dada a largada da tarceira rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, com o JOGOS PERDIDOS entrando em campo e acompanhando nada menos do que cinco jogos "in loco". A mim coube o grato prazer de estar presente em três partidas, sendo duas no sábado e uma no domingo cedo.

A minha jornada tripla teve início no sábado à tarde, quando viajei à importante cidade de São José dos Campos, para conferir ao vivo e em cores o duelo entre o C.A. Joseense contra a A.D. Manthiqueira. Essa partida valeu pelo Grupo 05 da competição e foi realizada no agradável Estádio ADC Parahyba.

Vale destacar que a Academia Desportiva Manthiqueira é o novo clube que representa a cidade de Guaratinguetá no futebol profissional, tendo sido fundado em 04/08/2005 e adotado as cores laranja e preta em homenagem à Seleção Holandesa. A sua mascote é um "Cavalo" e o estádio utilizado para mandar seus jogos é o Dario Rodrigues Leite, o mesmo que era usado pelo Guaratinguetá F.L. que se mandou da cidade e foi para Americana, tendo inclusive mudado de nome.


Escudo da A.D. Manthiqueira. Foto: Orlando Lacanna.

Esse confronto colocou frente à frente, dois times que vinham de campanhas completamente diferentes, pois enquanto os donos da casa ainda não haviam pontuado, por conta de duas derrotas, os visitantes entravam em campo ostentando uma invencibilidade de uma vitória e um empate. Antes de começar o resumo da partida, vamos com as fotos oficiais, as quais são exclusivas e estão abaixo:


C.A. Joseense - São José dos Campos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


A.D. Manthiqueira - Guaratinguetá/SP. Foto: Orlando Lacanna.


O árbitro Eduardo Dul, os assistentes Mário Nogueira da Cruz e Fabrício Porfírio de Moura e o quarto árbitro Thelmis Ernesto Lanza posam junto com os capitães dos times. Foto: Orlando Lacanna.

Nos primeiros dez minutos, o Joseense mandou na partida, tendo logo aos 5 minutos criado o primeiro bom momento, num forte arremate de Jonathan que explodiu contra o travessão da meta defendida por Rafael. O time da casa insistia no campo de ataque, porém a jogada acabava em cruzamento para a área, que morria nas mãos do goleiro ou a zaga afastava.


Boa saída do goleiro Rafael do Mantiqueira, neutralizando um dos vários cruzamentos do Joseense. Foto: Orlando Lacanna.

Com o passar do tempo, os visitantes começaram a gostar do jogo e aos poucos foram tomando conta das ações, passando a fustigar com frequência a meta joseense, sendo que aos 17 minutos, chegaram ao seu primeiro gol, anotado por Gabriel ao aproveitar rebote do goleiro Eddi.


Bola no fundo da meta do Joseense, no gol inaugural do Manthiqueira. Foto: Orlando Lacanna.

Após o gol de abertura, o clima da partida deu uma esquentada e o enérgico árbitro Eduardo Dull, mandou para o chuveiro mais cedo um atleta de cada time (Gil do Joseense e Sidnei do Manthiqueira), que se estranharam e receberam o cartão vermelho direto aos 21 minutos.

A partir do trigésimo minuto, o Manthiqueira cansou de desperdiçar oportunidades de aumentar o placar, chegando ao absurdo de criar cinco chances reais em apenas dez minutos. Eu nunca havia visto uma sequência tão grande de oportunidades perdidas, como aconteceu aos 30, 31, 33, 34 e 40 minutos em jogadas que foram concluídas por Elder (três vezes), Gabriel e Gilsinho. Vale destacar a boa presença do goleiro Eddi em pelo menos duas ótimas defesas. Se pelo menos duas dessas chances tivessem sido aproveitadas, a história da partida poderia ter sido diferente, uma vez que os gols perdidos iriam fazer falta no final do jogo, como veremos mais à frente.


Zaga do Joseense afastando uma das várias jogadas de ataque do Manthiqueira ainda na primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna.

Aquela velha máxima do futebol de que "quem não faz, toma", voltou a dar o ar da graça nessa partida, pois aos 43 minutos, o Joseense chegou ao empate, através da cobrança de um pênalti por intermédio de Ailton, levando para o intervalo o empate que caiu do céu para o Joseense naquele momento do jogo.


Goleiro num canto e a bola no outro, no gol de empate do Joseense. Foto: Orlando Lacanna.

Depois do intervalo, o Joseense voltou ao gramado com uma postura totalmente diferente, assumindo a iniciativa de ir ao ataque e brecando o período de domínio do adversário, tendo chegado algumas vezes com perigo na área do Manthiqueira.

A partir dos 10 minutos, o jogo ficou equilibrado, com as duas equipes alternando períodos de ligeiro domínio, com o Joseense tendo mais presença ofensiva, tanto que, na marca dos 24 minutos, virou o placar através de um gol de cabeça anotado pelo zagueiro Adriano.


Defesa arrojada do goleiro Rafael do Manthiqueira no início da segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.


Esforço dos dois atletas visando alcançar a bola. Foto: Orlando Lacanna.

Depois de conseguir virar o marcador, o Joseense passou a atuar mais defensivamente, chamando o adversário para o campo de ataque, com o objetivo de encaixar algum contra-ataque e matar a partida. Essa estratégia não deu certo, pois o recúo do Joseense só serviu para chamar o Manthiqueira pra cima.


Arrancada de França do Manthiqueira pela direita buscando o empate. Foto: Orlando Lacanna.

O domínio dos visitantes foi se acentuando e, na marca dos 32 minutos, o empate acabou acontecendo, num gol anotado pelo zagueiro Dias, que teve espaço para dominar, girar e fuzilar o goleiro Eddi.


Bola no fundo da rede e o zagueiro Dias vibrando com o gol de empate. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 34 minutos, o Joseense teve uma ótima oportunidade para restabelecer a vantagem no placar, mas o avante Jonathan não foi feliz na conclusão e a chance foi embora. Nos últimos dez minutos a tônica foi o equílibrio, com as duas equipes demonstrando um pouco de cansaço por conta do esforço despendido ao longo da partida.

Jogo finalizado com o placar indicando Joseense 2 - 2 Manthiqueira, resultado que deu o primeiro ponto ao time da casa, mas que pouco adiantou, pois o time permanece na última (8ª) colocação do grupo. O empate deixou o time visitante na 4ª posição com 5 pontos, sendo que o resultado, em tese, poderia ter sido melhor, caso tivesse aproveitado as chances criadas no primeiro tempo e que não foram aproveitadas. De qualquer forma, continua invicto, agora com uma vitória e dois empates.

Tão logo o jogo foi encerrado, fui para uma lanchonete fazer uma boquinha, pois à noite iria acompanhar o segundo jogo do dia, agora em outro estádio da cidade, em mais um pega da Segundona, porém essa história fica para depois. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário