Procure no JP

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Flamengo derrota São Carlos e ainda sonha com acesso na Série A3

Olá,

Depois de ter conferido a partida Sumaré x Cotia pela Segundona, cujo post já está publicado, no domingo cedo retornei à cidade Guarulhos, com o objetivo de acompanhar a partida A.A. Flamengo x São Carlos F.L., realizada no Estádio Antônio Soares de Oliveira, valendo pela quarta rodada da segunda fase do Campeonato Paulista da Série A3, no seu Grupo 4.

Essa partida era de suma importância para as duas equipes, pois uma vitória do São Carlos ou até mesmo o empate, já o colocaria na Série A2 de 2.012 com duas rodadas de antecedência, enquanto uma vitória flamenguista manteria o sonho do time de Guarulhos na busca pela promoção. Diante de tais ingredientes, havia uma grande expectativa por parte dos torcedores das duas equipes.

Depois de ter obtido as escalações das duas equipes, me postei à beira do gramado para fazer as tradicionais fotos oficiais da partida. Dessa vez, por conta de um problema técnico momentâneo com a minha máquina fotográfica, não consegui fazer a foto do quarteto de arbitragem posado com os capitães. Acabei fotografando os árbitros quando da saída dos mesmos do gramado. As fotos estão apresentadas abaixo:l


A.A. Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


São Carlos F. L. - São Carlos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem liderado por Márcio Henrique de Gois deixando o gramado. Foto: Orlando Lacanna.

Com a bola rolando, o que se viu nos primeiros minutos foi a tentativa do Flamengo em sair para o ataque, mas o setor defensivo do São Carlos estava firme e não dava espaço aos atacantes flamenguistas. O primeiro lance mais agudo foi do São Carlos, aos 16 minutos, num arremate perigosíssimo de Evandro Paulista que obrigou o goleiro Enderson a praticar ótima defesa, desviando a bola para escanteio.


Atletas dos dois times apostando corrida para alcançar a bola. Foto: Orlando Lacanna.

O São Carlos tinha mais presença no campo ofensivo, tanto que, aos 21 e 29 minutos levou perigo à meta do time de Guarulhos em jogadas que tiveram as participações de João Vitor e Evandro Paulista, mas as conclusões não tiveram o endereço certo. O Flamengo vez ou outra saía em velocidade ao ataque, porém o fazia de forma que não conseguia levar real perigo à meta guarnecida por Ronaldo.


Jogada aérea do ataque do Flamengo na primeira etapa. Foto: Orlando Lacanna.

A melhor presença do São Carlos na partida foi coroada com a marcação do seu gol, aos 34 minutos, através de Evandro Paulista, que aproveitou uma ótima enfiada de bola de Michel pelo meio da defesa do Flamengo.


Momento exato do arremate de Evandro Paulista que resultou no gol de abertura. Foto: Orlando Lacanna.

Depois de sofrer o gol, o Flamengo passou a atacar mais, até porque a derrota praticamente acabava com qualquer chance de acesso e, portanto, não havia outro caminho a seguir, ou seja, ou era atacar ou atacar. Nesse contexto, o Flamengo chegou com perigo aos 37 minutos, num arremate rasteiro desferido por Claudir, exigindo boa defesa do goleiro Ronaldo.


Boa defesa do Ronaldo neutralizando arremate de Claudir. Foto: Orlando Lacanna.

O primeiro tempo já se aproximava do encerramento, quando na marca dos 43 minutos, o zagueiro Felipe Baptista empatou a partida, através de um desvío de cabeça, aproveitando cruzamento vindo da direita numa cobrança de escanteio. Mais alguns minutos e o árbitro terminou a primeira etapa com o placar indicando 1 x 1, ficando para o segundo tempo a expectativa se o São Carlos conseguiria o acesso ou não.

A bola voltou a rolar e, logo de cara, foi possível perceber que o Flamengo voltou com o firme propósito de virar o placar. Os donos da casa criaram uma sequência de jogadas ofensivas que levaram perigo à meta do São Carlos, como aconteceu aos 3, 9, 11 e 13 minutos em lances com as participações de Douglas, Claudir, Allan e Lauro. O segundo gol do time da casa estava amadurecendo.

Como diz o ditado "água mole em pedra dura tanto bate até que fura", finalmente aos 15 minutos, o Rubro-Negro de Guarulhos chegou ao seu segundo gol, marcado pelo centroavante Claudir que se jogou na bola de forma atabalhoada, mas mesmo assim conseguiu tocar de leve de cabeça e mandar a bola para o fundo do gol adversário, levando a boa torcida local presente à loucura.


Gol da virada do Flamengo anotado por Claudir. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo tendo conseguido virar o placar, o Flamengo continuou em cima da defesa São Carlos até por volta dos 25 minutos, quando passou a assumir uma postura mais defensiva, chamando o time interiorano para cima.


Outro bom ataque do Flamengo pela ponta esquerda no período de domínio. Foto: Orlando Lacanna.

À medida que o Flamengo foi recuando, o São Carlos foi criando perigo à defesa guarulhense, como aconteceu aos 29 minutos, quando Diego Perini mandou um balaço que se chocou contra o poste esquerdo, após leve desvío do goleiro Enderson.

Nos últimos dez minutos, as equipes se revezaram no campo de ataque, sendo que a jogada mais contundente aconteceu aos 43 minutos, quando por um triz o São Carlos não chegou ao empate, numa cabeçada de Samir que foi desviada por Jonatan do Fla, praticamente em cima da linha fatal.


Cabeçada de Samir que iria ser desviada em cima da linha fatal por Jonatan. Foto: Orlando Lacanna.

Final de partida com o resultado de Flamengo 2 - 1 São Carlos que manteve as chances do time de Guarulhos em chegar à Série A2 no ano que vem, mas para isso será fundamental a vitória na próxima quarta-feira contra a Santacruzense por uma boa margem de gols para melhorar o seu saldo que atualmente é de -2. Apesar da derrota, a situação do São Carlos é bem cômoda e pode obter o acesso se não ser mole nos dois últimos jogos contra o Grêmio Osasco já eliminado e contra a Santacruzense.

Fim de jogo e rápido retorno a São Paulo para fugir da chuva que estava armando e curtir mais futebol pela telinha, aproveitando o resto do domingão no sossego do lar. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário