Procure no JP

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Nacional vence a Ponte Preta e garante vaga no Paulista sub-17!

Olá pessoal!

Continuando minha sequência de jogos in loco da semana passada, o sábado me reservou uma rodada dupla de categorias de base na capital. O tempo já tinha mudado de novo, e debaixo de um sol chatíssimo caí da cama cedinho para ir até o bairro da Barra Funda para um jogo do Campeonato Paulista sub-17. Acompanhei um jogão entre Nacional e Ponte Preta no Estádio Nicolau Alayon, válido pela penúltima rodada da Segunda Fase.

A morosidade do trânsito paulistano quase me deixou sem as fotos posadas dessa vez. Mas felizmente cheguei a tempo de entrar no histórico campo do Nacional para as tradicionais fotos:


Nacional AC (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


AA Ponte Preta (sub-17) - Campinas/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães dos times e trio de arbitragem da partida. Foto: Fernando Martinez.

O jogo foi o penúltimo das duas equipes na Segunda Fase do Paulista sub-17. Caso acontecesse uma vitória do Nacional e uma vitória do Marília em cima do Santos, a equipe paulistana e a campineira já garantiriam vaga na Terceira Fase ao final dessa rodada. E numa campanha de franca recuperação no campeonato, o Naça estava animadíssimo para esse confronto, também querendo devolver a derrota em Campinas.

Ainda dentro do campo conversei bastante com os amigos Miguel e Giulio Cesare, médico do time da casa. Eles colocam bastante fé nesse time juvenil, e a boa campanha (que não acontecia faz tempo) é bastante comemorada pelo pessoal do clube. Mas nesse jogo não consegui ficar dentro de campo graças ao forte calor. E fui então para as tribunas do Nicolau Alayon.


Goleiro da Ponte Preta se esticando todo para fazer uma defesa. Foto: Fernando Martinez.

Dali vi um jogaço de futebol, muito melhor que muita partida profissional, com as duas equipes buscando o gol desde os primeiros minutos. Os dois times mostraram um bom futebol e o gol poderia aparecer para qualquer lado que seria merecido.


Zaga da Macaca marcando em cima atacante do Nacional. Foto: Fernando Martinez.

Porém os atacantes não conseguiram acertar o fundo do gol do adversário nessa primeira etapa. O jogo teve chances claras de gol, mas foi para seu intervalo sem a abertura do placar. No intervalo fiquei acompanhando da tribuna mesmo um agradável jogo de tênis entre associados do Nacional. Diferente de outros membros do JP, gosto também de outros esportes, e o jogo (que foi nas quadras que ficam logo atrás da parte coberta do Naça) fez com que o intervalo passasse bem rápido.


Disputa de bola no campo de defesa nacionalino. Foto: Fernando Martinez.

Mas era hora do segundo tempo começar, e a boa torcida presente estava bastante animada. Muita gritaria, com torcedores dos dois clubes alternando grandes emoções na segunda etapa. Mas o Nacional foi quem chegou mais perto do gol na segunda etapa, criando mais chances para deixar sua torcida feliz.


Jogadores procurando a bola do jogo no meio-de-campo. Foto: Fernando Martinez.

A partida seguia sem que nenhum time furasse o bloqueio defensivo do adversário. Mas isso mudou aos 27 minutos, quando uma bola longa foi lançada para o camisa 18 do Nacional Daniel Naves. Ele entrou na área e, mesmo sofrendo marcação firme de um zagueiro da Macaca, tocou no canto esquerdo do goleiro campineiro. Golaço que foi bastante comemorado dentro e fora do campo.


Boa cobrança de falta para o Nacional ainda na primeira etapa. Foto: Fernando Martinez.

Até o final do jogo a Ponte tentou empatar, mas o Nacional foi quem chegou mais perto de marcar mais gols, pois teve o contra-ataque todo a seu favor. Mas no final, o jogo ficou mesmo com o único gol marcado por Daniel Naves.


Placar final da partida no Nicolau Alayon, que classificou os dois times para a próxima fase. Foto: Fernando Martinez.

Final de partida: Nacional 1-0 Ponte Preta. Com essa vitória, e somado com a vitória do Marília sobre o Santos (por 1x0, em jogo disputado no interior), Naça e Ponte Preta se garantem na Terceira Fase do Paulista sub-17. Resta saber quem ficará com a primeira colocação do grupo. E vale ser registrado que fazia tempo que o time da Comendador Souza não chegava tão longe no juvenil.

Após o jogo ainda fui para o centro de São Paulo almoçar e conversar um pouco com grandes amigos na Galeria do Rock antes de zarpar para a segunda partida do dia. E foi de mais um time da nossa capital de São Paulo por categorias de base.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário