Procure no JP

quinta-feira, 1 de dezembro de 2005

Mineiro 2ªdivisão: Extrema 2-1 Juventus/MG

Boa tarde,

Mesmo desaparecido há algum tempo, eu, The Watcher, nunca fico longe das artimanhas do Clube dos Doentes. E pela primeira vez, na data de ontem, estive presente na minha primeira aventura inter-estadual desde que o JOGOS PERDIDOS foi criado. Numa caravana rumo à cidade de Extrema, no sul de Minas Gerais, juntamente com os amigos Emerson, David, Mílton e Victor, fui matar os times do Extrema e o Juventus de Minas Novas.

Os outros integrantes do Clube não puderam ir devido aos seus compromissos profissionais, então fui fazer as honras desses queridos amigos. Cidade simpática, lugar agradável e muita chuva nos recepcionaram por lá. Isso atrapalhou um pouco a entrada no gramado, mas junto com o Emerson e o Victor, ainda conseguimos obter as fotos dos "scratchs" posados:


Extrema FC - Extrema/MG. Foto: The Watcher.


Juventus FC - Minas Novas/MG. Foto: The Watcher.


Capitães das equipes juntamente com o quarteto de arbitragem. Foto: The Watcher.

E como o escudo do Juventus ainda é desconhecido do grande público, aí segue o distintivo do time:


Escudo bonito do Juventus Futebol Clube de Minas Novas/MG. Foto: Emerson Ortunho.

O jogo foi pela segunda rodada do hexagonal final da segundona de Minas Gerais. O Extrema empatou sua primeira partida fora com o Varginha, enquanto o Juventus ganhou em casa do América-TO. Logo, o jogo prometia grandes emoções. O primeiro tempo começou com o Extrema melhor e dominando as ações, ficando bastante tempo dentro da área do time minasnovense. Tanto que não demorou para chegar ao seu primeiro gol. Gol que aconteceu depois de um cruzamento certeiro da esquerda que terminou com a cabeçada também certeira do zagueiro do time da casa. Extrema na frente do placar.


Cabeçada certeira e o primeiro gol do Extrema saindo na frente contra o Juventus. Foto: The Watcher.

Depois o time ainda perdeu algumas chances, mas acabou dando espaços ao Juventus no contra-ataque. A equipe de Minas Novas acabou assim, desperdiçando algumas boas chances, com boas defesas do goleiro do Extrema e uma bola na trave. O jogo foi esquentando e os ânimos acabaram ficando um pouco mais exaltados ao final do 1º tempo, prometendo fortes emoções na segunda etapa.


Ataque perigoso do Extrema no primeiro tempo. Foto: The Watcher.

A segunda etapa foi melhor do que a primeira, com os dois times meio nervosos em campo e muitas jogadas bruscas. O Extrema continuou com um leve domínio, mas o Juventus ainda levada algum perigo ao gol adversário.


Escanteio para o Juventus ainda no 1º tempo. Foto: Emerson Ortunho.

Com o jogo cada vez mais truncado, a partida parecia que iria acabar em um a zero mesmo, mas aos 38 do segundo tempo, depois de um bom cruzamento da esquerda, o time do Juventus chegou ao empate, também numa cabeçada livre de marcação. Todos no estádio Sebastião Camanducci emudeceram, pensando que o time da casa poderia perder dois pontos preciosos em casa. Mas logo depois, aos 41, numa grande jogada do ataque do Extrema, o time chegou ao segundo gol e definiu o placar da partida. Depois disso ainda tivemos um princípio de briga dentro do campo com tapas sendo distribuídos a esmo.

Mas no final, o jogo ficou mesmo: Extrema 2-1 Juventus/MG. E o Extrema líder do Hexagonal, junto com o Nacional de Uberaba.


Emerson, David, Mílton e Victor curtindo o jogo nas sociais do estádio. Foto: The Watcher.

Deixo aqui um abraço especial ao Zico, diretor do Extrema e ao Uri, secretário de esportes da cidade. Muito simpáticos, eles agradeceram a cobertura que o JOGOS PERDIDOS está fazendo lá na cidade. Também fiquei sabendo que o time, caso suba para o Módulo II, vai jogar num estádio para 20 mil pessoas, e que já está sendo construído pela prefeitura. Parabéns a todos por lá!



Ainda o jogo: Comemoração no segundo gol do Extrema e faixa anunciando os próximos jogos. Notem o 'JUVENTOS' na faixa. Colossal! Fotos: The Watcher.

Depois disso segui com meus amigos até a cidade de Bragança Paulista, aonde eles iriam prosseguir com a segunda missão do dia. Ainda lá, encontrei o Fernando chegando de São Paulo para me substituir na jornada. Ele fará o post do jogo mais perdido da história, ainda hoje.

Um até breve a todos os amigos internautas.

Excelsior

The Watcher

Nenhum comentário:

Postar um comentário